Abrir menu principal
SS United States
StateLibQld 1 169487 United States (ship).jpg
Carreira  Estados Unidos
Operador United States Lines
Fabricante Newport News Shipbuilding
Custo US$ 79,4 milhões
Homônimo Estados Unidos
Data de encomenda 1949
Batimento de quilha 8 de fevereiro de 1950
Lançamento 23 de junho de 1951
Batismo 23 de junho de 1951
Viagem inaugural 3 de julho de 1952
Aposentadoria 14 de novembro de 1969
Porto de registo Nova Iorque
Indicativo de chamada KJEH
Número do casco 488
Estado Atracado na Filadélfia desde 1996
Características gerais
Tipo de navio Transatlântico
Deslocamento 45.500 t
Maquinário 4 turbinas de dupla redução
8 caldeiras
Comprimento 302 m
Boca 30,9 m
Calado 9,85 m
Propulsão 4 hélices
- 240 000 hp (179 000 kW)
Velocidade 32 nós (59 km/h)
Tripulação 900
Passageiros 1930

O SS United States foi um navio de passageiros norte-americano operado pela United States Lines e construído pelos estaleiros da Newport News Shipbuilding. Foi o maior transatlântico já construído nos Estados Unidos e o navio mais rápido a cruzar o Oceano Atlântico em qualquer direção. Projetado pelo arquiteto naval William Francis Gibbs, a construção do United States começou em fevereiro de 1950 e foi lançado ao mar em junho do ano seguinte. O navio foi subsidiado pelo governo norte-americano sob as condições de que fosse rápido, seguro e pudesse ser facilmente convertido em uma embarcação de transporte de tropas em caso de guerra.[1]

O United States realizou sua viagem inaugural em 3 de julho de 1952, quebrando em dez horas o recorde anterior de velocidade do RMS Queen Mary e assim conquistando a Flâmula Azul de viagem transatlântica mais rápida, título que mantém até os dias de hoje. O navio foi um grande sucesso, principalmente com os passageiros norte-americanos, que preferiam viajar a bordo dele do que em outros navios estrangeiros. A popularização da aviação comercial na década de 1960 afetou o transporte marítimo, com o United States passando a realizar cruzeiros a fim de tentar ganhar mais dinheiro. Por volta de 1960, o navio já tinha gastado mais de cem milhões de dólares em subsídios governamentais.[1]

A embarcação foi tirada do serviço no final de 1969 e atracada na Virgínia. Pelas décadas seguintes várias companhias compraram o navio, sempre com planos de reformá-lo e convertê-lo em um navio de cruzeiro permanentemente ou reabilitá-lo como transatlântico. Entretanto, todos esses planos falharam por questões financeiras. O United States chegou a ser rebocado para Istambul na Turquia em junho de 1992, porém voltou para os Estados Unidos em 1996 e foi atracado na Filadélfia, onde permanece até hoje. Ele foi colocado em 1999 no Registro Nacional de Lugares Históricos. Atualmente ainda existem planos para poder restaurá-lo e preservá-lo.[1]

Referências

  1. a b c Ljungström, Henrik. «United States». The Great Ocean Liners. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre SS United States
  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.