Sayeeda Khanam

Sayeeda Khanam (29 de dezembro de 1937 – 18 de agosto de 2020)[1] foi a primeira fotógrafa profissional de Bangladexe.[2] Ela cobriu muitos eventos importantes da Guerra de Libertação de Bangladexe em 1971 por meio de suas fotografias.[2]

Sayeeda Khanam
সাইদা খানম
Khanom em 2015
Nascimento 29 de dezembro de 1937
Pabna, Presidência de Bengala, Índia britânica
Morte 18 de agosto de 2020 (82 anos)
Daca, Bangladexe
Nacionalidade bangladechiana
Alma mater Universidade de Daca
Ocupação Fotógrafo
Prêmios Ekushey Padak

Infância e educaçãoEditar

Khanam nasceu no distrito de Pabna na então Presidência de Bengala, Bangladexe.[3] Ela é a mais jovem entre seus dois irmãos e quatro irmãs. Seu interesse pela fotografia começou muito cedo, quando sua irmã lhe comprou uma câmera Rolleicord.[2] Nunca recebeu qualquer formação institucional em fotografia, mas aprendeu com revistas de fotografia estrangeiras que lhe foram cedidas pelo proprietário do estúdio Jaidi, um estúdio de Daca.[4]

Khanam completou seu mestrado em literatura bengali e biblioteconomia na Universidade de Daca.[5]

CarreiraEditar

Em 1956, ela começou sua carreira como fotógrafa em Begum, o único jornal dedicado às mulheres na época.[6] Suas fotografias foram publicadas em vários jornais nacionais e ela cobriu muitos seminários nacionais e internacionais. Ela trabalhou como fotógrafa com o cineasta Satyajit Ray em três de seus filmes. Além de Ray, ela também fez retratos de figuras como a rainha Isabel II, Neil Armstrong, Buzz Aldrin, Madre Teresa, Indira Gandhi e Sheikh Mujibur Rahman.[7]

Khanam trabalhou como bibliotecária na biblioteca de seminários do departamento de Literatura Bengali da Universidade de Daca de 1974 a 1986. Após a guerra, ela se ofereceu como enfermeira no Holy Family Hospital por um tempo.[5]

Exposições e prêmiosEditar

Khanam fez sua primeira exposição internacional em 1956, após participar da International Photo and Cinema Exhibition em Colônia, Alemanha. No mesmo ano, seus trabalhos foram exibidos na International Photography realizada em Daca e posteriormente exibidos em competições internacionais no Japão, França, Suécia, Paquistão e Chipre.[7] Seus trabalhos sobre a Madre Teresa, cantora de Rabindra Sangeet, Konika Bandopadhaya e Satyajit Ray, também foram exibidos em Daca.[6]

Em 1960, ela recebeu um prêmio no All Pakistan Photo Contest e em 1985 ela foi homenageada com o Prêmio da UNESCO de fotografia. Ela recebeu muitos outros prêmios de várias organizações nacionais e internacionais. Ela é membro vitalício do Bangladesh Mahila Samiti e da Bangla Academy.[8][9][10]

NotasEditar

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Sayeeda Khanam».

Referências

  1. «Sayeeda Khanam, first female photographer of the country, no more». The Daily Star (em inglês). 18 de agosto de 2020. Consultado em 3 de novembro de 2020 
  2. a b c «The Girl With A Rolleicord». The Daily Star (em inglês). 3 de junho de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2020 
  3. Rahman, Shameema Binte; bdnews24.com. «'The regret won't go'». bdnews24.com. Consultado em 3 de novembro de 2020 
  4. «UNESCO photography award winner, country's first woman photographer Sayeeda Khanam passes at 83.». The Coalition For Women In Journalism (em inglês). Consultado em 3 de novembro de 2020 
  5. a b «Suchitra was a true beauty, recalls Syeda Khanam». Dhaka Tribune. 19 de janeiro de 2014. Consultado em 3 de novembro de 2020. Arquivado do original em 13 de setembro de 2016 
  6. a b «সাইদা খানম» (em bengalês). www.gunijan.org.bd. 8 de março de 2015. Consultado em 3 de novembro de 2020. Arquivado do original em 13 de agosto de 2016 
  7. a b «দেশের প্রথম নারী আলোকচিত্রী সাইদা খানম» (em bengalês). www.gunijan.org.bd. 8 de março de 2015. Consultado em 3 de novembro de 2020. Arquivado do original em 4 de dezembro de 2018 
  8. «Bangladesh's 1st female photographer Sayeeda Khanam no more». The Daily Observer. 18 de agosto de 2020. Consultado em 3 de novembro de 2020 
  9. Jahan Pritom, Nusrat (23 de agosto de 2020). «Sayeeda Khanam: Through the lens». Daily Sun (em inglês). Consultado em 3 de novembro de 2020 
  10. «Sayeeda Khanam: The woman who paved a path with her camera». The Business Standard (em inglês). 18 de agosto de 2020. Consultado em 3 de novembro de 2020