Vila Nova (Porto Alegre)

bairro do Porto Alegre
Vila Nova
  Bairro do Brasil  
Vila Nova Porto Alegre.JPG
Localização
Município Porto Alegre
Características geográficas
Área total 1.031 hectares
População total 33,145 hab (2 000)
15,773 homens
17,372 mulheres hab.
Densidade 32 hab/ha hab./km²
Outras informações
Taxa de crescimento (+) 1,4% (de 1991 a 2000)
Domicílios 9.953
Rendimento médio mensal 5,35 salários mínimos
Fonte: Não disponível

Vila Nova é um bairro localizado na zona sul da cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Foi criado pela Lei 2022 de 7 de dezembro de 1959.

Histórico[1]Editar

O bairro foi povoado por imigrantes italianos que começaram a chegar em 1893. Antigamente a região chamava-se Colônia Vila Nova d'Itália. Os lotes de terra eram vendidos aos imigrantes, ao contrário das terras de outras cidades na Serra Gaúcha. Os italianos cultivaram a uva e outras frutas e, desde muitos anos, realiza-se a Festa do Pêssego em Vila Nova.

Enfrentando as dificuldades de ocupação de um terreno com mata virgem, o esforço da comunidade propiciou a criação de diversas instituições: uma escola em 1897 que, mais tarde, seria a Escola Estadual Alberto Torres; a construção, em 1906, da capela que originaria a Paróquia São José de Vila Nova; a fundação, em 1911, de uma cooperativa agrícola e uma caixa de crédito rural, que vieram transformar a região e expandir os negócios dos pequenos agricultores da Vila.

Características atuaisEditar

Atualmente, o bairro caracteriza-se como residencial e ainda conserva características rurais, como as chácaras ainda existentes e as tradicionais festas realizadas na Paróquia de São José de Vila Nova.[2]

A Vila Nova é, nas últimas décadas, um dos bairros preferidos para a construção de condomínios fechados de luxo, devido à sua natureza exuberante e aos terrenos razoavelmente baratos. Ao mesmo tempo que tem condomínios de luxo, a Vila Nova também é o bairro escolhido pela prefeitura de Porto Alegre para a construção de casas populares, com a finalidade de abrigar as famílias de baixa renda, muitas saídas de favelas.

A Festa do Pêssego, realizada anualmente, atrai milhares de visitantes ao bairro.[3]

Limites atuaisEditar

Estrada da Cavalhada, da esquina da Estrada João Vedana. Segue pela Avenida da Cavalhada até encontrar a Avenida Eduardo Prado ; desta, até a Rua Atílio Superti, desta até a Rua Pedro Rodrigues Bittencourt até seu fim. Daí por uma linha imaginária segue até encontrar a Rua Rio Grande, desta até a Estrada Cristiano Kraemer, desta até encontrar o Arroio Capivara, segue por este Arroio até a Estrada das Três Meninas; e, por esta, até a rua Florestan Fernandes, desta até a Estrada Kanazawa, por está até a Estrada Belém Velho; deste ponto, por uma linha imaginária, seca e reta, em direção sul/norte, até encontrar o entroncamento da Rua Santuário e Estrada das Furnas; daí, por uma linha imaginária até encontrar a estrada Aracaju, desta segue até a Avenida Vicente Monteggia, segue por está até a Estrada João Vedana.[4]

Lei dos limites de bairros- proposta 2015-2016Editar

No fim do ano de 2015, as propostas com as emendas foram aprovadas pela câmara de vereadores de Porto Alegre. Em relação aos limites atuais, há algumas alterações. A região entre o Arroio Capivara, Estrada Jorge Pereira Nunes, Rua Granja Bela Vista, Estrada Costa Gama e Estrada das Três Meninas foram anexados dentro dos limites do bairro. O Morro Agudo também foi anexado ao bairro. [5][6]

Moradores ilustresEditar

Referências

Referências bibliográficasEditar

  • FRANCO, Sérgio da Costa. Porto Alegre: guia histórico. Porto Alegre: Ed. da Universidade/UFRGS, 1992
  • MALMANN, Ana Maria Monteggi. Vila Nova. Porto Alegre: Unidade Editorial da Secretaria Municipal da Cultura, 1996

Ligações externasEditar