Abrir menu principal

What's Up, Doc?

filme de 1972 dirigido por Peter Bogdanovich
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
What's Up, Doc?
Que se Passa, Doutor? (PRT)
Essa Pequena é uma Parada (BRA)
 Estados Unidos
1972 •  cor •  94 min 
Direção Peter Bogdanovich
Roteiro Peter Bogdanovich
Buck Henry
David Newman
Robert Benton
Elenco Barbra Streisand
Ryan O'Neal
Madeline Kahn
Kenneth Mars
Randy Quaid
Género comédia maluca
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

What's Up, Doc?, ou Essa Pequena é uma Parada no Brasil, é um filme de 1972 estrelado pela atriz e cantora Barbra Streisand e dirigido e idealizado por Peter Bogdanovich.

SinopseEditar

O musicólogo Howard Bannister (Ryan O'Neal) viaja até São Francisco com a noiva, Eunice Burns (Madeline Kahn), para tentar obter uma bolsa de 20 mil dólares oferecida por Frederick Larrabee (Austin Pendleton). Porém suas chances parecem diminuir bruscamente, quando encontra a jovem Judy Maxwell (Barbra Streisand), que transforma em caos qualquer lugar que passa. Além disso há um caso de uma bagagem trocada, que provoca mais confusão com o sumiço de documentos secretos e jóias.

ElencoEditar

  • Barbra Streisand - Judy Maxwell
  • Ryan O'Neal - Howard Bannister
  • Madeline Kahn - Eunice Burns
  • Kenneth Mars - Hugh Simon
  • Austin Pendleton - Frederick Larrabee
  • Michael Murphy - Sr. Smith
  • Philip Roth - Sr. Jones
  • Sorrell Booke - Harry
  • Stefan Gierasch - Fritz
  • Mabel Albertson - Sra. Van Hoskins
  • Liam Dunn - Juiz Maxwell
  • John Hillerman - Kaltenborn
  • George Morfogen as Rudy
  • Graham Jarvis - Bailiff
  • Randy Quaid - Professor Hosquith
  • M. Emmet Walsh - Oficial

CuriosidadesEditar

  • What's Up, Doc? é a expressão usada pelo personagem de desenho animado 'Pernalonga'. Ao ser traduziada para o Português falado no Brasil, ela ficou "O que que há, velhinho?". Porém, na primeira dublagem do filme, quando este passou na TV brasileira, essa referência foi ignorada e a frase dita no filme passou para uma versão mais literal do original inglês.
  • Um dublê foi usado no lugar de Barbra Streisand em suas longas cenas na bicicleta.
  • A cena final do filme faz referência a uma famosa frase do filme Love Story - Uma História de Amor, de 1970: "Amor significa nunca ter que dizer que você está arrependido". Trata-se de um famoso filme protagonizado pelo ator Ryan O'Neal, também presente nesse filme. Incluse, para satirizar a frase, o personagem de O'Neal (Howard) reage quando Judy diz a frase a ele, respondendo, impassível : "Essa é a coisa mais tola que eu já ouvi."
  • Este é o 1º de dois filmes em que os atores Ryan O'Neal e Barbra Streisand atuaram juntos. O posterior foi The Main Event (em português, "Negócios Com Mulher Nunca Mais") em 1979.
  • É o 1º de dois filmes de Ryan O'Neal e o diretor Peter Bogdanovich trabalham juntos. Eles estariam juntos novamente em Lua de Papel, em 1974.
  • Primeiro papel de destaque da atriz Madeline Kahn.
  • Barbra Streisand voltaria a atuar junto com Austin Pendleton no filme O Espelho Têm Duas Faces, de 1996, sendo este filme dirigido e produzido pela própria Barbra.
  • Também é o 1º de três filmes que Madeline Kahn trabalha com o diretor Peter Bogdanovich. Eles voltariam a trabalhar juntos em Lua de Papel (em 1974, pelo qual Madeline foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante) e Amor, Eterno Amor (em 1975).

CríticasEditar

O filme possui 91% de aprovação dos críticos e 86% de aprovação do público no site Rotten Tomatoes.[1]

  Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. «Rotten Tomatoes - What's Up, Doc?» (em inglês). Consultado em 23 de outubro de 2013