Abrir menu principal
Viridis Visconti
Retrato por Antoni Boys do século XVI, localizado no Museu de História da Arte em Viena.
Duquesa consorte da Áustria, Estíria e Caríntia
Condessa consorte de Tirol
Reinado 27 de julho de 13659 de setembro de 1379
 
Cônjuge Leopoldo III, Duque da Áustria
Casa Visconti (por nascimento)
Habsburgo (por casamento)
Nascimento 1352
  Milão, Itália
Morte antes de 11 de março de 1414 (62 anos) ou (61 anos)
Enterro Sittich, Carníola (atualmente em Baixa Carníola, Eslovênia)
Pai Barnabé Visconti
Mãe Beatriz Regina de Scala

Viridis Visconti, também conhecida como Verde Visconti (Milão, 1352 — antes de 11 de março de 1414) foi duquesa consorte de Áustria, Estíria e Caríntia e condessa de Tirol como esposa de Leopoldo III, Duque da Áustria.

FamíliaEditar

Seus pais eram Barnabé Visconti, Senhor de Milão e Beatriz Regina de Scala.

Viridis teve 16 irmãos por parte de pai e mãe, além de diversos outros meio-irmãos por parte de pai. Algumas de suas irmãs legítimas incluíam: Tadeia Visconti, duquesa consorte de Baviera-Ingolstádio e mãe de Isabel da Baviera, Rainha de França; Valentina Visconti, rainha consorte de Chipre e rainha titular de Jerusalém por seu casamento com Pedro II de Chipre; Inês Visconti, esposa de Francisco I Gonzaga, Senhor de Mântua, foi executada por suposto adultério; Madalena Visconti, casada com Frederico de Baviera-Landshut, sendo duquesa consorte de Baviera-Landshut; Lúcia Visconti, antes de seu casamento com Edmundo Holando de Kent, foi considerada como noiva para Henrique Bolingbroke, o futuro rei Henrique IV de Inglaterra.

Seus avós paternos eram Estêvão Visconti, governante de Milão e Valentina Doria, e seus avós maternos eram Mastino II della Scala, Senhor de Verona, Vicenza e Pádua, e Tadeia da Carrara.

Seu pai, um déspota, em guerra contra o Papado, foi desposto em 1385 pelo seu sobrinho, João Galeácio Visconti, e aprisionado no Castelo de Trezzo sull'Adda, onde morreu envenenado, em 18 de setembro de 1385.[1]

BiografiaEditar

Aos treze anos de idade a jovem se casou com o duque Leopoldo III, em Milão, na data de 23 de fevereiro de 1365, então com quatorze. Ele era filho de Alberto II da Áustria e de Joana de Pfirt.

Se tornou duquesa em 27 de julho de 1365, e após 19 de março de 1366, dividiu seu título com a cunhada, Isabel da Boêmia, esposa de Alberto III da Áustria, até 4 de setembro de 1373, quando ela morreu. Depois, em 1375, também governou como duquesa junto a nova esposa de Alberto, Beatriz de Nuremberga.

Em 1379, deixou de ser duquesa da Áustria, em consequência do Tratado de Neuburgo, nos quais as terras foram divididas entre seu marido e o irmão, Alberto III. Leopoldo ficou com a Áustria Anterior, além de outros domínios já incorporados (Estíria, Caríntia e Carníola), e Alberto ficou com a Alta Áustria e Baixa Áustria.[2]

Leopoldo morreu lutando contra a Antiga Confederação Helvética, na Batalha de Sempach, em 9 de julho de 1386, numa tentativa de expandir seus territórios na Suíça e na Suábia.

Viridis veio a falecer muitos anos depois, em 1414.

DescendênciaEditar

AncestraisEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Viridis Visconti

Referências

  1. Tuchman, Barbara (1978). A Distant Mirror: The Calamitous 14th Century. [S.l.]: Random House Publishing Group. pp. 436 a 438 
  2. Beller, Steven (2006). A Concise History of Austria. [S.l.]: Cambridge University Oress. 31 páginas