Abrir menu principal

US F1 Team foi uma equipe norte-americana que esteve inscrita para disputar a temporada de 2010 de Fórmula 1.[1] Devido a problemas financeiros para concluir o carro, a equipe desistiu da inscrição e acabou sendo banida da categoria.

Estados Unidos US F1 Team
Nome completo US F1 Team
Sede Charlotte, Estados Unidos
Alcañiz, Espanha
Fundador(es) Estados Unidos Peter Windsor
Estados Unidos Ken Anderson
Pessoal notável Estados Unidos John Anderson
Pilotos Prováveis:
Argentina José María López
Reino Unido James Rossiter
Chassis Type 1
Motor Cosworth
Campeã de construtores 0
Campeã de pilotos 0
Vitórias 0
Pole Position 0
Voltas rápidas 0
Pontos 0
Posição no último campeonato
(2010)
Inscrição retirada

HistóriaEditar

Os idealizadores da equipe foram o jornalista americano Peter Windsor e o engenheiro automobilístico Ken Anderson, responsáveis também pela equipe Haas CNC Racing da NASCAR.

A ideia inicial era criar uma equipe de Fórmula 1 apenas com pilotos americanos. Danica Patrick foi cogitata para integrar a equipe para a temporada de 2010.[2] Além de Danica, foi demonstrado o interesse no piloto Marco Andretti, da Indy. Também houve interesse em Scott Speed, que correu a temporada de 2006 e a metade da temporada de 2007 da F1 pela Scuderia Toro Rosso, bem como em Kyle Busch, piloto da NASCAR.[carece de fontes?]

Em 30 de outubro de 2009 a equipe chegou a anunciar que utilizaria as instalações do Motorland Aragon, na Espanha, como base pra testar e desenvolver o carro.[3]

No dia 25 de janeiro de 2010 a equipe anunciou o argentino José María López como um de seus pilotos para sua primeira temporada na Fórmula 1.[4] O britânico James Rossiter, ex-piloto de testes da Honda, assinou para ser companheiro de López no time - ele também negociava para correr na IndyCar, pela KV Racing Technology.

Contrariando as expectativas, a FIA anunciou no dia 3 de março de 2010 que recebeu um comunicado da equipe informando não poder competir na temporada 2010 devido a problemas financeiros.[5] Um dia antes, José María López rescindiu seu contrato[6].

Em junho de 2010 a equipe foi multada e banida de participar da Fórmula 1 por ter desistido de disputar a temporada. De acordo com o Conselho Mundial de Esporte a Motor, a USF1 infringiu o código esportivo da FIA.[7]

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.