Steffi Lemke

política alemã

Steffi Lemke (Dessau,19 de janeiro de 1968) é uma engenheira agrícola e política alemã filiada ao Aliança 90/Os Verdes que atualmente ocupa o cargo de Ministra do Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza e Segurança Nuclear da Alemanha.[1][2]

Steffi Lemke
WLP14-ri-0759- Steffi Lemke (Bündnis 90-Die Grünen).jpg
Ministra do Meio Ambiente, Proteção da Natureza e Segurança Nuclear da  Alemanha
Período 8 de dezembro de 2021 - presente
Antecessor(a) Svenja Schulze
Chefe da Executiva do Aliança 90/Os Verdes
Período 8 de dezembro de 2002 até 19 de outubro de 2013
Antecessor(a) Reinhard Bütikofer
Sucessor(a) Michael Kellner
Membro do Bundestag da Saxônia-Anhalt
Período 1º mandato: 16 de outubro de 1994 até 22 de setembro de 2002

2º mandato: 22 de setembro de 2013 - presente

Dados pessoais
Nome completo Steffi Lemke
Nascimento 19 de janeiro de 1968 (54 anos)
Dessau, Saxônia-Anhalt
Nacionalidade alemã
Alma mater Universidade Humboldt de Berlim
Filhos 1
Partido Aliança 90/Os Verdes
Profissão engenheira agrícola, política

Lemke foi membro do Bundestag pelo estado da Saxônia-Anhalt entre os anos de 1994 a 2002. No ano de 2013, voltou a ser eleita ao cargo que ocupa desde então.[3]

BiografiaEditar

Educação e primeiros anosEditar

Depois de frequentar uma escola secundária politécnica em Dessau, Lemke formou-se inicialmente como técnica de zoológico de 1984 a 1986.[4]

Também atuou como carteira, entre os anos de 1986 a 1988.[4] Após se formar no ensino médio em 1988, ela estudou ciências agrícolas na Universidade Humboldt de Berlim, graduando-se em 1993 no curso de engenharia agrícola (com especialização em produção animal).[5]

Carreira políticaEditar

Lemke foi uma das fundadoras do Partido Verde na RDA em 1989. Ocupou um cargo público pela primeira vez como membro do Bundestag alemão de 1994 a 2002, representando os distritos de Dessau-Roßlau e Vitemberga.[6] Durante esse período, fez parte do Comitê de Alimentação e Agricultura do Budenstag.[6]

De 2002 a 2013, Lemke trabalhou como diretora da administração do Partido Verde, sob a liderança das co-presidentes Angelika Beer (2002-2004), Reinhard Bütikofer (2002-2008), Claudia Roth (2004-2013) e Cem Özdemir (2008-2013).[7] Nesse cargo, gerenciou as campanhas de seu partido em três eleições nacionais, todas sucessivas. No final de 2013, ela considerou concorrer à liderança do partido, mas acabou desistindo da consideração, dando espaço para Simone Peter.[8]

Desde as eleições de 2013, Lemke voltou a ser membro do Bundestag alemão, onde atua como um dos quatro Whip — deputado encarregado de assegurar o comparecimento e a disciplina de voto dos outros eleitos pelo partido de acordo com as orientações partidárias — de seu grupo parlamentar sob a liderança dos co-presidentes do grupo, Katrin Göring-Eckardt e Anton Hofreiter.[5][9][10] Nesse cargo no Bundestag, Lemk é membro do Conselho de Anciãos do parlamento, que - entre outras funções - determina itens da agenda legislativa diária e designa presidentes de comitês com base na representação partidária.[11]

Lemke também é membro da Comissão do Meio Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear.[12] Ela atua como porta-voz de seu grupo parlamentar para a política de conservação da natureza. Além de suas atribuições em comitês, ela faz parte do Grupo de Amizade Parlamentar Alemã para as Relações com os Estados da América Central.[13]

 
Lemke na convenção partidária do Aliança 90/Os Verdes de 2011.

Após as eleições estaduais de 2016 na Saxônia-Anhalt, Lemke fez parte da delegação de seu partido nas negociações para formar o primeiro governo de coalizão da Alemanha entre a União Democrática Cristã (CDU), o Partido Social Democrata (SPD) e o Partido Verde (Os Verdes).[14] Após a costura política, Lemke, foi brevemente considerada para ingressar no governo posteriormente formado sob a liderança do então ministro Reiner Haseloff e tornar-se Ministra de Estado do Meio Ambiente e da Agricultura, no entanto, a posição foi para Claudia Dalbert.[14][15]

Nas negociações para formar a chamada coalizão de semáforos dos Socialdemocratas (SPD), do Partido Verde e do Partido Democrático Liberal(FDP) após as eleições federais de 2021, Lemke liderou a delegação de seu partido no grupo de trabalho sobre política ambiental; seus co-presidentes dos outros partidos foram Rita Schwarzelühr-Sutter (SPD) e Stefan Birkner (FDP).[16] No ano de 2021, com a nova gestão Olaf Scholz sucedendo Angela Merkel, Lemke tornou-se Ministra responsável pelo Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza e Segurança Nuclear.[17][18][19]

Outras atividadesEditar

  • International Academy for Nature Conservation (INA), Membro do Conselho Consultivo.[20]

Vida pessoalEditar

Lemke é divorciada e mora com seu atual marido em Dessau.[21] Ela tem um filho.[21]

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Verdes aprovam acordo de governo que confirma Scholz como chanceler alemão». UOL. 6 de dezembro de 2021. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  2. «Verdes nomeiam co-líder Baerbock ministra das Relações Exteriores da Alemanha». IstoÉ Dinheiro. 25 de novembro de 2021. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  3. «Steffi Lemke - Profil bei abgeordnetenwatch.de». Abgeordnetenwatch (em alemão). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  4. a b «Steffi Lemke to become Federal Environment Minister of Germany - BKV Englisch». BKV - Plastics, Concepts, Recovery. 12 de fevereiro de 2021. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  5. a b «Infos zur Person». Aliança 90/Os Verdes (em alemão). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  6. a b «Dessau-Roßlau stellt erstmalig eine Bundesministerin - Steffi Lemke spricht Amtseid in Berlin». Mitteldeutsche Zeitung (em alemão). 8 de dezembro de 2021. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  7. Kalka, Laís (8 de dezembro de 2002). «Minoria impõe novos cabeças aos verdes». Deutsche Welle. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  8. Zeitung, Süddeutsche. «Parteivorsitz der Grünen - Lemke verzichtet auf Kandidatur». Süddeutsche.de (em alemão). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  9. «Fraktion». Aliança 90/Os Verdes (em alemão). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  10. «What is a government whip?». BBC (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  11. «German Bundestag - Council of Elders». German Bundestag (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  12. «German Bundestag - Committee on the Environment, Nature Conservation and Nuclear Safety». German Bundestag (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  13. «German Bundestag - Global networking - the parliamentary friendship groups». German Bundestag (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  14. a b «Coalizão de governo da Alemanha escolhe Steinmeier como futuro presidente». Zero Hora. 14 de novembro de 2016. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  15. «Freude bei Grünen über Nominierung von Lemke». Stern (em alemão). 26 de novembro de 2021. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  16. Kaspar, Von (22 de outubro de 2021). «Ampel-Koalition: Alle Verantwortlichen, AGs und Themen im Überblick». Frankfurter Rundschau (em alemão). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  17. Barros, Lorena (8 de dezembro de 2021). «Alemanha tem novo chanceler após 16 anos de Angela Merkel; veja distribuição de ministérios». Jovem Pan. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  18. Lopes, Rodrigo (8 de dezembro de 2021). «Alemanha faz história ao ter mulheres liderando o mesmo número de ministérios que homens». Zero Hora. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  19. Posaner, Joshua (8 de dezembro de 2021). «Meet Germany's new government». POLITICO (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  20. «Search | BFN». Federal Agency for Nature Conservation. Consultado em 13 de dezembro de 2021 
  21. a b Thiemann, Heidi (17 de setembro de 2021). «Steffi Lemke ist Direktkandidatin der Grünen und hat große Lust aufs Mitregieren im Bundestag». Mitteldeutschen Zeitung (em alemão). Consultado em 13 de dezembro de 2021