Abrir menu principal

Tigranocerta de Artsaque

Tigranocerta de Artsaque
Artes'akhi Tigranakert
Ruínas da cidade.
Localização atual
Coordenadas 40° 03' 55" N 46° 54' 21" E
País República de Artsaque (de facto), Azerbaijão (de jure)
Província de Martakert, República de Artsaque (de facto)
Agdam, Azerbaijão (de jure)
Dados históricos
Fundação séc. II/séc. I a.C.
Reino da Arménia
Notas
Escavações 2005–actualmente
Governo da República de Artsaque
Site www.tigranakert.com

Tigranocerta de Artsaque (em armênio/arménio: Արցախի Տիգրանակերտ, Artes'akhi Tigranakert) é uma antiga cidade arménia em ruínas do período Helenístico. É uma das várias antigas cidades do planalto arménio que têm o mesmo nome. O nome foi posto em honra do rei arménio Tigranes, o Grande (r. 95–55 a. C.),[1][2] apesar de alguns estudiosos, como Robert Hewsen e Babken Harutyunyan, terem afirmado que este Tigranocerta em concreto pode ter sido fundado por Tigranes, o Grande pai, Tigranes I (r. ac. 123–95 a.C.).[3] Ocupa uma área de cerca de 50 hectares[4] e está localizado na província de Martakert na República de Artsaque (NKR), de jure Aghdara no Azerbaijão, a cerca de quatro quilómetros a Sul do rio Khachenaget.

HistóriaEditar

Fontes primárias fazem a primeira menção a Tigranocerta no século sétimo, afirmando que na realidade havia duas cidades com o mesmo nome,[5] na província arménia de Utik.[6][7] Arqueólogos e historiadores têm datado a fundação da primeira das duas entre 120-80 a. C., durante o reinado do Rei Tigranes I, ou o do seu filho e sucessor Tigranes, o Grande.[8] Robert Hewsen tem questionado a atribuição de Tigranes II, porque não foram encontradas moedas ou inscrições tendo a sua efígie e a identificação das ruínas foi achada através do nome local para o lugar.[9] As ruínas da segunda Tigranocerta ainda não foram descobertas, embora acredita-se que estejam localizadas no distrito de Gardman.[6]

Após o fim da primeira Tigranocerta no início da Idade Média, o nome da cidade foi preservado e usado para vários locais geográficos como Tngrnakert, Tarnakert, Taraniurt, Tarnagiurt e Tetrakerte.[1][6]

EscavaçõesEditar

As escavações em Tigranocerta começaram em Março de 2005, quando foi descoberta pela primeira vez, e estão em andamento sob a direcção do Dr. Hamlet L. Petrosyan da Academia Arménia de Ciências do Instituto de Arqueologia e Etnografia. Os arqueólogos descobriram duas muralhas da cidade, bem como torres de estilo helenístico e uma basílica arménia do quinto e sétimo séculos.[8] Em 2008, a equipa de escavação começaram a enfrentar problemas de financiamento, embora as autoridades da República de Artsaque prometeram destinar trinta milhões de drams para continuar a investigação.[2]

Em junho de 2010, um museu dedicado ao estudo e à preservação dos artefactos descobertos nas ruínas de Tigranocerta foi aberto no território da antiga cidade de Aghdam (a qual actualmente está em ruínas).[8]

GaleriaEditar

Referências

  1. a b Hamlet L., Petrosyan. «Tigranakert in Artsakh». Consultado em 31 de outubro de 2016 
  2. a b Harutyunyan, Arpi (11 de abril de 2008). «Research in Ruins: Tigranakert project threatened by lack of finances». Research in Ruins: Tigranakert project threatened by lack of finances. ArmeniaNow. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  3. HEWSEN, Robert H.; SALVATICO, Christoper C. Armenia: A historical atlas. University of Chicago Press, 2001.
  4. Holding, Nicholas; Holding, Deirdre (1 de janeiro de 2011). Armenia: With Nagorno Karabagh (em inglês). [S.l.]: Bradt Travel Guides. ISBN 9781841623450 
  5. Chorbajian, Levon; Donabédian, Patrick; Mutafian, Claude (1 de janeiro de 1994). The Caucasian Knot: The History & Geopolitics of Nagorno-Karabagh (em inglês). [S.l.]: Zed Books. ISBN 9781856492881 
  6. a b c Hewsen, Arménia, p. 58.
  7. Hakobyan, Tatul (26 de setembro de 2009). «A city built by King Tigran the Great is unearthed». A city built by King Tigran the Great is unearthed. Armenian Reporter. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  8. a b c "Museu em Ruínas Antigas de Tigranakert Abre no Nagorno-Karabakh."
  9. Hewsen, Robert H., "Três Novos Livros sobre Artes'akh," Revista da Sociedade de Estudos da armênia 22 (2013), p. 295.

Ver tambémEditar