Salvatore De Giorgi

Salvatore De Giorgi (Vernole, Itália, 6 de setembro de 1930) é um cardeal da Igreja Católica italiano, atual arcebispo-emérito de Palermo.

Salvatore De Giorgi
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Palermo
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Palermo
Nomeação 4 de abril de 1996
Predecessor Dom Salvatore Cardeal Pappalardo
Sucessor Dom Paolo Cardeal Romeo
Mandato 1996 - 2006
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 28 de junho de 1953
Vernole
por Dom Francesco Minerva
Nomeação episcopal 21 de novembro de 1973
Ordenação episcopal 27 de dezembro de 1973
Catedral de Lecce
por Dom Francisco Minerva
Nomeado arcebispo 4 de abril de 1981
Cardinalato
Criação 21 de fevereiro de 1998
por Papa João Paulo II
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Maria em Ara Coeli
Brasão
Coat of arms of Salvatore De Giorgi.svg
Lema In caritate pax
Dados pessoais
Nascimento Vernole
6 de setembro de 1930 (91 anos)
Nacionalidade italiano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

BiografiaEditar

Foi ordenado sacerdote em 28 de junho de 1953 por Francesco Minerva, Bispo de Lecce (e posterior Arcebispo da mesma diocese), tendo ficado adstrito à mesma Diocese.[1][2] Em 21 de novembro de 1973 foi nomeado bispo-Auxiliar de Oria, sendo consagrado como bispo-titular de Tulana pelo mesmo prelado que o ordenou sacerdote, desta vez auxiliado por Guglielmo Motolese, arcebispo de Taranto e por Alberico Semeraro, bispo de Oria.[1][2] Em 29 de novembro de 1975 passou a ser o bispo-coadjutor de Oria e sucedeu como Bispo de Oria em 17 de março de 1978.[1][2]

Foi nomeado Arcebispo de Foggia em 4 de abril de 1981, também recebendo a administração in persona episcopi das Dioceses de Bovino e de Troia.[1][2] Em 30 de setembro de 1986, torna-se arcebispo da recém-criada Arquidiocese de Foggia-Bovino, renunciando à Sé de Troia. Depois, tornou-se o arcebispo da Arquidiocese de Taranto em 10 de outubro de 1987, onde ficou até resignar-se do governo pastoral em 11 de maio de 1990, pois na mesma época, estava servindo como assistente eclesiástico da Ação Católica Italiana. Em 4 de abril de 1996, acabou sendo nomeado arcebispo de Palermo.[1][2]

Em 18 de janeiro de 1998, foi anunciada a sua criação como cardeal pelo Papa João Paulo II, no Consistório de 21 de fevereiro, em que recebeu o barrete vermelho e o título de cardeal-presbítero de Santa Maria em Ara Coeli.[1][2]

Sua renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Palermo, em conformidade com o cânon 401 § 1 do Código de Direito Canônico, foi aceita pelo Papa Bento XVI em 19 de dezembro de 2006.[1][2] Em 24 de abril de 2012, foi nomeado membro da Comissão de Cardeais para investigar o vazamento de documentos reservados e confidenciais na televisão, nos jornais e em outros meios de comunicação.[1]

ConclavesEditar

Referências

  1. a b c d e f g h The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. a b c d e f g Catholic Hierarchy

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Salvatore De Giorgi


Precedido por
Joseph Bonhomme, O.M.I.
 
Bispo-titular de Tulana

19731975
Sucedido por
Manuel Cruz Sobreviñas
Precedido por
Alberico Semeraro
 
Bispo de Oria

19751981
Até 1978 como bispo-coadjutor
Sucedido por
Armando Franco
Precedido por:
Giuseppe Lenotti
 
Arcebispo de Foggia
 
Bispo de Bovino

19811987
Sucedido por:
Giuseppe Casale
 
Bispo de Troia

19811986
Sucedido por:
Raffaele Castielli
Precedido por
Guglielmo Motolese
 
Arcebispo de Taranto

19871990
Sucedido por
Benigno Luigi Papa, O.F.M. Cap.
Precedido por
Salvatore Pappalardo
 
Arcebispo de Palermo

19962006
Sucedido por
Paolo Romeo
Precedido por
Juan Landázuri Ricketts, O.F.M.
 
Cardeal-presbítero de
Santa Maria em Ara Coeli

1998
Sucedido por
incumbente