Trisquel

distribuição de GNU/Linux baseada no Ubuntu
Trisquel GNU/Linux
Logo-Trisquel.svg
Captura de tela
Trisquel 9.0 desktop
Lançamento 30 de janeiro de 2007 (13 anos)[1]
Versão estável 9.0[2]
Núcleo Linux-libre
Interface
Página oficial trisquel.info

Trisquel GNU/Linux é uma versão do sistema operacional GNU que utiliza o núcleo Linux-libre e é baseado no Ubuntu. Os principais objetivos do projeto são a produção de um sistema operacional totalmente livre e com suporte a vários idiomas.[3][4]

Visão geralEditar

Cinco[5] versões básicas estão disponíveis.

TrisquelEditar

A distribuição padrão Trisquel inclui o ambiente de desktop MATE como interface gráfica do utilizador (GUI), e Inglês, Espanhol e outras 48 localizações, 50 no total, em uma imagem ao vivo em DVD de 2.6GB. Outras traduções podem ser baixadas se houver uma conexão com a Internet durante a instalação.

Trisquel MiniEditar

O Trisquel Mini é uma alternativa ao Trisquel principal, projetado para funcionar bem em netbook e hardware mais antigo. Ele usa o ambiente de poucos recursos LXDE e alternativas leves de GTK+ e X Window System para aplicações GNOME e Qt-KDE.[6]. O desktop LXDE também inclui localizações pré instaladas em Espanhol e Inglês, e pode ser instalado a partir de uma imagem de DVD de 1.2 GB.

TriskelEditar

O Triskel com k, é uma versão com a interface gráfica KDE em uma imagem ao vivo iso em DVD de 2.0 GB. Ideal para quem gosta de personalizar o design e a aparência até nos pequenos detalhes.[7]

Se uma conexão de Internet estiver habilitada durante a instalação do Trisquel, Trisquel Mini ou Triskel, o software fará o download e instalará, incluindo menus de usuário e toda a documentação disponível, em qualquer um ou mais dos idiomas em que foi selecionado.

Trisquel Sugar TOASTEditar

O Sugar é um ambiente de trabalho livre e de código aberto projetado com o objetivo de ser usado por crianças para o aprendizado interativo. Sugar substitui o ambiente de trabalho padrão MATE disponível no Trisquel.

Trisquel NetInstallEditar

Consiste de uma imagem iso de CD de 42MB com apenas a quantidade mínima de software para iniciar a instalação através de um instalador de rede baseado em texto e buscar os pacotes restantes através da Internet.

InternacionalizaçãoEditar

A instalação completa inclui 51 idiomas (albanesa, arábica, Aranês, asturiana, básica, Búlgara, Catalã, Chmer central, Chineses simplificados, Chineses tradicionais, Servo-Croata, Tcheca, Dinamarquesa, Holandesa, Inglês, Esperanto, Estoniana, Finlandesa, francês, graga, alemã, grega, hebraica, hindi, húngara, Indonésia, Irlandesa, Itália, Japonês, Coreana, Lituano, Lituano, Baixo alemão, Norwegian Bokmål, Norwegian Nynorsk, Occitana, Panjabi, Polonesa, Portugues, romeno, russo, sérvio-croata, eslovaco, eslovaco, esloveno, espanhol, sueco, tamil, tailandesa, turca, valenciana e vietnamita) pré-instalado em uma imagem de DVD de 1.2 GB.[8]

O código fonte completo para a instalação completa do Trisquel também está disponível em uma imagem de DVD de 7.1 gigabytes para download.

HistóriaEditar

O projeto nasceu em 2004 com o patrocínio da Universidade de Vigo[9], e foi oficialmente apresentada em Abril de 2005 com Richard Stallman, fundador do projeto GNU, como convidado especial.[10][11] Foi inicialmente desenvolvida como uma distribuição baseada em Debian, porém os repositórios originais foram mudados pelos do Ubuntu com a publicação da versão 2.0, no verão de 2008.[12] O projeto hospeda seus próprios repositórios, que derivam dos "main" e "universe" do Ubuntu, porém com todo o software proprietário eliminado. As diferenças incluem a eliminação de todos os pacotes não-livres e a substituição do kernel Linux original pela versão sem firmware proprietário Linux-libre, e a adição de diversos pacotes.

Em 11 de setembro de 2009, Trisquel GNU/Linux foi incluída pela Free Software Foundation na lista das distribuições GNU/Linux 100% livres disponíveis no website do GNU, seguindo o processo de verificação para assegurar o compromisso da equipe de desenvolvimento do Trisquel e sua comunidade para promover e distribuir tão somente software 100% livre.[13]

O nome do projeto é oriundo do símbolo celta Tríscele, formado por três espirais entrelaçadas. O logo tipo da distribuição consiste em um trisquel feito da união dos três "redemoinhos" de Debian, como mostra do reconhecimento ao projeto na qual está baseado.[14]

LançamentosEditar

Versão antiga Versão ainda suportada Versão estável atual Versão futura
Versão Codinome Data de lançamento Suportado até Kernel Interface Gráfica Baseado em
1.0 Arianrhod 2007-01-30 N/A Linux 2.6.18.6 GNOME 2.14 Debian 4.0 (Etch)
2.0 LTS Robur 2008-07-24 2014-03-02 Linux 2.6.24 GNOME 2.22 Ubuntu 8.04 LTS (Hardy Heron)
3.0 STS Dwyn 2009-09-08 2011-05-11 Linux-libre 2.6.28 GNOME 2.26 Ubuntu 9.04 (Jaunty Jackalope)
3.5 STS Awen 2010-03-22 2011-07-14 Linux-libre 2.6.31 GNOME 2.28 Ubuntu 9.10 (Karmic Koala)
4.0 LTS Taranis 2010-09-18 2015 Linux-libre 2.6.32 GNOME 2.30 Ubuntu 10.04 LTS (Lucid Lynx)
4.5 STS Slaine 2011-03-24 2012-09-15 Linux-libre 2.6.35 GNOME 2.32 Ubuntu 10.10 (Maverick Meerkat)
5.0 STS Dagda 2011-09-17 2014-03-02 Linux-libre 2.6.38 GNOME 2.32 Ubuntu 11.04 (Natty Narwhal)
5.5 STS Brigantia 2012-04-16 2014-03-02 Linux-libre 3.0 GNOME 3.2 Ubuntu 11.10 (Oneiric Ocelot)
6.0 LTS Toutatis 2013-03-09 2017 Linux-libre 3.2 GNOME 3.4 Ubuntu 12.04 LTS (Precise Pangolin)
7.0 LTS Belenos 2014-11-03 2019[15] Linux-libre 3.13 GNOME 3.12 Ubuntu 14.04 LTS (Trusty Tahr)
8.0 LTS Flidas 2018-04-18 2021[15] Linux-libre 4.4 MATE 1.1x Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus)
9.0 LTS Etiona[16] 2020-10-16[7] 2023[15] Linux-libre 4.15 MATE 1.2x Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver)
10.0 LTS N/A N/A N/A N/A N/A Ubuntu 20.04 LTS (Focal Fossa)

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Trisquel
  Este artigo sobre software livre é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.