Vassili Aleksandrovitch

Vassíli Aleksándrovitch da Rússia (Palácio de Gatchina, São Petersburgo.7 de julho de 190723 de junho de 1989) foi um membro da família imperial russa.

Vassili Aleksandrovitch
Príncipe da Rússia
Prince Vasily of Russia.JPG
Príncipe Vassili Aleksandrovitch em 1922
Consorte Natália Aleksandrovna Golitzin
Casa Romanov
Nascimento 7 de julho de 1907
  São Petersburgo,Flag of Russia.svg Império Russo
Morte 23 de junho de 1989 (81 anos)
  Woodside (Califórnia), Flag of the United States.svg Estados Unidos
Enterro Serbian Cemetery, Colma, Califórnia, Flag of the United States.svg Estados Unidos
Filho(s) Nádia Romanova
Pai Alexandre Mikhailovich
Mãe Xenia Alexandrovna

BiografiaEditar

Era filho do grão-duque Alexandre Mikhailovich e da sua esposa, a grã-duquesa Xenia Alexandrovna (1875-1960). Os seus pais eram primos em segundo grau, o que tornava Vassíli um bisneto do czar Nicolau I (pelo lado do pai) e também um neto do czar Alexandre III (pelo lado da mãe). Além disso era também sobrinho do czar Nicolau II, visto que a sua mãe era irmã mais nova dele.

Quando o seu tio Nicolau II abdicou do trono em março de 1917, a sua avó juntou um grande número de parentes (incluindo Vassíli, os seus pais e irmãos) na Crimeia. Em 1918, muitos deles foram presos perto de Ialta, mas um mês depois foram libertados por tropas alemãs após a assinatura do tratado de Brest-Litovsk. Em 1919, o príncipe e os seus familiares foram libertados por um barco bélito enviado pelo rei Jorge V do Reino Unido e foram enviados para Malta onde permaneceram por nove meses.

Vida após o exílioEditar

Durante os seus primeiros anos de exílio, o príncipe Vassíli viveu em Inglaterra com a mãe. No final dos anos 20, emigrou para os Estados Unidos onde passou o resto da vida. Vassíli ganhou a vida saltando de emprego em emprego, chegando a estafeta, operário num estaleiro naval, corretor de bolsa e criador de galinhas.

Em 1980, o príncipe Vassíli foi nomeado presidente da Associação da Família Romanov, sucedendo ao seu irmão Dmitri.

Faleceu em 24 de junho de 1989. Encontra-se sepultado em Serbian Cemetery, Colma, Condado de San Mateo, Califórnia nos Estados Unidos.[1]

Casamento e descendênciaEditar

Vassíli casou-se em Nova Iorque no dia 31 de julho de 1931 com a princesa Natália Galitzine (1907-1989). O casal viveu na Califórnia a maior parte das suas vidas. Tiveram uma filha:

  • Marina Romanov (nascida em São Francisco a 22 de maio de 1940); casada em Woodside (Califórnia) no dia 8 de janeiro de 1967 com William Beadleston. O casal acabou por se divorciar. Eles tiveram quatro filhos.

Referências