Saque de Antuérpia

Tropas amotinadas do Exército de Flandres saquearam o Grote Markt durante o saque em 1576. Gravura de Franc Hogenburg.

Saque de Antuérpia, muitas vezes conhecido como a Fúria Espanhola na Antuérpia, foi um episódio da Guerra dos Oitenta Anos. É o maior massacre da história belga.

Em 4 de novembro de 1576, os tercios espanhóis do Exército de Flandres começaram a atacar Antuérpia, levando a três dias de horror entre a população da cidade, que era o centro cultural, econômico e financeiro dos Países Baixos. A selvageria do saque levou as Dezessete Províncias dos Países Baixos a se unirem contra a coroa espanhola. A devastação também causou o declínio de Antuérpia como a principal cidade da região e abriu o caminho para a ascensão de Amsterdã.

Cerca de 7.000 vidas e uma grande quantidade de propriedades foram perdidas.[1] A crueldade e a destruição dos três dias de pilhagem ficaram conhecidas como a Fúria Espanhola. Este evento também foi adicionado ao lenda negra espanhola.[2]

Referências

  1. Kamen, Henry (2005). Spain, 1469–1714: a society of conflict 3rd ed. Harlow, United Kingdom: Pearson Education (Limited online by Google Books). 326 páginas. ISBN 0-582-78464-6 
  2. Motley, John Lothrop (1855). The Rise of the Dutch Republic. [S.l.: s.n.] 
  Este artigo sobre a Bélgica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.