Abrir menu principal

The Dinner

filme de 2017 dirigido por Oren Moverman
The Dinner
 Estados Unidos
2017 •  cor •  120 min 
Direção Oren Moverman
Produção Caldecot Chubb
Lawrence Inglee
Julia Lebedev
Eddie Vaisman
Gênero drama
crime
Música Elijah Brueggemann
Cinematografia Bobby Bukowski
Edição Alex Hall
Companhia(s) produtora(s) ChubbCo Film
Code Red
Blackbird
Distribuição The Orchard(Estados Unidos)
Vertigo Releasing(Reino Unido)
Lançamento Alemanha 10 de fevereiro de 2017
Estados Unidos 5 de maio de 2017
Idioma inglês
Receita US$ 1.3 milhão[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Dinner é um filme de drama criminal dirigido e escrito por Oren Moverman, baseado no romance holandês de mesmo nome de Herman Koch.

EnredoEditar

O professor de História Paul Lohman e sua esposa Claire, juntamente com seu irmão político Stan e sua esposa Katelyn, se encontram para um jantar organizado que Paul reservou para os quatro. O motivo é discutir um incidente em que seus filhos Michael e Rick assediaram verbalmente e fisicamente uma mulher sem-teto em um caixa eletrônico levando a sua morte, quando Michael jogou um palito de fósforo aceso que incendiou seu saco de dormir, matando-a.

Ao longo da noite, as tensões se descontrolam entre o grupo disfuncional intercalado com flashbacks que mostram o passado da família conturbada. Os argumentos se tornam mais tensos à medida que se chocam. se os meninos devem assumir a culpa ou simplesmente encobrir seus erros.

Paul se encontra perdendo sua saúde mental quando descobre que Michael enviou um vídeo da morte da mulher pro YouTube. Michael até se recusa a apagar o vídeo, tornando-se assim distante de seu pai. O relacionamento de Paul com Stan também é tenso depois que ele bateu na cabeça dele com uma frigideira.

Depois do jantar, Paul, estressado e instável, vai para a casa de Stan em busca de Beau, filho adotivo de Stan e Barbara, ex-mulher de Stan. Paul violentamente confronta Beau e se prepara para atingi-lo com uma pedra. Quando ele descobre que Beau está desaparecido, Stan briga com Paul e Katelyn e Claire tentam freneticamente encontrar Beau. O filme termina em uma nota abrupta quando Paul parece sofrer um ataque cardíaco e o destino de Beau não é revelado.

ElencoEditar

RecepçãoEditar

Brian Tallerico, em sua crítica para o RogerEbert.com, chamou o filme de "incrivelmente frustante, quase propositalmente. (...) 'The Dinner' deve ser uma sátira escabrosa de crianças terríveis com pais mais terríveis."[2] Chuck Bowen, em sua análise para a Slant Magazine chamou o longa de "estridente, sinistro, sem graça e incessantemente feio."[3] Owen Gleiberman da Variety publicou uma crítica positiva, chamando o desempenho do quarteto na mesa de jantar de "fascinante".[4]

Peter Brafshaw, do The Guardian, chamou o longa de "aborrecido, desconfiado (...) pouco convicente (...) tedioso (...) melodrama frustado (...) O elenco parece pouco convencido. (...) A princípio, parece que o filme será estruturado de forma rigorosa e elegante em torno dos pratos da refeição em si (...) Mas a estrutura, compreensivelmente, sai pela janela à medida que [surgem] explosões sucessivas de mau humor (...) O filme é distorcido por flashbacks longos e dramaticamente lentos (...) É levado à beira do absurdo e além".[5]

Referências

  1. «The Dinner». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2018 
  2. Brian Tallerico (5 de maio de 2017). «The Dinner». RogerEbert.con (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2018 
  3. Chuck Bowen (12 de maio de 2017). «The Dinner». Slant Magazine (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2018 
  4. Owen Gleiberman (10 de fevereiro de 2017). «Berlin Film Review: The Dinner». Variety (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2018 
  5. Peter Bradshaw (18 de fevereiro de 2017). «The Dinner». The Guardian (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2018 
  Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.