Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para o console de jogo, veja Coleco viniciusjr. Para a bola oficial das Copas FIFA de 1970 e 1974, veja Adidas Telstar.

Telestar foi o nome de um projeto comum da NASA e da empresa estadunidense de telecomunicação AT&T, responsável pelo primeiro satélite de telecomunicação civil. Os satélites Telstar foram os primeiros satélites que permitiam ligações eventuais entre as estações munidas de grandes antenas de acompanhamento.

Telstar
Ilustração do primeiro Telstar; na parte superior ficavam as antenas telemétricas, no centro as antenas receptoras (o aro de pequenos quadrados) e as antenas transmissoras (os quadrados maiores); nas partes inferior e superior do globo várias baterias solares.

Operação Estados UnidosNASA
Tipo de missão Satélite de Comunicações
Contratante Bell Laboratories
Satélite da Terra
Lançamento 10 de julho de 1962 às 08:35:00 UTC
Local Estados UnidosCabo Kennedy, Flórida, Estados Unidos
Duração da missão 1 ano
Massa 77 kg Elementos orbitais
Excentricidade 0,24186
Inclinação 44,8º
Apoastro 5643 km
Periastro 945.0 km
Período orbital 157,8 minutos

Telstar 1Editar

Lançado em 10 de julho de 1962 da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, foi o satélite que possibilitou a primeira transmissão de televisão ao vivo entre Europa e os Estados Unidos.[1]

A primeira transmissão de sinal televisivo ocorreu no dia 23 de julho. O satélite possuía uma órbita elíptica, com o ponto mais afastado a 5653 km, e o mais perto a 954 km, numa velocidade 25 mil km/h.[1]

Sua atividade durou 7 meses; era alimentado por baterias solares que geravam a eletricidade para acionar os seus dispositivos internos. Antenas de recepção e transmissão permitiam que estações terrestres acompanhassem sua trajetória espacial.[1]

Seu transmissor com a potência ínfima de 2¼ watts tinha sinais tão fracos que as estações que o acompanhavam os recebiam e ampliavam 10 bilhões de vezes, através de antenas parabólicas com 30 m de diâmetro.[1]

Para que a primeira transmissão de televisão via satélite ocorresse entre os dois continentes os sinais eram gerados em Nova York por uma emissora local, depois repassados a uma estação em Andover (mais ao norte) e dali, por meio do Telstar I, até a estação de Goonhilly, no Reino Unido, e dali para Londres, que as retransmitia por via terrestre.[1]

Essas transmissões não eram contínuas, pois o giro orbital rapidamente colocava o satélite fora do alcance das estações. Entretanto, o Telstar era usado para a telefonia como também para a coleta de dados sobre o ambiente sideral que, ao fim de pouco mais de seis meses, danificaram seus equipamentos.[1]

Apesar de não funcionar mais, ele ainda se encontra na órbita da Terra.[2] Na época, o lançamento do satélite foi cobertura da mídia impressa brasileira sob diversos aspectos, como uma integração do Brasil com o projeto, sob o aspecto da telefonia e uma crise gerada no meio da televisão. [3]

Satélites sucessoresEditar

Os sucessores do Telstar 1 foram o Telstar 2, lançado em 13 de maio de 1963, e o Syncom (também lançado no mesmo ano), bastante aperfeiçoados em relação ao pioneiro, já como parte de uma rede de satélites que viria a tornar a telecomunicação mais fácil.[1]

Nos anos 80, o nome Telstar foi reativado pela empresa AT&T para denominar uma série de satélites geoestacionários.

SatélitesEditar

Nome Data do lançamento Veículo de lançamento Local do lançamento Posição orbital Plataforma Massa[4]
Telstar 1[5] 10 de julho de 1962 Delta-DM19 Cabo Canaveral 945×5643 km
×45
77 kg
Telstar 2 7 de maio de 1963 Delta B Cabo Canaveral 972×10.802 km
×43°
79 kg
Telstar 301 [6] 28 de julho de 1983 Delta-3920 PAM-D Cabo Canaveral 76° W HS-376 625 kg
Telstar 302 30 de agosto de 1984 Discovery Cabo Canaveral 125° W HS-376 625 kg
Telstar 303 17 de junho de 1985 Discovery Cabo Canaveral 76° W HS-376 630 kg
Telstar 401 16 de dezembro de 1993 Atlas IIAS Cabo Canaveral 97° W AS-7000 3375 kg
Telstar 402 9 de setembro de 1994 Ariane 42L Kourou AS-7000 3485 kg
Telstar 4
(Telstar 402R, Telstar 403)
24 de setembro de 1995 Ariane 42L Kourou 89° W AS-7000 3410 kg
Telstar 5
(Intelsat Americas 5, IA-5
Galaxy 25)
24 de maio de 1997 Proton-K/Block-DM4 Baikonur 97° W SSL-1300 3600 kg
Telstar 6
(Intelsat Americas 6, IA-6
Galaxy 26)
15 de fevereiro de 1999 Proton-K/Block-DM3 Baikonur 93° W SSL-1300 3763 kg
Telstar 7
(Intelsat Americas 7, IA-7
Galaxy 27)
25 de setembro de 1999 Ariane 44LP Kourou 127° W SSL-1300 3790 kg
Telstar 8
(Intelsat Americas 8, IA-8
Galaxy 28)
23 de junho de 2005 Zenit-3SL Odyssey 89° W SSL-1300S 5493 kg
Telstar 9 (não foi lançado) SSL-1300S 5493 kg
Telstar 10 (Apstar 2R) 16 de outubro de 1997 Longa Marcha 3B Xichang 76,5° E SSL-1300 3700 kg
Telstar 11 (Orion 1) 29 de novembro de 1994 Atlas IIA Cabo Canaveral 37,5° W Eurostar-2000 2361 kg
Telstar 11N 26 de fevereiro de 2009 Zenit-3SLB Baikonur 37,5° W SSL-1300 4012 kg
Telstar 12 (Orion 2) 19 de outubro de 1999 Ariane 44LP Kourou 15° W SSL-1300 3814 kg
Telstar 12V (Telstar 12 Vantage) 24 de novembro de 2015 H-IIA-204 Centro Espacial de Tanegashima 15° W Eurostar-3000 5000 kg
Telstar 13 (EchoStar 9,
Intelsat Americas 13, IA-13
Galaxy 23)
8 de agosto de 2003 Zenit-3SL Plataforma da Sea Launch 121° W SSL-1300 4737 kg
Telstar 14 (Estrela do Sul 1) 11 de janeiro de 2004 Zenit-3SL Plataforma da Sea Launch 63° W SSL-1300 4694 kg
Telstar 14R (Estrela do Sul 2) 20 de maio de 2011 Proton-M/Briz-M Baikonur 63° W SSL-1300 5000 kg
Telstar 18 (Apstar 5) 29 de janeiro de 2004 Zenit-3SL Plataforma da Sea Launch 138° E SSL-1300 4640 kg
Telstar 18V (Telstar 18 Vantage) 10 de setembro de 2018 Falcon 9 v1.2 Plataforma da Sea Launch 138° E SSL-1300 48000 kg
Telstar 19V (Telstar 19 Vantage) 22 de julho de 2018 Falcon 9 v1.2 Plataforma da Sea Launch 63° W SSL-1300 47000 kg

Referências