Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
TV Santos
Rebratel - Rede Brasileira de Televisão S.A.
Santos, São Paulo
Brasil
Tipo Comercial
Canais 05 VHF
Sede Santos, SP
Rua José Caballero, 60 - Gonzaga
Rede TV Paulista
Pertence a Organizações Victor Costa
Proprietário Rádio Clube de Santos
Fundação 15 de novembro de 1957
Extinção 1960
Prefixo PRB-4
Cobertura Partes da Baixada Santista

TV Santos foi uma emissora de televisão brasileira sediada em Santos, no estado de São Paulo. Operava no canal 5 VHF e era afiliada à TV Paulista. Inaugurada no dia 15 de novembro de 1957, foi a primeira emissora de TV regional do país, e a quarta a ser inaugurada no estado de São Paulo.

Índice

HistóriaEditar

AntecedentesEditar

As poucas emissoras de televisão brasileiras existentes na década de 1950 se concentravam nas capitais, em especial no Rio de Janeiro e em São Paulo. Assim, como os santistas, a população de todas as outras cidades do país próximas as capitais era obrigada a assistir, precariamente, a programação das únicas emissoras existentes em uma região próxima das cidades pequenas. Os sinais das únicas emissoras da capital paulista (TV Tupi, TV Paulista e TV Record) chegavam de forma precária aos cerca de 4000 aparelhos televisores existentes na Baixada Santista. Isso porque os retransmissores de Serra do Mar, instalados em 1957, ajudavam bastante nesta viagem.

A emissora surgiu após a associação entre a Rádio Clube de Santos e as Organizações Victor Costa, empresa criadora da TV Paulista e das rádios Excelsior e Nacional de São Paulo. Um dos programas de estreia da TV Santos foi o Discopa Musical, que tinha o "alto patrocínio" da principal loja santista de aparelhos eletrodomésticos, a Discopa. A programação local era gerada pela manhã, até o meio da tarde, seguindo-se a retransmissão dos programas de final de tarde e noturnos da TV Paulista, no mesmo canal 5. Aliás, nos primeiros anos, a TV Paulista só iniciava sua programação às 15 horas, com o programa feminino Clube do Lar.

Com estúdios e auditório nas mesmas instalações da Rádio Clube de Santos (que desde julho de 1932 ocupava o prédio da Rua José Cabalero, 60, no Gonzaga, onde anos depois do fechamento da televisão seu teatro seria transformado no extinto Cine Alhambra), a TV Santos recebia convidados especiais, como uma conhecida cantora e apresentadora de programas de entrevistas da TV Paulista, que dois anos antes havia tingido de loiro seus cabelos pretos, tornando-os sua marca registrada na televisão: Hebe Camargo, "a estrela de São Paulo", que foi destacada em publicidade da TV Santos publicada em 31 de dezembro de 1957 no jornal santista A Tribuna. Ela, junto com o artista Chocolate, também se apresentariam à noite na Rádio Clube de Santos.[1]

Inauguração-presenteEditar

Em 31 de dezembro de 1957, a programação da TV Santos foi a seguinte (à tarde, iniciavam-se as transmissões geradas pela TV Paulista em São Paulo, transmitidas no mesmo no mesmo canal 5 da TV Santos):[2]

  • 11h25 - Abertura
  • 11h35 - Cine de Bolso (desenhos animados)
  • 11h55 - O Café do Felisberto
  • 12h15 - A Estrela de S. Paulo, com Hebe Camargo
  • 12h35 - Telenotícias Discopa
  • 12h55 - Show Panex, com Chocolate
  • 13h15 - Vozes da Organização Victor Costa
  • 13h35 - Solos e Solistas
  • 13h50 - Discopa Informa
  • 13h55 - Encerramento

Nessa emissora, Ofélia Anunciato iniciou sua carreira como apresentadora de programas de culinária na televisão, com o programa Meu Mundo É a Cozinha. Outros programas gerados em Santos foram: Cinema de Bolso, Telenotícias Discopa, Discopa Informa, Solos e Solistas, Show Panex com Chocolate, Vozes da OVC e O Café do Felisberto. Por algum tempo, até que ambas as programações fossem ampliadas, a emissora santista saía do ar às 14 horas e só retornava no final da tarde, então como apenas retransmissora da TV Paulista.

Dificuldades diversas (que igualmente afetaram a emissora de rádio, posteriormente vendida) levaram os empresários a encerrar a programação local de televisão, mantendo-se apenas a retransmissão dos sinais da TV Paulista - que também enfrentava dificuldades, após o falecimento do fundador Victor Costa, sendo na mesma época adquirida pela TV Globo, que em 1968 rebatizou a TV Paulista como TV Globo, de São Paulo.

No entanto, esse pouco mais de um ano no ar da TV Santos foi o suficiente para lançar a culinarista Ofélia e também receber celebridades como Hebe Camargo, Manuel da Nóbrega e Chocolate numa programação local de sucesso.[3]

Referências

  1. Jornal A Tribuna de Santos, diversas edições do ano de 1957 e 1958
  2. Conforme publicado na edição de 31/12/1957 do jornal A Tribuna de Santos
  3. Conforme pesquisado em edições do jornal A Tribuna de Santos entre 1957 e 1958
Precedido por
TV Paulista
Canal 5 VHF de Santos
1957 - 1960
Sucedido por
TV Paulista
  Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.