Abrir menu principal
Itajaí
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Operador Armada Imperial Brasileira
Fabricante Inglaterra
Homônimo Itajaí
Lançamento 1857
Comissionamento 1858
Descomissionamento 1873
Características gerais
Tipo de navio Canhoneira
Classe Vapor Mearim
Deslocamento 400 t (882 000 lb)
Comprimento 45,72 m (150 ft)
Boca 7,01 m (23,0 ft)
Pontal 2,28 m (7,48 ft)
Propulsão máquina a vapor de 100 hp (74,6 kW)
Armamento 4 peças de calibre 32 e 2 peças de calibre 68, em rodizio.
Tripulação 101 (?)

O Vapor Itajaí foi um navio de guerra do tipo canhoneira que serviu a Armada Imperial Brasileira, construído na Inglaterra e sendo incorporado em 1858. Participou da Guerra do Paraguai.

Índice

HistóricoEditar

ConstruçãoEditar

A canhoneira a vapor Itajaí foi construída na Inglaterra, tendo seu lançamento ocorrido em 1857. A construção esteve sob supervisão do Almirante Tamandaré e após testes foi incorporada a armada em maio de 1858. Recebeu o nome Itajaí em homenagem a cidade portuária de Itajaí na província de Santa Catarina. Seu primeiro comandante foi o tenente Inácio Joaquim da Fonseca.[1]

ServiçoEditar

Parte para o Brasil em 9 de maio de 1858 passando por Portugal no dia 17 em Lisboa para as festividades da chegada da rainha Dona Estefânia. Após 37 dias de viagem chega ao país em 14 de junho atracando em Recife. No dia 1º de julho chega ao Rio de Janeiro acompanhado dos navios de sua classe Mearim, Ibicuí e Tietê. Durante a Guerra do Paraguai o Itajái participou de algumas batalhas incluindo a Batalha de Paso de Mercedes em 1865.[1] Permaneceu na ativa até 1873.[2]

Referências

  1. a b «NGB - Canhoneira Itajaí». www.naval.com.br. Consultado em 3 de dezembro de 2018 
  2. Moitrel 2010, p. 136.

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.