Théodore Flournoy

Théodore Flournoy (Genebra, 15 de agosto de 1854 — Genebra, 5 de novembro de 1920) foi um médico e professor de Filosofia e Psicologia na Universidade de Genebra, fundador do primeiro laboratório de psicologia de Genebra.

Théodore Flournoy
Nascimento 15 de agosto de 1853
Genebra
Morte 5 de novembro de 1920 (67 anos)
Genebra
Cidadania Suíça
Filho(s) Henri Flournoy
Alma mater
Ocupação psicólogo, professor(a) universitário(a)
Empregador Universidade de Genebra

BiografiaEditar

Flournoy estudou medicina em Leipzig, e foi desde 1891 até falecer Professor de Psicologia na Universidade de Genebra, cadeira em que foi sucedido por seu primo, Édouard Claparède. É conhecido por ter sido o criador do primeiro laboratório de psicologia de Genebra.

Ficou conhecido pelos seus estudos sobre a médium Hélène Smith, pseudónimo de Catherine Müller, que supostamente lhe forneceria informações sobre vidas passadas através de um estado de transe[1]. Flournoy descreveu as informações obtidas pela médium como romances da imaginação subliminal e produto da mente inconsciente[2]. Flournoy foi contemporâneo de Freud e o seu trabalho influenciou o estudo de C. G. Jung sobre outra médium - a sua prima Héléne Preiswerk - que deu origem à dissertação doutoral de Jung em 1902.

Flournoy foi um dos poucos académicos do seu tempo que aceitaram a proposta de William James da não dualidade da consciência (a que ele deu a designação de "sciousness"), conforme expresso no seu ensaio Radical Empiricism.

Notas

  1. A experiência é descrita na obra Des Indes à la Planete Mars (Da Índia ao Planeta Marte) (1899).
  2. Stevens, 1994

Principais obras publicadasEditar

  • Des Indes à la planète Mars; étude sur un cas de somnambulisme avec glossolalie. Paris 1900.
  • "Nouvelles Observations sur un cas de Somnambulisme". Archive de Psychologie de la Suisse romande. Genf 1902.
  • Die Seherin von Genf. Leipzig 1914: Felix Meiner Verlag. (com prefácio de Max Dessoir).
  • Esprits et Médiums, Melanges de Metapsychique et de Psychologie. Genebra, Paris 1911. (tradução inglesa: Spiritism and Psychology).

ReferênciasEditar

  • Bricklin, Jonathan, Ed. (2006): Sciousness, Guilford, CT: Eirini Press (ISBN 978-0-9799989-0-4)
  • Stevens, Anthony (1994): Jung, A very short introduction, Oxford University Press, Oxford & N.Y.

Ligações externasEditar