Windows NT

sistema operativo
Windows
Versão do sistema operativo Windows NT
Logótipo
Produção Microsoft Corporation
Linguagem C, C++, assembly
Modelo Código fechado
Lançamento 27 de julho de 1993 (27 anos) (como Windows NT 3.1)
Versão estável Para Clientes - Windows 10 Versão 2004(10.0.19041), 27 de maio de 2020; há 6 meses

Para Servidores - Windows Server 2019 Versão 1909 (10.0.14393), setembro de 2019; há 14 meses

Mercado-alvo Doméstico e corporativo
Método de atualização Windows Update
Arquitetura(s) x86, x86-64, Alpha, MIPS, PowerPC, ARM e Itanium.
Núcleo Núcleo híbrido
Interface Gráfica (Metro UI / Windows Explorer), Windows Shell
Licença MS-EULA
Página oficial Microsoft Windows (em inglês, em português e em castelhano)., acessado pela última vez há 278 semanas e 3 dias
Estado de desenvolvimento
Corrente

Windows NT é uma família de sistemas operacionais produzidos pela Microsoft, a primeira versão da qual foi lançado em 27 de julho de 1993.

Os sistemas operacionais Windows NT[1] são projetados para usuários corporativos, servidores e workstations, inicialmente ao lado dos sistemas operacionais Windows 3.x e, posteriormente, do Windows 9x, destinados a usuários domésticos e automação de escritórios. Com o Windows XP, em 2001 a linha Windows NT também fica disponível para usuários domésticos.

A abreviação "NT" de "New Technology",[2] que a partir do Windows 2000, foi removida do nome do sistema e só está mantida na seqüência da versão do produto, no entanto, o Windows 2000 tem o slogan, Desenvolvido com a tecnologia NT, na tela Iniciar, e sua pasta de instalação padrão é C:\WINNT. [3]

NT foi a primeira versão puramente de 32 bits do Windows, enquanto suas contrapartes orientadas ao consumidor, Windows 3.1x e Windows 9x, eram híbridos de 16 bits/32 bits.

Ele é um sistema operacional multi-arquitetura, a ideia era ter uma base de código comum com uma camada de abstração de hardware (HAL) personalizada para cada plataforma.

Inicialmente, ele suportava várias arquiteturas de conjuntos de instruções, incluindo IA-32, MIPS e DEC Alpha; suporte para PowerPC, Itanium, x64 e ARM foram adicionados mais tarde. As versões mais recentes suportam x86 (mais especificamente IA-32 e x64) e ARM.

Os principais recursos da família Windows NT incluem Windows Shell, Windows API, native API, Active Directory, Group Policy, Hardware Abstraction Layer (HAL), NTFS, BitLocker, Windows Store, Windows Update e Hyper-V.

ArquiteturaEditar

Desde a sua criação, o Windows NT foi inspirado pela filosofia unix e difere fortemente dos sistemas baseados em MS-DOS: a configuração é multi-usuário, multi-processo (ou multitarefa), multiprocessador. O sistema de arquivos seguro, journaled NTFS gerencia adequadamente vários usuários, atribuindo a cada arquivo direitos de acesso específicos para cada usuário.[4]

KernelEditar

 
A arquitetura da família do sistema operacional Windows NT consiste em duas camadas (modo de usuário e modo kernel), com muitos módulos diferentes dentro dessas duas camadas.

O kernel do Windows NT é muitas vezes equivocadamente considerado micronúcleo, na verdade é híbrido. De fato, a definição de micronúcleo exige que apenas serviços essenciais devem residir no kernel, e todos os outros serviços do sistema operacional, incluindo gerenciamento de memória e I/O entrada/saída, devem funcionar no modo de usuário em espaços de memória separados.

No entanto, por razões de desempenho, quase nenhum sistema operacional tem um micronúcleo puro (a única exceção é Mach). No Windows NT, muitos serviços são implementados no modo kernel, incluindo o sistema de arquivos, o gerenciamento de memória e, começando pelo Windows NT 4, o gerenciamento de gráficos. Em termos de desempenho e segurança, isso é equivalente a núcleos monolíticos (como UNIX e Linux), mas permite maior flexibilidade.

O kernel do Windows NT foi o primeiro totalmente de 32bit do Windows, tem um agendador de tarefas preemptivo (ou seja, ele lida com a liberação antecipada do processo, permitindo que você liberte a CPU de um processo que vem se envolvendo com ele há muito tempo). Além disso, ao contrário do Windows 9x, o kernel é completamente reentrante, para o benefício do desempenho, na verdade, no Windows 9x, quando um aplicativo requer um serviço de sistema, que geralmente é de 16 bits e não-reentrante, o aplicativo engaja uma seção crítica global, efetivamente tornando o sistema monotarefa.

O Windows NT 3.1 apresentava um núcleo central que fornece uma API do sistema, em execução no modo supervisor (ring 0 em x86; referido no Windows NT como "modo kernel" em todas as plataformas), e um conjunto de ambientes de espaço para o usuário com suas próprias APIs que incluíam o novo ambiente Win32, um ambiente de modo de texto OS/2 1.3 e um ambiente POSIX.

A ampla compatibilidade de software foi alcançada com suporte para várias "personalidades" da API, incluindo API do Windows, POSIX, e OS/2 APIs – as duas últimas foram eliminadas gradualmente a partir do Windows XP. A compatibilidade parcial do MS-DOS foi alcançada através de uma Máquina Virtual DOS integrada – embora este recurso esteja sendo eliminado gradualmente na arquitetura x86-64. Listas de controle de acesso (ACL) por objeto suportado por objeto (arquivo, função e função) permitem que um rico conjunto de permissões de segurança seja aplicada a sistemas e serviços. O NT suportava protocolos de rede do Windows, herdando o gerenciador de rede LAN do OS/2, bem como a rede TCP/IP (para a qual a Microsoft implementaria uma pilha TCP/IP derivada inicialmente de uma pilha baseada em STREAMS da Spider Systems e, posteriormente, reescrita internamente).

A primeira GUI do Windows NT foi fortemente influenciada (e programáticamente compatível com) Windows 3.1x; A interface do Windows NT 4 foi redesenhada para coincidir com a do novo Windows 95, passando do Program Manager para o Windows shell design.

Windows NT e sua ligação com o VMS e OS/2Editar

 
Windows NT logo

A Microsoft decidiu criar um sistema operacional portátil, compatível com OS/2 e POSIX e suportando multiprocessamento, em outubro de 1988.[5] Quando o desenvolvimento começou em novembro de 1989, o Windows NT seria conhecido como OS/2 3.0,[6] a terceira versão do sistema operacional desenvolvido em conjunto pela Microsoft e IBM. Para garantir a portabilidade, o desenvolvimento inicial foi direcionado para o processador Intel i860XR RISC, mudando para o MIPS R3000 no final de 1989, e depois para o Intel i386 em 1990.[7]

A Microsoft também continuou o desenvolvimento paralelo do ambiente Windows baseado em DOS e menos exigente de recursos, resultando na liberação do Windows 3.0 em maio de 1990.

O Windows 3.0 foi finalmente tão bem sucedido que a Microsoft decidiu alterar a interface de programação de aplicativos API primária para o ainda não lançado NT OS/2 (como era então conhecido) de uma API estendida do OS/2 para uma API do Windows estendida. Essa decisão causou tensão entre a Microsoft e a IBM e a colaboração acabou desmoronando.

A IBM continuou o desenvolvimento do OS/2 sozinha, enquanto a Microsoft continuou o trabalho no recém-renomeado Windows NT.[8] Embora nenhum dos sistemas operacionais fosse imediatamente tão popular quanto os produtos MS-DOS ou Windows da Microsoft, o Windows NT eventualmente seria muito mais bem sucedido do que o OS/2.

A Microsoft contratou um grupo de desenvolvedores da Digital Equipment Corporation (DEC), liderados por Dave Cutler para construir o Windows NT, e muitos elementos do design refletem a experiência anterior da DEC com o VMS[9] de Cutler e o RSX-11, mas também um sistema operacional object-based inédito desenvolvido por Dave Cutler[10] para o DEC Prism.[11] A equipe foi acompanhada por membros selecionados da equipe dissolvida do OS/2, incluindo Moshe Dunie.[12]

O kernel VMS foi escrito no VAX Macro, mas o Windows NT foi projetado para ser executado em várias arquiteturas de conjuntos de instruções e várias plataformas de hardware dentro de cada arquitetura.[13] As dependências da plataforma são ocultas do resto do sistema pela camada de abstração de hardware (HAL).[14]

Durante a criação do Windows NT, os desenvolvedores da Microsoft reescreveram o VMS em C. Embora tenham adicionado a API Win32, sistema de arquivos NTFS, GUI e retrocompatibilidade com DOS, OS/2 e Win16, os engenheiros da DEC quase imediatamente notaram as semelhanças internas dos dois sistemas operacionais; partes de VAX/VMS Internals and Data Structures, publicados pela Digital Press, descrevem com precisão os internos do Windows NT usando termos VMS. Em vez de um processo judicial, a Microsoft concordou em pagar a DEC $65-100 milhões, ajudar o mercado do VMS, treinar pessoal digital no Windows NT e continuar o suporte ao Windows NT para o DEC Alpha.[15]

O gerenciamento de memória do Windows NT e do VMS, os processos e o agendamento são muito semelhantes. O gerenciamento de processos do Windows NT difere ao implementar threading, que a DEC não implementou até o VMS 7.0 em 1995, provavelmente para competir com a Microsoft.

Como no VMS,[16] o código do modo kernel do Windows NT distingue entre o "kernel", cujo objetivo principal é implementar funções dependentes de processador e arquitetura e o "executivo". Este foi projetado como um micronúcleo modificado, como o kernel Windows NT foi influenciado pelo micronúcleo Mach desenvolvido na Universidade Carnegie Mellon,[17] mas não atende a todos os critérios de um micronúcleo puro. Tanto o kernel quanto o executivo estão ligados (linked) juntos no módulo único carregado ntoskrnl.exe; de fora deste módulo, há pouca distinção entre o kernel e o executivo. As rotinas de cada um são diretamente acessíveis, como por exemplo, a partir de drivers de dispositivo no modo kernel.

Os conjuntos de API na família Windows NT são implementados como subsistemas no topo da native API não documentada publicamente; isso permitiu a adoção tardia da API do Windows (no subsistema Win32).

O Windows NT foi um dos primeiros sistemas operacionais a usar o Unicode internamente.

Versões do Windows NTEditar

Versão do Windows NT Nome comercial Edições Data de Lançamento Número de compilação
NT 3.1 Windows NT 3.1 Advanced Server e Workstation 27 de Julho de 1993 602
NT 3.5 Windows NT 3.5 Workstation e Server 21 de Setembro de 1994 807
NT 3.51 Windows NT 3.51 Workstation e Server 30 de Maio de 1995 1057
NT 4.0 Windows NT 4.0 Workstation, Server, Server Enterprise Edition, Terminal Server, Embedded 29 de Julho de 1996 1381
NT 5.0 Windows 2000 Professional, Server, Advanced Server, Datacenter Server 17 de Fevereiro de 2000 2195
NT 5.1 Windows XP Home, Professional, 64-bit Edition (Itanium), Media Center (original, 2003, 2004 & 2005), Tablet PC (original e 2005), Starter, Embedded, Home N, Professional N (ver a lista de edições do Windows XP) 25 de Outubro de 2001 2600
NT 5.1 Windows Fundamentals for Legacy PCs Este sistema só possui uma edição.[carece de fontes?] 8 de Julho de 2006 2600
NT 5.2 Windows XP 64-bit Edition Versão 2003 (Itanium) 28 de Março de 2003 3790
NT 5.2 Windows Server 2003 Standard, Enterprise, Datacenter, Web, Small Business Server 24 de Abril de 2003 3790
NT 5.2 Windows XP (x64) Professional x64 Edition 25 de Abril de 2005 3790
NT 5.2 Windows Home Server N/A 16 de Julho de 2007 3790
NT 6.0 Windows Vista Starter, Home Basic, Home Premium, Business, Enterprise, Ultimate Empresas: Novembro de 2006
Lançamento oficial: 30 de Janeiro de 2007
6000 (RTM), 6001 (Service Pack 1), 6002 (Service Pack 2)
NT 6.0 Windows Server 2008 Standard, Enterprise, Datacenter, Web, Small Business Server Empresas: Julho de 2008
Lançamento oficial: 27 de fevereiro de 2008
6001 (Service Pack 1 - RTM), 6002 (Service Pack 2)
NT 6.1 Windows 7 Starter, Home Basic, Home Premium,Professional, Enterprise e Ultimate Empresas: 22 de julho de 2009
Lançamento oficial: 22 de Outubro de 2009
7600 (RTM), 7601 (Service Pack 1)
NT 6.1 Windows Server 2008 R2 Foundation, Standard, Enterprise, Datacenter, Web Server, HPC Server, Itanium-Based Systems 22 de Outubro de 2009 7600 (RTM), 7601 (Service Pack 1)
NT 6.2 Windows 8 Single Language, Pro, Pro com Media Center e Enterprise. 26 de Outubro de 2012 9200 (RTM)
NT 6.2 Windows Server 2012 Foundation, Essentials, Standard e Datacenter. 04 de setembro de 2012 9200 (RTM)
NT 6.3 Windows 8.1 Single Language, Pro, Pro com Media Center e Enterprise. 17 de Outubro de 2013 9600 (RTM e Update 1)
NT 6.3 Windows Server 2012 R2 Foundation, Essentials, Standard e Datacenter. 17 de Outubro de 2013 9600 (RTM)
NT 10.0 Windows 10 Home, Professional, Education, Enterprise, IoT Core, Mobile e Mobile Enterprise. [nota 1] 29 de Julho de 2015 10240 (RTM)
NT 10.0 Windows Server 2016 Essentials, Standard, Datacenter, Multipoint Premium Server, Storage Server, Hyper-V Server 26 de Setembro de 2016 14393 (RS1)
NT 10.0 Windows Server 2019 Essentials, Standard, Datacenter, Multipoint Premium Server, Hyper-V Server 2 de Outubro de 2018 17763 (RS5)
NT 10.0 Windows 10X

O Windows NT 3.1 a 3.51 incorporou o Gerenciador de Programas e o Gerenciador de Arquivos da série Windows 3.1x. O Windows NT 4.0 em diante substituiu esses programas pelo Windows Explorer (incluindo uma barra de tarefas e menu Iniciar), que apareceu originalmente no Windows 95.

A primeira versão foi dada número 3.1 para combinar com o Windows contemporâneo de 16 bits; revistas daquela época afirmavam que o número também foi usado para fazer essa versão parecer mais confiável do que uma versão "0". Além disso, o protocolo Novell IPX foi aparentemente licenciado apenas para versões 3.1 do software Windows.

O número da versão NT não é usado agora para fins de marketing, mas ainda é usado internamente, e dito para refletir o grau de mudanças no núcleo do sistema operacional.[18] No entanto, por razões de compatibilidade de aplicativos, a Microsoft manteve o número da versão principal como 6 em lançamentos após o Windows Vista,[19] mas mudou-o mais tarde para 10 no Windows 10.[20] O número de compilação é um identificador interno usado pelos desenvolvedores e testadores beta da Microsoft.

Linguagem de programaçãoEditar

O Windows NT é escrito em C e C++, com uma quantidade muito pequena escrita na linguagem Assembly.[21] C é usado principalmente para o código do kernel, enquanto C++ é usado principalmente para código de modo de usuário. A linguagem Assembly é evitada sempre que possível porque impediria a portabilidade.[22]

CríticasEditar

Em comparação com os sistemas MS-DOS e Windows 9x, os sistemas NT sempre exigiram significativamente mais memória RAM. Este, na década de 1990, era um problema comum para todos os sistemas operacionais high-end (por exemplo, OS/2).

Inicialmente, a confiabilidade do NT era menor do que as expectativas dos usuários e as declarações do fabricante. O bloqueio da máquina, caracterizado pela famosa "tela azul" (chamada no jargão BSOD, Tela Azul da Morte), ocorreu com uma frequência excessiva e se apresentou nas situações mais inesperadas. O refino do kernel e, especialmente, os drivers de dispositivos melhorados reduziram muito esse problema.

Uma característica muito criticada do Windows NT é a incapacidade de usar o sistema operacional de forma puramente textual, já que a interface gráfica não é excluível. Para resolver esse problema, a Microsoft implementou um modo puramente textual no Windows Server 2008.

Nas primeiras versões, a NT sofreu muito com o reconhecimento de hardware, pois não tinha suporte para Plug and Play e poucos fabricantes de hardware lançavam drivers de dispositivos para seus produtos. As capacidades multimídia também eram muito escassas. O lançamento do Windows 2000 inverteu a situação, graças ao melhor suporte a Plug and Play disponível na plataforma PC.

Para usuários profissionais, um aspecto estressante da NT é a incapacidade de esculpir adequadamente o sistema operacional, removendo tudo o que não é estritamente necessário, dependendo da aplicação que o executa, a fim de otimizar a eficiência do sistema e remover as possíveis falhas de segurança. Na verdade, há uma versão do Windows XP, chamada Embedded Edition, que lhe dá mais liberdade para escolher cada componente para instalar em seu sistema. Esta versão, no entanto, é mais dedicada à integração do Windows em dispositivos de hardware (um exemplo clássico são os "quiosques de informações" baseados em PC) e é de pouca utilidade e difícil de implementar para sistemas de servidor ou desktop.

Com a introdução do Windows Server 2008, o modo Server Core foi implementado: esse tipo de instalação permite que você aproveite uma máquina do Windows Server sem a interface gráfica tradicional.

Os benefícios são múltiplos:

  • Manutenção reduzida– Você pode instalar um servidor que tenha apenas uma função (AD DS, AD LDS, DHCP Server, DNS Server, File Services, Print Services ou Streaming Media Services).
  • Superfície de ataque reduzida: a instalação é mínima, portanto, menos aplicações que podem ser propensas a bugs.
  • Menos espaço e memória ocupados: Você pode instalar o Windows em menos de 1GB: menos aplicativos significam menos RAM ocupada, com a óbvia vantagem de poder instalar várias máquinas virtuais, cada uma com uma função específica, na mesma máquina física.


Requisitos mínimos de hardware para Windows NT (x86)Editar

Versão CPU RAM Espaço livre em disco
Windows NT 3.1 386 16 MHz 8 MB 40 MB
Windows NT 3.51 386 25 MHz 16 MB 90 MB
Windows NT 4.0 486 33 MHz 32 MB 110 MB
Windows 2000 Professional Pentium 133 MHz 64 MB 650 MB
Windows XP Professional[23] CPU de 233 MHz 64 MB 1.5 GB
Windows Vista[24] CPU de 800 MHz 512 MB 16 GB
Windows Server 2008[25] CPU de 1 GHz 512 MB 16 GB
Windows 7 CPU de 1 GHz 1 GB 16 GB
Windows 8 e Windows 8.1 CPU de 1 GHz 1 GB 16 GB
Windows 10 CPU de 1 GHz 1 GB 16 GB

Requisitos mínimos de hardware para Windows NT (x64)Editar

Versão CPU RAM Espaço livre em disco
Windows XP Professional x64 Edition[26] CPU de 733 MHz 256 MB 1.5 GB
Windows Vista[27] CPU de 1 GHz 1 GB 16 GB
Windows Server 2008[28] Dual Core 1.4 GHz 512 MB 16 GB
Windows 7 CPU de 1 GHz 1 GB 16 GB
Windows 8 e Windows 8.1 CPU de 1 GHz 1 GB 16 GB
Windows 10 CPU de 1 GHz 2 GB 20 GB

Ver tambémEditar

Notas

  1. Apenas as quatro primeiras edições listadas foram lançadas na data de lançamento do sistema; as outras serão lançadas posteriormente em 2015[carece de fontes?]

Referências

  1. «Microsoft Windows NT OS2 Design Workbook» (em inglês) 
  2. «Bill Gates' Web Site - Columns». 26 de maio de 2001 
  3. dotnet-bot. «OperatingSystem.VersionString Property (System)» (em inglês) 
  4. LLC), Tara Meyer (Aquent. «File Systems» (em inglês) 
  5. Russinovich, Mark E.; Solomon, David A. (2005). Microsoft Windows internals : Microsoft Windows server 2003, Windows XP, and Windows 2000. [S.l.]: Redmond, WA : Microsoft Press 
  6. Pollack, Andrew (27 de julho de 1991). «Microsoft Widens Its Split With I.B.M. Over Software». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  7. «Windows Server 2003: The Road To Gold, Part One: The Early Years». 20 de julho de 2011 
  8. «Microsoft Windows NT OS2 Design Workbook» (em inglês) 
  9. «Windows NT and VMS: The Rest of the Story» (em inglês). 1 de dezembro de 1998 
  10. «Microsoft Windows NT OS2 Design Workbook» (em inglês) 
  11. «OpenVMS + IA-32 ?» 
  12. Zachary, G. Pascal (1994). Show-stopper! : the breakneck race to create Windows NT and the next generation at Microsoft. [S.l.]: New York : Free Press ; Toronto : Maxwell Macmillan Canada ; New York : Maxwell Macmillan International 
  13. «Windows NT and VMS: The Rest of the Story | Windows Client content from Windows IT Pro». 29 de maio de 2017 
  14. «Windows NT and VMS: The Rest of the Story» (em inglês). 1 de dezembro de 1998 
  15. «Windows NT and VMS: The Rest of the Story» (em inglês). 1 de dezembro de 1998 
  16. «Windows NT and VMS: The Rest of the Story» (em inglês). 1 de dezembro de 1998 
  17. Jin, Allen. «Windows NT Basics» (em inglês) 
  18. «Windows XP: Kernel Improvements Create a More Robust, Powerful, and Scalable OS -- MSDN Magazine, December 2001». 24 de abril de 2003 
  19. «Why 7?». 15 de abril de 2012 
  20. «Microsoft Confirms that Windows 10 will also be Version 10 Internally» (em inglês). 22 de novembro de 2014 
  21. Jin, Allen. «Lesson 2 - Windows NT System Overview» (em inglês) 
  22. One Dev Question with Raymond Chen - What Programming Language is Windows Written In? (em inglês), consultado em 16 de março de 2020 
  23. «Windows XP Professional System Requirements» (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2010 
  24. «Get Windows Vista: System requirements» (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2010 
  25. «Windows Server 2008 R2 System Requirements» (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2010 
  26. «Requisitos do Sistema para o Windows XP Professional x64 Edition». Consultado em 2 de abril de 2017 
  27. «Requisitos de sistema para o Windows Vista». Consultado em 4 de abril de 2017 
  28. «Windows Server 2008 R2 System Requirements» (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2010 

Ligações externasEditar

Precedido por
--
Versão principal do Windows NT 3.1
1993 - 1994
Sucedido por
Windows NT 3.5

Precedido por
Windows NT 3.1
Versão principal do Windows NT 3.5
1994 - 1995
Sucedido por
Windows NT 3.51

Precedido por
Windows NT 3.5
Versão principal do Windows NT 3.51
1995 - 1996
Sucedido por
Windows NT 4.0

Precedido por
Windows NT 3.51
Versão principal do Windows NT 4.0
1996 - 2000
Sucedido por
Windows 2000