Satsuma (couraçado)

O Satsuma (薩摩?) foi um navio couraçado pré-dreadnought operado pela Marinha Imperial Japonesa e a primeira embarcação da Classe Satsuma, seguido pelo Aki. Sua construção começou em maio de 1905 no Arsenal Naval de Yokosuka e foi lançado ao mar em novembro de 1906, sendo comissionado em março de 1910.[1] Era armado com uma bateria principal composta por quatro canhões de 305 milímetros e doze canhões de 254 milímetros,[2][3] tinha um deslocamento de mais de dezenove mil toneladas e conseguia alcançar uma velocidade máxima de dezoito nós.[2]

Satsuma
Colorized Satsuma.jpg
 Japão
Operador Marinha Imperial Japonesa
Fabricante Arsenal Naval de Yokosuka
Homônimo Província de Satsuma
Batimento de quilha 15 de maio de 1905
Lançamento 15 de novembro de 1906
Comissionamento 25 de março de 1910
Descomissionamento 20 de setembro de 1923
Destino Afundado como alvo de tiro
em 7 de setembro de 1924
Características gerais
Tipo de navio Couraçado pré-dreadnought
Classe Satsuma
Deslocamento 19 683 t
Maquinário 2 motores de tripla-expansão
20 caldeiras
Comprimento 146,9 m
Boca 25,5 m
Calado 8,4 m
Propulsão 2 hélices
- 17 300 cv (12 700 kW)
Velocidade 18,25 nós (33,8 km/h)
Autonomia 9 100 milhas náuticas a 10 nós
(16 900 km a 19 km/h)
Armamento 4 canhões de 305 mm
12 canhões de 254 mm
12 canhões de 120 mm
8 canhões de 76 mm
5 tubos de torpedo de 457 mm
Blindagem Cinturão: 102 a 229 mm
Convés: 51 a 76 mm
Torres de artilharia: 178 a 229 mm
Torre de comando: 152 mm
Casamatas: 152 mm
Tripulação 800 a 940

O Satsuma teve uma carreira tranquila e com poucos incidentes, a exceção da explosão de um de seus canhões de 305 milímetros em agosto de 1911 durante um exercício de artilharia.[4] Ele não participou de combates na Primeira Guerra Mundial, mas liderou uma esquadra que tomou as possessões alemães das Ilhas Carolinas e Palau em outubro de 1914.[5] A embarcação foi desarmada em 1922 para cumprir os termos do Tratado Naval de Washington e removida do registro naval em setembro de 1923, sendo afundado em setembro do ano seguinte como alvo de tiro.[2]

Referências

  1. Silverstone 1984, p. 336
  2. a b c Jentschura, Jung & Mickel 1977, p. 23
  3. Preston 1972, p. 195
  4. «Gun Accident». Adelaide. Daily Herald: 5. 7 de agosto de 1911 
  5. Peattie 1988, pp. 42–43

BibliografiaEditar

  • Jentschura, Hansgeorg; Jung, Dieter; Peter, Mickel (1977). Warships of the Imperial Japanese Navy, 1869–1945. Annapolis: United States Naval Institute. ISBN 0-87021-893-X 
  • Peattie, Mark R. (1988). Nan'yo: The Rise and Fall of the Japanese in Micronesia 1885–1945. Col: Pacific Island Monograph Series. 4. Honolulu: University of Hawaii Press. ISBN 0-82481480-0 
  • Preston, Antony (1972). Battleships of World War I: An Illustrated Encyclopedia of the Battleships of All Nations 1914–1918. Nova Iorque: Galahad Books. ISBN 0-88365-300-1 
  • Silverstone, Paul H. (1984). Directory of the World's Capital Ships. Nova Iorque: Hippocrene Books. ISBN 0-88254-979-0 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.