Veríssimo de Lencastre

Veríssimo de Lencastre
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo de Braga

Título

Primaz das Espanhas
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Braga
Nomeação 22 de dezembro de 1670
Predecessor Pedro de Lencastre
Sucessor Luís de Sousa
Mandato 1670 - 1677
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 22 de dezembro de 1670
Ordenação episcopal junho de 1671
por Dom Francesco Ravizza
Nomeado Patriarca 22 de dezembro de 1670
Cardinalato
Criação 2 de setembro de 1686
por Papa Inocêncio XI
Brasão
Coat of arms of Veríssimo de Lencastre.svg
Dados pessoais
Nascimento Flag of Portugal (1750).svg Lisboa
15 de novembro de 1615
Morte Flag of Portugal (1830).svg Lisboa
12 de dezembro de 1692 (77 anos)
Progenitores Mãe: D. Filipa de Vilhena
Pai: Francisco Luís de Lencastre
Sepultado Igreja de São Pedro em Alcântara
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Veríssimo de Lencastre[1] (Lisboa, 1615 - Lisboa, 1692), o Cardeal de Lencastre, foi um cardeal português, arcebispo de Braga, Primaz das Espanhas e inquisidor.

BiografiaEditar

Dom Veríssimo era filho de Francisco Luís de Lencastre e de D. Filipa de Vilhena (a qual armou os seus filhos cavaleiros, segundo se diz, na madrugada do dia da restauração da independência em 1 de Dezembro de 1640). Estudou na Universidade de Coimbra, onde licenciou-se e doutorou-se em utroque iure, direito canônico e civil.

Após a ordenação presbiterial, em data desconhecida, em 1653 foi nomeado inquisidor em Évora e em 1660, em Lisboa. Eleito arcebispo de Braga em 22 de dezembro de 1670, recebeu o Pálio em 23 de fevereiro de 1671. Foi consagrado depois de 24 de maio e antes de 26 de julho de 1671. Inquisidor-geral de Portugal e Açores entre 28 de novembro de 1676 e 27 de maio de 1679 quando foi suspenso do cargo, ele sucedeu seu irmão Pedro. Demitiu-se do governo da arquidiocese em 8 de fevereiro de 1677. A suspensão foi anulada e ele foi restabelecido no posto de Inquisidor, em 22 de agosto de 1681.

Foi promovido ao cardinalato, a pedido do príncipe de Portugal, Pedro. Foi criado cardeal-presbítero no consistório de 2 de setembro de 1686, com um breve apostólico de 7 de setembro de 1686, o papa enviou-lhe o galero, nunca foi a Roma para receber o galero e o título.

Morreu em 12 de dezembro de 1692 e encontra-se enterrado na Capela Lencastre, na Igreja de São Pedro em Alcântara.

ConclavesEditar

Referências

  1. Também chamado de Alencastro ou Lancastre.

Ligações externasEditar


Precedido por
Pedro de Lencastre
 
Arcebispo Primaz de Braga

1670 - 1677
Sucedido por
Luís de Sousa
  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.