Abrir menu principal

Santa Margarida do Sul

município do Rio Grande do Sul
Santa Margarida do Sul
  Município do Brasil  
Símbolos
Brasão de armas de Santa Margarida do Sul
Brasão de armas
Hino
Gentílico margaridense
Localização
Localização de Santa Margarida do Sul no Rio Grande do Sul
Localização de Santa Margarida do Sul no Rio Grande do Sul
Santa Margarida do Sul está localizado em: Brasil
Santa Margarida do Sul
Localização de Santa Margarida do Sul no Brasil
Mapa de Santa Margarida do Sul
Coordenadas 30° 20' 24" S 54° 04' 48" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Municípios limítrofes Lavras do Sul, São Gabriel e Vila Nova do Sul
Distância até a capital 309 km
História
Fundação Emancipou-se de São Gabriel em 16 de abril de 1996 (23 anos)
Aniversário 17 de abril
Administração
Prefeito(a) Luis Felipe Brenner Machado (PDT, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 956,148 km²
População total (Censo IBGE/2010[2]) 2 352 hab.
Densidade 2,46 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
PIB (IBGE/2008[3]) R$ 68 852,504 mil
PIB per capita (IBGE/2008[3]) R$ 30 861,72

Santa Margarida do Sul é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul, conhecido por ser a cidade natal de Plácido de Castro, o conquistador do Acre. Sua população estimada em 2004 era de 2.236 habitantes.

HistóriaEditar

Antes da emancipaçãoEditar

Os primeiros habitantes da região do atual município de Santa Margarida do Sul eram constituídos de várias classes sociais e diversas etnias: europeus, índios e negros. Ressalta-se que os primeiros habitantes a se instalaram eram de origem portuguesa e seus descendentes dedicaram-se até meados do século XX somente à pecuária tradicional.[4]

Com a construção da BR 290, nas décadas de 1960 e 1970, que atravessa toda a área emancipada e a implantação da energia elétrica, na década de 1980, atraiu número considerável de pessoas de outras regiões do estado, especialmente de origens alemã e italiana. De tais imigrantes foram herdados vários hábitos e costumes que enriqueceram a cultura e impulsionaram o progresso da região, inclusive na agricultura, com técnicas mais avançadas que trouxeram de suas procedências.[4]

EmancipaçãoEditar

Santa Margarida pertencia ao município de São Gabriel, como Distrito, do qual foi desmembrado pela Lei, nº 10.751/96, de abril de 1996. O município surgiu a partir da iniciativa de moradores locais que acreditavam que a emancipação traria desenvolvimento à região. A Comissão Emancipatória, criada em 24 de junho de 1994, foi assim composta:[4]

  • Presidente: Orestes da Silva Goulart;
  • Vice - presidente: Círio Pedrotti;
  • 1º secretário: Darcy Froehlich;
  • 2º secretário: Paulo César Saldanha Goulart;
  • 1º tesoureiro: Italmar Maldonado Chaves;
  • 2° tesoureiro: Círio Lauxen.
  • Conselho Fiscal: Delir dos Santos Rocha, Jaci Martins Silveira, José Italazairu Brum.
  • Suplentes: Elton Leão Faria, Marcelo Rodrigues Muller, Aristides Jovenal Jardim.

O credenciamento oficial da Comissão foi expedido em 26 de janeiro de 1995 pela Assembleia Legislativa do Estado. A partir daí uma série de providências foram tomadas sobre transferências legais e legítimas de títulos de eleitores com residência e propriedade na área emancipada. O primeiro plebiscito marcado para perguntar se a população queria ou não a emancipação não foi realizado devido à grande movimentação dos contrários ao movimento. Foi preciso recorrer ao TSE para reverter a situação e o Plebiscito ocorreu em 24 de março de 1996 com 1.056 votos “sim” e 243 “não”. Apesar de o município ter sido emancipado em 1996, a primeira eleição municipal ocorreu em 2000 e elegeu Orestes da Silva Goulart, Presidente da Comissão Emancipatória, como seu primeiro prefeito.[4]

O município permaneceu com o mesmo nome de quando ainda era distrito, acrescentando-se apenas “do Sul”. O nome Santa Margarida, segundo a história oral, originou-se da homenagem feita a dona de uma grande fazenda de gado existente da região. A extensão desta estância abarcava quase todo o distrito de Santa Margarida, porém, através da evolução histórica, as terras pertencentes à Estância de Santa Margarida foram sendo divididas, passando a pertencer a vários proprietários.[4]

PrefeitosEditar

  • 2001-2004 - Orestes Goulart (PDT)
  • 2005-2008 e 2009-2012 - Cláudia Goulart (PDT)
  • 2013-2016/2017-2020 - Luis Felipe Brenner Machado (PDT)

LocalidadesEditar

Cambaízinho; Serrinha; Canas, Lajeado; Santa Margarida, Mangueirão; São Marcos; Areal

EsporteEditar

Clubes de futebol: União Footbol Clube; Grêmio Esportivo Margaridense (clube de matadores); Juventude Futebol Clube; Lajeado Futebol Clube, Esporte Clube Real.

Ligações externasEditar

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. a b c d e «História de Santa Margarida do Sul, RS». Prefeitura de Santa Margarida do Sul. Consultado em 23 de janeiro de 2019 

Ver tambémEditar