Abrir menu principal

Wikipédia β

Stefano Borgonovo

futebolista italiano

Stefano Borgonovo (Giussano, 17 de março de 1964 - Florença, 27 de junho de 2013) foi um futebolista e treinador de futebol italiano, que atuava como atacante.

Borgonovo
Informações pessoais
Nome completo Stefano Borgonovo
Data de nasc. 17 de março de 1964
Local de nasc. Giussano,  Itália
Falecido em 27 de junho de 2013 (49 anos)
Local da morte Florença,  Itália
Altura 1,77 m
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1981-1986
1984-1985
1986-1990
1986-1988
1988-1989
1990-1992
1992–1993
1993–1996
1994–1995
Itália Como
Itália Sambenedettese (Vindo de Empréstimo)
Itália Milan
Itália Como (Vindo de Empréstimo)
Itália Fiorentina (Vindo de Empréstimo)
Itália Fiorentina
Itália Pescara
Itália Udinese
Itália Brescia (Vindo de Empréstimo)
111 (27)
33 (13)
13 (2)
33 (3)
30 (14)
41 (5)
46 (20)
19 (2)
12 (0)
Seleção nacional
1985-1986

1989
Flag of Italy.svg Itália Sub-21
Flag of Italy.svg Itália Sub-23
Flag of Italy.svg Itália
3 (1)
2 (0)
3 (0)

Iniciou a sua carreira em 1981, no Como. Em 1984, aos vinte anos, foi emprestado ao Sambenedettese, onde marcou 13 gols em 33 jogos. Retornou ao Como em 1985, deixando de vez o clube no ano seguinte, contratado pelo Milan. Sem espaço no time titular dos rossoneri, foi cedido novamente por empréstimo, primeiro para o Como, onde havia iniciado a carreira, e em seguida para a Fiorentina, onde atuaria ao lado de Roberto Baggio.

Borgonovo retornou ao Milan em 1989, mas, apesar de ter feito parte do elenco que foi campeão europeu, soube que o técnico Arrigo Sacchi declarou que o atacante não estava em seus planos, e deixou a equipe em 1990, retornando à Fiorentina, onde marcaria cinco gols em 41 jogos. Em 1992, assinou com o Pescara, onde viveu seus últimos bons momentos como jogador, marcando vinte gols em 46 partidas.

Contratado pela Udinese em 1993, foi liberado outra vez por empréstimo, desta vez para o Brescia, atuando em apenas sete partidas. Encerrou a carreira em 1996.

Índice

Carreira de técnicoEditar

Após encerrar a carreira de jogador, Borgonovo engatou uma carreira de treinador, tendo comandado as categorias de base do Como até 2005, quando foi obrigado a abandonar a função por problemas de saúde.

SeleçãoEditar

Pela Seleção Italiana de Futebol, Borgonovo jogou apenas três partidas, todas em 1989. Antes, havia passado pelas categorias sub-21 e sub-23.

Luta contra a esclerose lateral amiotróficaEditar

Em 2008, descobriu que tinha esclerose lateral amiotrófica (ELA, ou doença de Lou Gehrig), doença degenerativa que mata todas as células nervosas da medula espinhal e do cérebro.

Mesmo debilitado, Borgonovo escreveu a autobiografia "Attacante nato", usando apenas os olhos por meio de um computador especial, e assinava ainda colunas no jornal La Gazzetta dello Sport. Seu último ato foi criar uma fundação com seu nome, que ajudaria vítimas da esclerose lateral amiotrófica.

Stefano morreu em 27 de junho de 2013, em Florença. A causa da morte não foi divulgada, e em homenagem, a Itália jogou com braçadeiras pretas na partida contra a Espanha, pela semifinal da Copa das Confederações de 2013, vencida pela "Fúria" nos pênaltis[1].

Referências