Abrir menu principal

Fundo das Nações Unidas para a Infância

(Redirecionado de Unicef)
Question book-4.svg
Esta secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde junho de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Small Flag of the United Nations ZP.svg Fundo das Nações Unidas para a Infância/
United Nations Children's Fund
Small Flag of the United Nations ZP.svg
Bandeira da ONU
Tipo Agência da ONU
Acrônimo UNICEF
Comando Henrietta Fore
Status Ativa
Fundação 11 de dezembro de 1946 (72 anos)
Sede Nova Iorque, Estados Unidos
Website Página do UNICEF
Origem Assembleia Geral das Nações Unidas

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (em inglês: United Nations Children's Fund - UNICEF) é um órgão das Nações Unidas que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças, ajudar a dar resposta às suas necessidades e contribuir para o seu desenvolvimento criando condições duradouras.

O UNICEF rege-se pela Convenção sobre os Direitos da Criança e trabalha para que esses direitos se convertam em princípios éticos permanentes e em códigos de conduta internacionais para as crianças.

Sua sede está localizada na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Objetivo e históriaEditar

O UNICEF tem como objetivo "promover os direitos e melhorar a vida de todas as crianças, em todas as situações".[1] Iniciou suas atividades em dezembro de 1946, como um fundo de emergência para ajudar as crianças de todo o mundo, que sofreram com as consequências da guerra, formado por um grupo de países reunidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Mas alguns anos depois, milhões de crianças de países pobres continuavam ameaçadas pela fome e pela doença. Em 1953, o UNICEF tornou-se uma instituição permanente de ajuda e proteção a crianças de todo o mundo. Está presente em 190 países e territórios. Trabalha com os governos nacionais e organizações locais em programas de desenvolvimento a longo prazo nos setores da saúde, educação, nutrição, água e saneamento e também em situações de emergência, ajudar a dar resposta às suas necessidades básicas e contribuir para o seu pleno desenvolvimento.

Em paralelo o UNICEF, apoia projetos concretos desenvolvidos por organizações não governamentais ou governamentais que oferecem soluções locais ao problema. São projetos de atendimento direto a crianças e adolescentes em todas as regiões do mundo. As iniciativas que conseguiram criar metodologias inovadoras e eficientes para tratar o problema são divulgadas e inspiram outras instituições e projetos.

AtividadesEditar

O UNICEF trabalha em mais de 190 países e territórios para salvar a vida de crianças, defender seus direitos e ajudá-las a realizar seu potencial, desde a infância até a adolescência.

O UNICEF promove mudanças para crianças e jovens todos os dias, em todo o mundo, das seguintes formas:[2]

  • Proteção e inclusão infantil: o UNICEF trabalha com parceiros em todo o mundo para promover políticas e expandir o acesso a serviços que protejam todas as crianças.
  • Sobrevivência infantil: o UNICEF ajudou a reduzir a mortalidade infantil em todo o mundo, trabalhando para alcançar as crianças mais vulneráveis, em todos os lugares.
  • Educação: o UNICEF trabalha em todo o mundo para apoiar a aprendizagem de qualidade para cada menina e menino, especialmente aqueles em maior risco de ser deixados para trás.
  • UNICEF em situações de emergência: o UNICEF está nos locais antes, durante e após as emergências, trabalhando para alcançar crianças e famílias com ajuda vital e assistência a longo prazo.
  • Gênero: o UNICEF trabalha em todo o mundo para capacitar meninas e mulheres, e para garantir a sua plena participação nos sistemas político, social e econômico.
  • Inovação para crianças: o UNICEF trabalha com parceiros em todos os setores para criar em conjunto soluções inovadoras que acelerem o progresso para crianças e jovens.
  • Abastecimento e logística: O UNICEF oferece acesso sustentável a suprimentos que salvam vidas onde eles são mais necessários, acelerando os resultados para as crianças mais vulneráveis.
  • Pesquisa e análise: os programas e iniciativas globais do UNICEF são fundamentados em pesquisa rigorosa e análise criteriosa sobre a situação das crianças.

MissãoEditar

 
Lionel Messi do clube de futebol Barcelona FC com o logo do UNICEF

O UNICEF promove os direitos e o bem-estar de crianças e adolescentes em tudo o que faz. Trabalha nos lugares mais difíceis, para alcançar as meninas e os meninos mais desfavorecidos do mundo.[3]


O UNICEF recebeu da Assembleia Geral das Nações Unidas o mandato de fazer gestões pela proteção dos direitos das crianças, ajudando-as a satisfazer suas necessidades básicas e a expandir suas oportunidades de pleno desenvolvimento.

O UNICEF orienta sua conduta a partir do texto da Convenção sobre os Direitos da Criança e luta para que os direitos da criança sejam reconhecidos como princípios éticos permanentes e padrões de comportamento no que se refere à criança.

O UNICEF insiste em que a sobrevivência, proteção e desenvolvimento das crianças são imperativos universais para o desenvolvimento, indispensáveis ao progresso humano.

O UNICEF mobiliza vontade política e recursos materiais para auxiliar os países, especialmente aqueles em desenvolvimento, a garantir prioridade absoluta à criança e a construir uma estrutura para a formulação de políticas apropriadas e oferta de serviços para todas as crianças e suas famílias.

O UNICEF dedica-se a assegurar proteção especial às crianças menos favorecidas, vítimas de guerra, desastres, pobreza extrema e de todas as formas de violência e exploração, como também àquelas com deficiências.

O UNICEF atua, em situações de emergência, visando à proteção dos direitos da criança. Em coordenação com parceiros das Nações Unidas e agências humanitárias, o UNICEF coloca à disposição de suas contrapartes sua capacidade de rápida ação, para aliviar o sofrimento das crianças e de seus responsáveis.

O UNICEF é apartidário, e sua cooperação é isenta de discriminação. Em todas as suas ações, é garantida prioridade às crianças menos favorecidas e aos países mais necessitados.

O UNICEF visa, por meio de seus Programas de Cooperação com os países, promover a igualdade de direitos das mulheres e das meninas e apoiar sua plena participação no desenvolvimento político, social e econômico de suas comunidades.

O UNICEF trabalha com todos os seus parceiros para atingir a meta do desenvolvimento humano sustentável, adotada pela comunidade mundial, assim como para concretizar a visão de paz e progresso social, contida na Carta das Nações Unidas.

***

Os programas do UNICEF dependem integralmente de contribuições voluntárias. Todas as parcerias se caracterizam respeito mútuo e pelo reforço das potencialidades de cada uma das organizações.

No BrasilEditar

O UNICEF está presente no Brasil desde 1950, apoiando as mais importantes transformações na área da infância e da adolescência no País. Participou das grandes campanhas de imunização e aleitamento materno; da mobilização que resultou na aprovação do artigo 227 da Constituição Federal e na elaboração do Estatuto da Criança e do Adolescente; do movimento pelo acesso universal à educação; dos programas de enfrentamento ao trabalho infantil; entre outros grandes avanços para a garantia dos direitos de meninas e meninos brasileiros.

Em seu programa de cooperação com o governo brasileiro para o período de 2017 a 2021, o UNICEF concentra seus esforços nas meninas e meninos mais vulneráveis e excluídos, com foco especial nas crianças e nos adolescentes que são vítimas de formas extremas de violência. O UNICEF chega a quase 2.000 municípios da Amazônia e do Semiárido e a 17 capitais estaduais, por meio do Selo UNICEF e da Plataforma dos Centros Urbanos.

O UNICEF conta com o apoio de inúmeros parceiros, bem como de seus apoiadores e doadores individuais e corporativos, para executar um programa de país inovador, que combina ações de saúde, educação, proteção e participação social dirigidas aos mais vulneráveis e excluídos.

Referências

Ligações externasEditar