Tujuguaba

distrito do município de Conchal

Tujuguaba é um distrito do município brasileiro de Conchal, que integra a Região Metropolitana de Piracicaba, no interior do estado de São Paulo[1][2].

Tujuguaba
  Distrito do Brasil  
Localização
Mapa
Mapa de Tujuguaba
Coordenadas 22° 22' 44" S 47° 09' 56" O
Estado  São Paulo
Município Conchal
História
Criado em 23 de dezembro de 1981 (42 anos)
Características geográficas
Área total 71,102 km²
População total (2010) 1 087 hab.

História editar

Origem editar

O povoado que deu origem ao distrito de Tujuguaba surgiu em 1911, com a criação do Núcleo Colonial Conde de Parnaíba em território do município de Mogi Mirim, sendo a sede urbana do núcleo[3][4].

 
Planta dos Núcleos Coloniais do Conchal com suas sedes (Tujuguaba, Conchal e Martinho Prado Júnior).

Para atender ao núcleo colonial a Estrada de Ferro Funilense inaugurou a estação ferroviária Tujuguaba na sede do núcleo, aberta ao tráfego em 20/11/1913[5].

Toponímia editar

"Tujuguaba" é um termo de origem tupi. Significa "lugar de lama", através da junção dos termos ty ("água"), îuk ("podre") e aba ("lugar")[6][7].

Formação administrativa editar

  • Distrito policial de Tujuguaba criado em 07/02/1936 no município de Mogi Mirim[8].
  • Distrito criado pela Lei n° 3.198 de 23/12/1981, com sede no bairro de Tujuguaba e com território desmembrado do distrito de Conchal[9][10].

Geografia editar

 
Aspecto local.

Demografia editar

População urbana editar

Crescimento população urbana
Censo Pop.
1980665
199179118,9%
2000680−14,0%
20106871,0%
Fonte: IBGE e Fundação SEADE

População total editar

Pelo Censo 2010 (IBGE) a população total do distrito era de 1 087 habitantes[11].

Área territorial editar

A área territorial do distrito é de 71,102 km²[12].

Rodovias editar

O principal acesso ao distrito é a Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332)[13].

Topografia editar

Localiza-se a uma altitude de 591 metros.

Serviços públicos editar

 
Aspecto local.

Registro civil editar

Feito na sede do município, pois o distrito não possui Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais[14][15].

Saneamento editar

O serviço de abastecimento de água é feito pela Prefeitura Municipal de Conchal[16].

Energia editar

A responsável pelo abastecimento de energia elétrica é a Neoenergia Elektro, antiga CESP[17][18].

Telecomunicações editar

O distrito era atendido pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP) através da central telefônica de Conchal. Em 1998 esta empresa foi vendida para a Telefônica, que em 2012 adotou a marca Vivo para suas operações[19].

Cultura editar

Festa do Peão editar

A vila orgulha-se de sediar uma das mais antigas festas de peão do Brasil: a Festa do Peão de Tujuguaba. A primeira ocorreu no dia 16 de setembro de 1978. Antes de 1978 havia em Tujuguaba várias brincadeiras de montarias em bois em que jovens testavam sua coragem tentando ficar em cima de garrotes e bois no mangueiro dos Pereira ou na entrada da vila, onde havia um curral[20].

Com a ideia de fazer a festa do peão, várias pessoas saíram em busca de meios para isso se realizar. Primeiramente, arrumaram mais gente da vila e da redondeza para ajudar na organização. Arrumaram os bois para as montarias (estes eram todos bois comuns de pasto).

Nessa época, as festas de peão possuíam apenas a montaria em cavalos, as montarias em bois eram apenas provas de exibição. A Festa do Peão de Tujuguaba foi a primeira festa do estado de São Paulo a ter a montaria de touros em forma de competição e não mais como mera exibição.

Nas três primeiras edições da festa, os peões faziam uma primeira rodada de montaria em cavalos, depois faziam uma segunda rodada em burros, e por fim na terceira passagem eram montados os touros. Os classificados para a final só montavam em touros. A festa no seu segundo ano passou para o mês de agosto e por lá ficou durante vários anos (voltando a partir da 29º edição). Passou de apenas uma tarde de domingo para quatro dias[20].

Religião editar

O Cristianismo se faz presente no distrito da seguinte forma:[21]

Igreja Católica editar

Igrejas Evangélicas editar

Ver também editar

Referências

  1. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  2. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  3. «:: Arquivo Público do Estado de São Paulo :: Acervo :: Repositório Digital :: Núcleos Coloniais ::». www.arquivoestado.sp.gov.br. Consultado em 2 de janeiro de 2022 
  4. «RELAÇÃO DAS COLÔNIAS, NÚCLEOS COLONIAIS E COLÔNIAS MILITARES DO ESTADO DE S. PAULO» (PDF). historia_demografica.tripod.com. Consultado em 2 de janeiro de 2022 
  5. «Tujuguaba -- Estações Ferroviárias do estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 2 de janeiro de 2022 
  6. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  7. NAVARRO, E. A. Método Moderno de Tupi Antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p.287
  8. «Divisão judiciária e administrativa do Estado de São Paulo em 1937 - publicação: 1938». bibliotecadigital.seade.gov.br. Consultado em 23 de março de 2022 
  9. «Relação dos processos de emancipação de 1981 na Comissão de Assuntos Municipais» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  10. «Lei n° 3.198, de 23/12/1981». www.al.sp.gov.br. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  11. «IBGE | Censo 2010 | Sinopse por Setores». censo2010.ibge.gov.br. Consultado em 3 de abril de 2021 
  12. «Organização do território | IBGE». www.ibge.gov.br. Consultado em 3 de abril de 2021 
  13. «DER/SP: Mapas» (PDF). www.der.sp.gov.br. Consultado em 16 de novembro de 2023 
  14. «Portal do Extrajudicial - Endereços das Unidades». extrajudicial.tjsp.jus.br. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  15. «Endereços Cartórios». ANOREG/SP. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  16. «Municípios e Saneamento». IAS - Instituto Água e Saneamento. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  17. «Elektro - Cidades Atendidas». www.neoenergiaelektro.com.br. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  18. «Arsesp - Mapa de Concessionárias». www.arsesp.sp.gov.br. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  19. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  20. a b «Festa do peão de Tujuguaba». web.archive.org. 10 de agosto de 2013. Consultado em 15 de janeiro de 2022 
  21. O termo "cristão" (em grego Χριστιανός, transl Christianós) foi usado pela primeira vez para se referir aos discípulos de Jesus Cristo na cidade de Antioquia (Atos cap. 11, vers. 26), por volta de 44 d.C., significando "seguidores de Cristo". O primeiro registro do uso do termo "cristianismo" (em grego Χριστιανισμός, Christianismós) foi feito por Inácio de Antioquia, por volta do ano 100. Tyndale Bible Dictionary, pp. 266, 828
  22. «Diocese de Limeira». diocesedelimeira.org.br. Consultado em 21 de novembro de 2023 
  23. «Localidade - Congregação Cristã no Brasil». congregacaocristanobrasil.org.br. Consultado em 21 de novembro de 2023 

Ligações externas editar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Tujuguaba
  Este artigo sobre um distrito ou povoado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.