USS Akron
Dirigível
Descrição
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Goodyear-Zeppelin Corporation
Primeiro voo em 25 de setembro de 1931 (88 anos)
Introduzido em 27 de outubro de 1931
Aposentado em 4 de abril de 1933

O USS Akron (ZRS-4) foi um dirigível da Marinha dos Estados Unidos entre 1931 e 1933. Foi a primeira aeronave do mundo construída com o propósito que servir como nave-mãe, levando consigo aeronaves parasitas. O seu caça parasita era o Curtiss F9C Sparrowhawk, que podia ser lançado e recolhido em pleno voo. Com um comprimento de 239 metros, o Akron e o seu semelhante Macon estavam entre os maiores dirigíveis alguma vez construídos. Embora o LZ 129 Hindenburg e o LZ 130 Graf Zeppelin II fossem 5,5 metros mais compridos e mais volumosos, estas duas aeronaves alemãs eram enchidas com hidrogénio, enquanto os dois semelhantes americanos eram as maiores aeronaves enchidas com hélio.[1]

O Akron foi destruído durante uma tempestade de relâmpagos, na costa de Nova Jersey, na manhã de 4 de Abril de 1933, ceifando a vida a 73 dos 76 tripulantes e passageiros.[2] Este acidente está no top dos acidentes com dirigíveis que mais vidas ceifaram.

Referências

  1. «Airships U.S.S. Akron and U.S.S. Macon | Flying Aircraft Carriers of the US Navy». www.airships.net. Consultado em 11 de outubro de 2015 
  2. «Rigid Airships Photo Index: USS AKRON (ZRS-4)». www.navsource.org. Consultado em 11 de outubro de 2015