Abrir menu principal
Walter Maierovitch
Nascimento 1949 (70 anos)
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Jurista

Wálter Fanganiello Maierovitch ou simplesmente Wálter Maierovitch é um jurista e professor brasileiro. Atualmente comenta no quadro Justiça e Cidadania na Rádio CBN.[1][2]

BiografiaEditar

Durante sua carreira de magistrado, foi desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e presidente e fundador do Instituto Brasileiro Giovanni Falcone de Ciências Criminais. É professor de pós-graduação em direito penal e processual penal, além de professor-visitante da Universidade de Georgetown (Washington-EUA).[3]

É conselheiro da Associação Brasileira dos Constitucionalistas-Instituto Pimenta Bueno da Universidade de São Paulo (USP), ex-secretário nacional antidrogas da Presidência da República, titular da cadeira 28 da Academia Paulista de História e um dos principais estudiosos brasileiros sobre o crime organizado. Quando era juiz, nos anos 1990, foi o primeiro não-italiano condecorado pelo governo da Itália pela sua atuação no combate à máfia.[4]

Maierovitch que é um estudioso da operação italiana Mãos Limpas, se posiciona a favor das delações premiadas e da Operação Lava Jato.[5][6]

PublicaçõesEditar

  • Na linha de frente pela Cidadania, 2008, editora Michael
  • Política criminal, 1993, editora Usina

Referências

  1. «Wálter Maierovitch Justiça e Cidadania». CBN. Globo.com. Consultado em 12 de outubro de 2017 
  2. «WÁLTER MAIEROVITCH». CBN. Globo.com 
  3. «Wálter Maierovitch – Jurista». Biografia. Consultado em 12 de outubro de 2017 
  4. «"O PCC hoje é uma pré-máfia"». El País. Consultado em 12 de outubro de 2017 
  5. Gil Alessi (1 de março de 2017). «Delatores da Lava Jato: penas menores do que o previsto e patrimônio mantido». El Pais. Consultado em 12 de outubro de 2017 
  6. «Revista PODER entrevista o renomado jurista Wálter Maierovitch». Glamurama. Uol. Consultado em 12 de outubro de 2017 

Ligações externasEditar