Abrir menu principal

Tríade nuclear refere-se à capacidade de lançamento de um arsenal nuclear estratégico, que consiste em três componentes básicos: mísseis balísticos intercontinentais terrestres (ICBMs), bombardeiros estratégicos e mísseis balísticos lançados por submarinos (SLBMs). O objetivo de ter uma capacidade nuclear de três ramificações é reduzir significativamente a possibilidade de um inimigo destruir todas as forças nucleares de uma nação em um ataque inicial; isto, por sua vez, garante uma ameaça credível de um segundo ataque e, assim, aumenta a dissuasão nuclear de uma nação.[1][2][3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Barry, John (12 de dezembro de 2009). «Do We Still Need a Nuclear 'Triad'?». Newsweek. Consultado em 8 de outubro de 2010 
  2. Office for the Deputy Assistant to the Secretary of Defense for Nuclear Matters. «Nuclear Stockpile». US Department of Defense. Consultado em 8 de outubro de 2010 
  3. «Toning Up the Nuclear Triad». Time'. 23 de setembro de 1985. Consultado em 8 de outubro de 2010 
  Este artigo sobre um conflito armado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.