Time For Fun

empresa brasileira de entretenimento e produção de eventos

A T4F, estilizado como Time for Fun, é uma empresa brasileira de entretenimento e produtora de eventos ao vivo, com sede na cidade de São Paulo, no estado homônimo. Opera o site Tickets for Fun, portal de venda de ingressos.[3]

Time For Fun
Time For Fun
Razão social T4F Entretenimento S.A.
Nome(s) anterior(es) CIE Brasil
Empresa de capital aberto
Cotação B3SHOW3
Atividade Entretenimento
Fundação 1983 (41 anos)
Sede São Paulo, SP, Brasil
Área(s) servida(s) América do Sul
Presidente Serafim Magalhães de Abreu Junior[1]
Pessoas-chave Fernando Luiz Alterio[1]
Marcelo Pechinho Hallack[1]
Produtos Tickets For Fun
Valor de mercado Aumento R$ 301,73 milhões (maio de 2021)[2]
Significado da sigla Time for (4) Fun
Website oficial www.t4f.com.br

História editar

Em 1983 os empresários Fernando Altério, Sérgio Assumpção e Arthur Prioli (co-proprietário do Canecão) investiram 500 milhões de cruzeiros na construção de uma casa de espetáculos em Moema, São Paulo. Batizada "Palace", foi aberta em abril daquele ano e possuía 3300 metros quadrados de área construída. A abertura do Palace visava ampliar a opção de grandes casa de espetáculos no eixo Rio-São Paulo, onde havia apenas o Canecão, famosa casa de espetáculos do Rio de Janeiro. O primeiro show realizado no Palace foi de Roberto Carlos, na turnê "Emoções".[4]

Os sócios do Palace formaram a empresa CIE Brasil em 1998. No ano seguinte a empresa abriu o Vibra São Paulo em setembro de 1999 enquanto o Palace foi fechado em 2000 e reaberto como DirecTV Hall.[5] O Palace foi fechado em 2012, sendo demolido após a venda do terreno para um edifício.[6]

A CIE Brasil passou a atuar como licenciada da Ticketmaster em 2000.[7] Após o licenciamento, a empresa foi renomeada em 2007 como T4F Entretenimento.[8] e passou a organizar turnês de atrações internacionais no Brasil como Madonna (onde a T4F assinou um contrato de licenciamento de 20 milhões de dólares com a Live Nation Entertainment),[9] Coldplay,[10] Britney Spears[11] e dos festivais Lollapalooza e Primavera Sound.[12][13]

Com a queda da IMX de Eike Batista e a desistência da Geo Eventos (Globo) de organizar o Lollapalooza, a T4F tornou-se a maior produtora de espetáculos do Brasil.[14] Isso não impediu a empresa de enfrentar prejuízos sucessivos com a organização das turnês de Madonna e Lady Gaga em 2012, que contaram com baixo público.[15]

Em 2017/2018 produziu seu primeiro espetáculo de Teatro Musical totalmente brasileiro: 2 Filhos de Francisco - o Musical, protagonizado por Beto Sargentelli, Bruno Fraga, Laila Garin e Rodrigo Fregnan, sob direção do cineasta Breno Silveira.[16]

Em dezembro de 2023, a empresa foi multada pelo Procon de São Paulo em R$ 626.470,87 pelos problemas registrados na venda de ingressos dos shows da cantora Taylor Swift e nas edições de 2020 e de 2023 do Lollapalooza.[17]

Casas de espetáculos editar

Casa Cidade País
Vibra São Paulo São Paulo Brasil
Km de Vantagens Hall Belo Horizonte Brasil
Km de Vantagens Hall Rio de Janeiro Brasil
Teatro Opera Allianz Buenos Aires Argentina
Teatro Renault São Paulo Brasil

Recepção editar

Público editar

Durante a organização da turnê de Madonna em 2008, o primeiro dia de venda de ingressos sofreu com falhas no site e nas bilheterias.[18]

Em 2010, a Fundação Procon SP multou a T4F por descumprimento do Código de Defesa do Consumidor durante a venda de ingressos da turnê "360º Tour" da banda U2.[19]

Em novembro de 2023, a Time For Fun possui no Reclame Aqui uma nota geral "ruim" de 5,8/10, calculada com base nas reclamações dos consumidores nos últimos 12 meses.[20]

Imprensa editar

Em junho de 2023, o Procon de São Paulo notificou a Time For Fun após os ingressos de Taylor Swift no Brasil se esgotarem em poucos horas nos canais oficiais da empresa, mas posteriormente passaram a serem vendidos em canais não oficiais por preços mais elevados, evidenciando uma suspeita de fraude. O Procon também observou nas notícias veiculadas pela imprensa uma falta de organização nos pontos de venda físicos (ver The Eras Tour).[21]

Posteriormente, a Time For Fun anunciou o reforço do policiamento nos postos de vendas,[22] e 32 cambistas foram presos no primeiro dia da fiscalização.[23] Já no site da empresa foi adicionado um reCAPTCHA para tentar evitar o uso de robôs na compra dos ingressos.[24]

Prêmio editar

A Time For Fun, venceu do prêmio Top International Independent Promoter, da Billboard Touring Awards, nos anos de 2009, 2010, 2012, 2013 e 2014,[25] e vencedora do Prêmio Caboré 2012.[26]

Ver também editar

Referências

  1. a b c «Estrutura de Governança Corporativa». T4F Entretenimento S.A. Consultado em 19 de novembro de 2023 
  2. «Cotação Time For Fun». B3. Consultado em 4 de maio de 2021 
  3. Marques, Vinicius (13 de dezembro de 2023). «T4F recebe multa de R$ 600 mil por problemas em vendas online; saiba mais». Giz Brasil. Consultado em 15 de dezembro de 2023 
  4. E.F.Alves (1983). «Vida noturna: Sampa já tem seu Canecão (de luxo)». Manchete, ano 31, edição 1613, página 126/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 19 de novembro de 2023 
  5. Folha de S.Paulo (25 de maio de 2000). «Palace será reformado e muda de nome em julho». Folha Online. Consultado em 19 de novembro de 2023 
  6. Agência Estado (21 de janeiro de 2012). «Citibank Hall vai dar lugar a empreendimento imobiliário em SP». G1. Consultado em 19 de novembro de 2023 
  7. «Histórico». T4F Entretenimento S.A. Consultado em 19 de novembro de 2023 
  8. «Cie Brasil passa a se chamar T4F – Time For Fun». Portal Eventos. 25 de setembro de 2007. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  9. «Madonna vem ao Brasil». Expresso Popular (Santos), ano VIII, edição 2280, página 21/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 18 de julho de 2008. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  10. «Coldplay no Brasil». AT Revista (Santos), ano 5, edição 257, página 55/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 1 de novembro de 2009. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  11. «Femme Fatale». AT Revista (Santos), ano 7, edição 348, página 63/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 2011. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  12. «Primavera Sound São Paulo: T4F anuncia contrato de 10 anos para realização do festival». Diário do Grande ABC. 10 de novembro de 2023. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  13. Brenda Melo Duarte (2014). «Hora do Show». AT Revista (Santos), ano 10, edição 485, página 46/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  14. Christiana Sciaudone (23 de agosto de 2013). «Justin Bieber ajuda T4F a virar maior promotora do Brasil». Exame. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  15. Valor OnLine (21 de fevereiro de 2013). «Bilheteria fraca de shows leva T4F ao prejuízo». G1. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  16. «Breno Silveira estreia no musica com versão de seu '2 Filhos de Francisco'». 28 de setembro de 2017. Consultado em 3 de novembro de 2020 
  17. «Procon multa T4F em mais de R$ 600 mil por problemas em venda de ingressos de shows de Taylor Swift e Lollapalooza». G1. 12 de dezembro de 2023. Consultado em 13 de dezembro de 2023 
  18. Agência Folhapress (2 de setembro de 2008). «Confusão no 1º dia da venda de ingressos para Madonna». Jornal do Commercio (RJ), ano CLXXXI, edição 223, página A15/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  19. «Procon autua empresa vendedora de ingressos». Jornal do Commercio (RJ), ano CLXXXIV, edição 55, página A13/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 21 de dezembro de 2010. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  20. «Tickets for fun - Time for fun». Reclame aqui. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  21. «Taylor Swift: Procon-SP pede explicações a Time for Fun após ingressos acabarem em 1 hora». Revista Exame. Consultado em 17 de junho de 2023 
  22. «Taylor Swift: efetivo de policiais e guardas municipais nos pontos de venda serão aumentados, diz T4F». O Globo. Consultado em 27 de junho de 2023 
  23. «Cambistas são presos nas filas de vendas para shows de Taylor Swift em SP; assista». Hugo Gloss. Consultado em 27 de junho de 2023 
  24. «TAYLOR SWIFT INGRESSOS: site adiciona reCAPTCHA após polêmicas com cambistas». Rádio Jornal. Consultado em 27 de junho de 2023 
  25. ADNEWS (2 de maio de 2016). «T4F é eleita pela 3º vez "Top Independent Promoter pela Billboard".». Consultado em 5 de março de 2021 
  26. G1 (5 de dezembro de 2012). «Saem os vencedores do Prêmio Caboré 2012». G1. Consultado em 5 de março de 2021 

Ligações externas editar