Abrir menu principal
Virgin EMI Records
Empresa detentora Universal Music Group
Fundação 2013
Gênero(s) Vários
País de origem  Reino Unido
Localização Londres, Inglaterra
Página oficial www.virginemirecords.com

Virgin EMI Records (Virgin EMI) é uma gravadora com sede em Londres, Reino Unido, e uma divisão da Universal Music Group. Foi fundada em março de 2013 através uma fusão das filiais britânicas da Mercury Records e da Island Records e da Virgin Records. Ela opera duas vertentes distintas de A&R e marketing, Virgin e EMI Records.

Seu logo é uma adaptação atualizada dos logos do Grupo Virgin e da gravadora EMI - por acordo entre Virgin & Vivendi - e Sir Richard Branson discutiu a formação desta nova gravadora com Lucian Grainge, CEO da Universal Music International, e está trabalhando nela em suas horas livres com o objetivo de administra-la como uma gravadora semi-independente - uma entidade sui generis. De fato, Virgin EMI é um empreendimento conjunto de Branson e do Virgin Group com UMG & Vivendi.

Os artistas da Virgin EMI incluem Katy Perry, 30 Seconds to Mars, Justin Bieber, Jake Bugg, Chase & Status, Elton John, Rihanna, Emeli Sandé, Taylor Swift, Paul McCartney, U2, Bon Jovi, Cage the Elephant, Willie Nelson, Massive Attack, Alice In Chains, Kanye West, Metallica, Black Sabbath e Florence and the Machine.

Além disso, Mike Oldfield,[1] cujo clássico álbum Tubular Bells ajudou a lançar a primeira encarnação da Virgin Records, teve toda a discografia relançada pela Virgin EMI, já que estava sob contrato com a Mercury. Seus novos trabalhos também serão lançados pela nova gravadora.

Virgin EMI também detém o catálogo da banda Queen, bem como dos álbuns solos dos integrantes Freddie Mercury, Roger Taylor e Brian May.

A Virgin EMI distribuirá os lançamentos do Island Def Jam Music Group no Reino Unido, o que antes era feito pela Mercury Records.

Referências

  1. «Universal Music launches Virgin EMI Records». BBC News. 18 de março de 2013. Consultado em 6 de abril de 2013