Toribio Ticona Porco

Toribio Ticona Porco
Cardeal da Igreja Católica
Prelado-emérito de Corocoro
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade eclesiástica
Diocese Prelazia de Corocoro
Nomeação 4 de junho de 1992
Predecessor Dom Evarist Pinto
Sucessor Dom Percy Lorenzo Galvan Flores
Mandato 1992 - 2012
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 29 de janeiro de 1967
por Dom Jesús Agustín López de Lama
Nomeação episcopal 5 de janeiro de 1986
Ordenação episcopal 31 de maio de 1986
por Dom Santos Abril y Castelló
Cardinalato
Criação 28 de junho de 2018
por Papa Francisco
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santos Joaquim e Ana em Tuscolano
Dados pessoais
Nascimento Atocha, Bolívia
25 de abril de 1937 (83 anos)
Nacionalidade boliviano
Funções exercidas - Bispo-auxiliar de Potosí (1986-1992)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Toribio Ticona Porco (Atocha, 25 de abril de 1937) é um prelado boliviano da Igreja Católica. Foi Prelado da Prelazia Territorial de Corocoro de 1992 a 2012, depois de ter servido como Bispo Auxiliar de Potosí de 1986 a 1992. Em maio de 2018, o Papa Francisco anunciou que faria dele cardeal em 29 de junho.

BiografiaEditar

Toribio Ticona Porco nasceu em Atocha, na Bolívia, em 25 de abril de 1937.[1] Ele foi criado por sua mãe e nunca conheceu seu pai. Ele trabalhava com sapatos brilhantes e vendia jornais, era assistente de pedreiro e mecânico de automóveis e trabalhava em uma cervejaria. Ele se tornou católico sob a influência de missionários belgas.[2] Depois de trabalhar como mineiro para sustentar a mãe e o irmão mais novo, estudou filosofia e teologia no seminário em Sucre e foi ordenado em 29 de janeiro de 1967. Fez outros estudos no Instituto Pastoral do CELAM e no Centre Lumen Vitae em Bruxelas.[1]

Como sacerdote em Chacarilla, uma cidade mineira de 2.000 habitantes, ele foi prefeito por 14 anos.[2]

Em 5 de abril de 1986, o papa João Paulo II nomeou-o Bispo Titular de Timici e bispo auxiliar Bispo de Potosí,[1] e foi consagrado bispo em 31 de maio de 1986. [citação necessária]

Em 4 de junho de 1992, João Paulo nomeou-o Prelado da Prelazia Territorial de Corocoro.[1]

O Papa Bento XVI aceitou sua renúncia em 29 de junho de 2012.[3]

Em 20 de maio de 2018, o papa Francisco anunciou que faria Ticona cardeal em 29 de junho.[4] Ticona soube da nomeação surpresa ao visitar o túmulo de sua mãe perto de Quillacollo.[5]

Referências

  1. a b c d «Annuncio di Concistoro il 29 giugno per la creazione di nuovi Cardinali, 20.05.2018» (Nota de imprensa) (em italiano). Holy See Press Office. 20 de maio de 2018. Consultado em 20 de maio de 2018 
  2. a b «Brief biographical sketches of 14 new cardinals». The Tablet. Catholic News Service. 21 de maio de 2018. Consultado em 22 de maio de 2018 
  3. «Rinunce e Nomine, 29.06.2012» (Nota de imprensa) (em italiano). Holy See Press Office. 29 de junho de 2012. Consultado em 22 de maio de 2018 
  4. Tornielli, Andrea (20 de maio de 2018). «Concistoro a giugno, ecco i nuovi cardinali di Francesco». La Stampa (em italiano). Consultado em 20 de maio de 2018 
  5. Rivera Fernández, Joseph Howard (20 de maio de 2018). «Mons. Toribio P. Ticona es el nuevo Cardenal de la Iglesia en Bolivia». Iglesia Viva (em espanhol). Consultado em 22 de maio de 2018