Abrir menu principal
Dilma Rousseff, presidente do Brasil, em visita oficial à Argentina, com a presidente Cristina Kirchner, em janeiro de 2011.

Visita de Estado, ou visita oficial, é uma viagem formal de um chefe de Estado ou de governo a um país estrangeiro, a convite do chefe de Estado deste país.[1][2] É a mais alta forma de contato diplomático entre duas nações, simbolizando um reforço em suas relações.[3] O encontro entre mais de dois países é comumente denominado de cimeira, enquanto a visita de um Papa é chamada viagem apostólica.[4][5]

CaracterísticasEditar

Alguns tipos de cerimônias ocorrem para receber um chefe de Estado estrangeiro, como:[6][7]

  • Revista às tropas, com execução do hino nacional de ambos os países;
  • Salva de tiros;
  • Jantares oficiais;
  • Visita ao parlamento do país;
  • Visita a locais de grande relevância nacional, como templos, tumbas e monumentos.

Ver tambémEditar

 Ver também a categoria: Visitas de Estado

Referências

  1. «Visita de Estado vs. visita oficial: Qual é a diferença?». ShareAmerica. 25 de abril de 2018. Consultado em 10 de julho de 2019 
  2. «What is a state visit?». BBC. 3 de junho de 2019. Consultado em 10 de julho de 2019 
  3. James Landale (31 de janeiro de 2017). «The politics behind the pomp of state visits». BBC. Consultado em 10 de julho de 2019 
  4. «summit». Cambridge Dictionary. Consultado em 10 de julho de 2019 
  5. «APOSTOLIC JOURNEY OF HIS HOLINESS JOHN PAUL II TO CANADA». Vaticano. 2002. Consultado em 10 de julho de 2019 
  6. «Manual de Visitas de Autoridades Estrangeiras ao Brasil» (PDF). Ministério das Relações Exteriores do Brasil. Consultado em 10 de julho de 2019 
  7. Laura Folgueira (4 de julho de 2018). «Como é o cerimonial para a visita de um chefe de Estado?». Super Interessante. Consultado em 10 de julho de 2019