Sidney Oliveira

Aparecido Sidney de Oliveira[1], ou Sidney Oliveira (Umuarama, 15 de novembro de 1953)[2] é um empresário brasileiro radicado em São Paulo, fundador da rede de farmácias Ultrafarma.

Sidney Oliveira
Nome completo Aparecido Sidney de Oliveira
Conhecido(a) por empresário

fundador da Ultrafarma

Nascimento 15 de novembro de 1953 (68 anos)
Umuarama, PR
Residência Santa Isabel, SP
Nacionalidade brasileiro

HistóriaEditar

Sidney Oliveira nasceu em Umuarama, no interior do Paraná, em 1953. Aos 9 anos, conseguiu emprego em uma farmácia da cidade vizinha de Nova Olímpia, onde acabou entrando definitivamente no mercado de medicamentos e farmacêuticos.[2][3]

Anos depois, começou a vender medicamentos nas cidades da região, até que conseguiu comprar sua primeira farmácia e formou uma rede em conjunto com outras farmácias da região que chegou a ter 12 lojas no estado do Paraná até meados dos anos 1980, quando decidiu vender todas e se mudar para São Paulo, onde abriu uma farmácia na Avenida Brigadeiro Luis Antônio que existiu até a década de 90.[4]

Em 1998, fundou a rede Drogavida, porém, vendeu a empresa pouco depois por não conseguiu competir com as redes de drogarias maiores daquela época como a Farmais, Drogasil e Droga Raia, até que no ano 2000 após uma viagem ao exterior, ele fundou a Ultrafarma.[4][5]

Em 2019, foi acusado pela 2ª Vara Fiscal Federal de São Paulo de não ter pago cerca de R$ 3 milhões referentes a impostos federais devidos por algumas empresas que pertenciam a ele anteriormente.[1]

UltrafarmaEditar

A Ultrafarma foi fundada em 2000, pouco depois da implementação dos medicamentos genéricos no Brasil. Segundo o próprio Sidney Oliveira, "a Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias) tinha um lobby junto às multinacionais da indústria farmacêutica e às grandes farmácias para que os genéricos não dessem certo", na mesma época teria viajado para o Canadá, México e Inglaterra, que na época eram os principais mercados de medicamentos genéricos para entender melhor o cenário.[4]

Apesar da rejeição inicial dos brasileiros com os medicamentos genéricos, a Ultrafarma fez sucesso, principalmente tendo o próprio empresário como seu garoto propaganda em seus primeiros anos.[4] A imagem de "figura popular" ajudou a alavancar as vendas e estabelecer confiança com os clientes, principalmente os mais velhos, rendendo-lhe o apelido de "Rei das Velhinhas", devido ao fato da maioria de sua clientela ser formado por idosos.[5] O faturamento da Ultrafarma em 2013 foi de R$ 650 milhões.[5]

Vida pessoalEditar

Sidney Oliveira vive em uma chácara na cidade de Santa Isabel, na região metropolitana de São Paulo. É fã do cantor Bob Dylan, solteiro, coleciona relógios caros e se locomove diariamente por helicóptero de sua chácara, até o Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, próximo as sedes da Ultrafarma que ficam no bairro vizinho da Saúde.[4][5]

O empresário é católico fervoroso, sempre investe em programação religiosa católica em meio aos infomerciais da Ultrafarma nas emissoras de TV, que transmitem as missas da Catedral da Sé e do Santuário de São Judas, além de sempre estar envolvido em ações e doar para projetos da igreja católica como para a conservação do Cristo Redentor no Rio de Janeiro, além de projetos variados como os realizados pela Fundação Casa de Frei Galvão e projetos sociais do Instituto Meninos de São Judas Tadeu.[4][6]

Recentemente, junto com diversas empresas do ramo farmacêutico e a própria Ultrafarma, fizeram diversas doações para hospitais e fundos de saúde pública como para o Hospital da Brigada Militar de Porto Alegre[7], o Hospital de Amor (antigo Hospital do Câncer de Barretos)[8] e para o SUS da cidade de São Paulo.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Econômico, Brasil (24 de janeiro de 2019). «Sidney Oliveira é acusado de sonegar impostos federais - Home - iG». Economia. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  2. a b «Entrevista com Sidney Oliveira - O empresário à frente da Ultrafarma». Portal do Envelhecimento. 6 de março de 2014. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  3. Santos, Silvana Silva. «De menino pobre a empresário vitorioso – Conheça Sidney Oliveira | Vana Silva – Treinamento e Motivação». Consultado em 14 de setembro de 2020 
  4. a b c d e f «Sidney Oliveira, da Ultrafarma, em dose única para a revista PODER – Glamurama». Glamurama. 19 de dezembro de 2014. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  5. a b c d «A fórmula do milionário das farmácias». ISTOÉ DINHEIRO. 4 de abril de 2014. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  6. «Espírito Empreendedor: como Sidney Oliveira transformou uma pequena farmácia em uma grande rede». InfoMoney. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  7. «Sidney Oliveira e parceiros da indústria farmacêutica doam R$ 1,2 milhão ao Hospital da Brigada | Caras». caras.uol.com.br. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  8. «Ultrafarma faz parceria com o Hospital de Amor - Brasil Urgente - Vídeos - Band.com.br». Vídeos da Band. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  9. «Em vídeo, Doria "promove" marca de empresário que fez doação à prefeitura». noticias.uol.com.br. Consultado em 14 de setembro de 2020