Tibia fusus

espécie de molusco

Tibia fusus (nomeada, em inglês, shin-bone tibia[2] ou spindle tibia[3]; em Portugal, tíbia-fuso)[4] é uma espécie de molusco gastrópode marinho pertencente à família Rostellariidae[1] (antes entre os Strombidae).[2][5] Foi classificada por Carolus Linnaeus, com o nome de Murex fusus (no gênero Murex), em 1758, na obra Systema Naturae[1]; considerada a espécie-tipo do gênero Tibia.[6] É nativa do sudoeste do oceano Pacífico.[2]

Como ler uma infocaixa de taxonomiaTibia fusus
Cinco vistas da concha de T. fusus.
Cinco vistas da concha de T. fusus.
Desenho de T. fusus por Wenceslas Hollar.
Desenho de T. fusus por Wenceslas Hollar.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Gastropoda
Subclasse: Orthogastropoda
Superordem: Caenogastropoda
Ordem: Sorbeoconcha
Subordem: Hypsogastropoda
Infraordem: Littorinimorpha
Superfamília: Stromboidea
Família: Rostellariidae[1]
Género: Tibia
Röding, 1798[1]
Espécie: T. fusus
Nome binomial
Tibia fusus
(Linnaeus, 1758)[1]
Sinónimos
Murex fusus Linnaeus, 1758
Rostellaria fusus (Linnaeus, 1758)
Strombus clavus Linnaeus, 1771
Tibia indiarum Röding, 1798
Rostellaria subulata Lamarck, 1801
Rostellaria ionica Perry, 1811
Rostellaria sinensis Perry, 1811
Strombus unicornis Dillwyn, 1817
Rostellaria rectirostris Lamarck, 1822
(WoRMS)[1]

Descrição da concha e hábitosEditar

Concha de coloração creme a alaranjada, alongada, de espiral alta e bem aparente, com superfície lisa e voltas arredondadas (contando-se 18 voltas ao todo[7]), apenas apresentando estrias em sua base.[5] As primeiras voltas de sua concha apresentam um pequeno relevo reticulado ou ondulado.[8] Seu canal sifonal é delicado, longo e fino, retilíneo ou ligeiramente curvo.[3] Lábio externo contendo 5 a 6[5] prolongamentos destacados em forma de dedos, com suas bordas de um marrom-avermelhado.[7][9] Columela e interior da abertura de coloração branca.[5] Chegam de 23[2] a pouco mais de 30 centímetros em suas maiores dimensões.[10] Opérculo córneo, em forma de folha.[7]

É encontrada em águas moderadamente profundas, em profundidade de 40 metros,[11] mas podendo ir de 5 a 50 metros,[12] enterrada na areia e com a ponta de seu canal sifonal exposta.[11]

Distribuição geográficaEditar

Tibia fusus ocorre no Pacífico Ocidental, principalmente nas Filipinas[2] e ao sul de Taiwan,[11] mas também indo do oeste do oceano Índico[10] (na Arábia Saudita) até a Malásia, Indonésia (no Mar de Banda[12]) e Japão.[13]

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b c d e f «Tibia fusus» (em inglês). World Register of Marine Species. 1 páginas. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  2. a b c d e ABBOTT, R. Tucker; DANCE, S. Peter (1982). Compendium of Seashells. A color Guide to More than 4.200 of the World's Marine Shells (em inglês). New York: E. P. Dutton. p. 82. 412 páginas. ISBN 0-525-93269-0 
  3. a b WYE, Kenneth R. (1989). The Mitchell Beazley Pocket Guide to Shells of the World (em inglês). London: Mitchell Beazley Publishers. p. 48. 192 páginas. ISBN 0-85533-738-9 
  4. Ferreira, Franclim F. (2002–2004). «Conchas». FEUP. 1 páginas. Consultado em 13 de junho de 2020 
  5. a b c d «Tibia Fusus (Shinbone Tibia)» (em inglês). Shells of the Sea. 1 páginas. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  6. FERRARIO, Marco (1992). Guia del Coleccionista de Conchas (em espanhol). Barcelona, Espanha: Editorial de Vecchi. p. 76. 220 páginas. ISBN 84-315-1972-X 
  7. a b c OLIVER, A. P. H.; NICHOLLS, James (1975). The Country Life Guide to Shells of the World (em inglês). England: The Hamlyn Publishing Group. p. 62. 320 páginas. ISBN 0-600-34397-9 
  8. «Tibia fusus» (em inglês). Gastropoda Stromboidea. 1 páginas. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  9. MHN - Fribourg (17 de agosto de 2010). «Tibia fusus» (em inglês). Flickr. 1 páginas. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  10. a b «Tibia fusus» (em inglês). Hardy's Internet Guide to Marine Gastropods. 1 páginas. Consultado em 9 de agosto de 2016. Arquivado do original em 11 de agosto de 2021 
  11. a b c LINDNER, Gert (1983). Moluscos y Caracoles de los Mares del Mundo (em espanhol). Barcelona, Espanha: Omega. p. 140. 256 páginas. ISBN 84-282-0308-3 
  12. a b «Tibia fusus (Linnaeus, 1758) shinbone tibia» (em inglês). Sea Life Base. 1 páginas. Consultado em 10 de agosto de 2016 
  13. «Tibia fusus was reported from 7 countries/islands» (em inglês). Sea Life Base. 1 páginas. Consultado em 9 de agosto de 2016