Ulpiano Bezerra de Meneses

historiador e intelectual brasileiro

Ulpiano Toledo Bezerra de Meneses (Cunha, agosto de 1936) é um professor, museólogo, arqueólogo e historiador do Departamento de História na Universidade de São Paulo. É um dos mais importantes profissionais brasileiros da área da história, museologia e cultura material. É professor emérito da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Foi diretor do Museu Paulista da USP, entre 1989 e 1994, e do Museu de Arqueologia e Etnografia da USP (MAE), entre 1968 e 1978.[1][2][3]

Ulpiano Bezerra de Meneses
Nascimento agosto de 1936
Cunha
Alma mater
Ocupação professor, historiador, investigador
Prêmios
Empregador Universidade de São Paulo, Museu do Ipiranga, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Foi membro do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (CONDEPHAAT) e, desde 2005, faz parte do conselho do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).[1][2]

Atua na área de História Antiga, com foco em história da cultura, pintura helenística, urbanismo antigo. Também é ativo em áreas como cultura material e visual, patrimônio cultural, museus e museologia.[1]

CarreiraEditar

Meneses é doutor em Arqueologia Clássica pela Universidade de Sorbonne, na França. Na Universidade de São Paulo é titular aposentado da cadeira de História Antiga e docente no Programa de Pós-Graduação em História Social, no departamento de História da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Desde 2008, é professor emérito da instituição.[1][2]

É associado ao Instituto Real de Antropologia da Grã‑Bretanha e Irlanda.[2]

Chegou a participar dos comitês brasileiros do Conselho Internacional de Museus (ICOM) e do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS), ambos da UNESCO.[2]

PrêmiosEditar

Em 2002 foi premiado com a comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico.[1][2]

Em 2006 foi agraciado com a Medalha do Mérito Museológico, concedida pelo Conselho Federal de Museologia (COFEM) em reconhecimento às suas contribuições à Museologia, ao patrimônios e aos museus.[4]

Em 2018 recebeu a Medalha de Mérito Museológico “Waldisa Rússio Camargo Guarnieri” no 10º Encontro Paulista de Museus (10EPM), concedida pelo Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM).[5]

Referências

  1. a b c d e «Ulpiano Toledo Bezerra de Meneses | Departamento de História». historia.fflch.usp.br. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  2. a b c d e f Heymann, Luciana Quillet; Lacerda, Aline Lopes de (31 de março de 2011). «Entrevista com Ulpiano To ledo Bezerra de Meneses» (PDF). Est. Hist., vol. 24, nº 48. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  3. Cultural, Instituto Itaú. «Ulpiano Bezerra de Meneses». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  4. «Medalha do Mérito Museológico – Conselho Federal de Museologia» 
  5. «Ulpiano Bezerra de Meneses: receber a medalha é uma honra sem tamanho – SISEM SP» 

Precedido por
Mário Neme
Diretor(a) do Museu Paulista
1989 — 1994
Sucedido por
José Sebastião Witter
  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.