Trajano (patrício)

Trajano (em latim: Traianus) foi um oficial bizantino do século VI, ativo durante o reinado do imperador Justino II (r. 565–578).

VidaEditar

Trajano aparece em 575, quando é descrito por Menandro e Evágrio como um distinto membro do senado, patrício e questor do palácio sagrado. Nesse ano, participou, ao lado de Zacarias, de uma embaixada enviada no final de 574 ao Império Sassânida. Eles foram enviados pelo césar Tibério para conseguir uma trégua de 3 anos Os persas queriam uma trégua de 5 anos e um pagamento anual, porém após discutirem com Tibério e com a eclosão da guerra no Oriente, negociaram uma trégua de 3 anos, com pagamento anual, mas que foi aplicada só ao Oriente e não à Armênia. Pouco depois, Tibério enviou Teodoro à corte persa de Ctesifonte para agradecer o Cosroes I (r. 531–579) pela boa recepção de Trajano.[1]

Referências

  1. Martindale 1992, p. 1334.

BibliografiaEditar

  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). «Traiaus 3». The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8