Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) pela coloração dos cabelos humanos, veja Tintura de cabelo.
Jarro contendo Nalewka (tintura alcoólica popular na Polônia) de cereja.

Em farmacotécnica, uma tintura é um extrato alcoólico de, por exemplo, uma erva ou solução de uma substância não-volátil, como iodo e mercurocromo. Soluções de substâncias voláteis são denominadas espíritos, embora tal nome seja dado também a vários outros materiais obtidos através da destilação, mesmo que não incluam álcool. Alguns exemplos, outrora comuns na medicina, incluem:

  • Tintura de iodo
  • Tintura de ópio

Exemplos de espíritos incluem:

Outra forma de alcoolatura ou formas farmacêuticas que decorrem da atuação dissolvente e extrativa do álcool etílico é o elixir, um preparado farmacêutico contendo um ingrediente ativo que é dissolvido numa solução contendo cerca de 20% de álcool no mínimo, sobre as componentes vegetais. Para alguns autores deve conter açúcar (cerca de 20%) em menor quantidade que o xarope. [1] As substancias vegetais extraídas para o elixir ou tintura podem ser apresentadas isoladamente ou combinadas como no elixir paregórico.

Ver tambémEditar

Referências

  1. DESTRUTI, Ana Beatriz C.B. Noções básicas de farmacotécnica. SP, Editora SENAC, 1999

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.