Tom Dillehay

Tom Dillehay é um arqueólogo e antropólogo estadunidense que desenvolveu seu trabalho principalmente no Chile e na América do Sul. Esteve envolvido na escavação e no descobrimento do sítio de Monte Verde, no qual foram encontrados vestígios humanos com uma idade estimada de 12.500 anos, contradizendo a Teoria de Clóvis sobre o povoamento das Américas[1].

Tom Dillehay

CarreiraEditar

Dillehay é doutor em antropologia pela Universidade do Texas, doutor honoris causa da Universidade Austral do Chile[2][3], professor da Universidade de Vanderbilt e da Universidade de Kentucky, na qual ele também dirigiu o programa de pesquisa arqueológica de 1981 a 1984.

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.