Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wilson Barros
Nascimento 1948
São Paulo
Morte 26 de setembro de 1992 (44 anos)
São Paulo
Cidadania Brasil
Alma mater Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo
Ocupação diretor de cinema
Causa da morte morte por AIDS

Wilson Barros (São Paulo, 1948 — São Paulo, 26 de setembro de 1992) foi um diretor de cinema brasileiro.

BiografiaEditar

Fez curso de cinema na Escola de Comunicações e Artes da USP (ECA) e, antes de se tornar diretor, foi professor de roteiro e direção na mesma escola. Fez parte de uma geração de grandes nomes do cinema paulista, como Guilherme de Almeida Prado, André Klotzel, Chico Botelho e José Antônio Garcia.

Estudou também na Universidade de Nova Iorque, e realizou em 1987 o longa-metragem Anjos da Noite, que ganhou vários prêmios nos mais importantes festivais de cinema do Brasil, e foi apresentado em vários festivais no exterior. Conquistou em 1987 o Kikito de melhor diretor no Festival de Gramado, por Anjos da Noite.[1]

Wilson Barros morreu de complicações derivadas da aids.

Referências

  1. VALTRICK, Bruna (8 de maio de 2017). «Memória: Em /1987, o cinema brilha em Gramado». Pioneiro. Consultado em 25 de julho de 2019 
  Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.