Yamashiro (couraçado)

O Yamashiro (山城?) foi um navio couraçado operado pela Marinha Imperial Japonesa e a segunda e última embarcação da Classe Fusō, depois do Fusō. Sua construção começou em novembro de 1913 no Arsenal Naval de Yokosuka e foi lançado ao mar dois anos depois, sendo comissionado na frota japonesa em março de 1917.[1] Era armado com uma bateria principal de doze canhões de 356 milímetros montados em seis torres de artilharia duplas,[2] possuía deslocamento de mais de 35 mil toneladas e conseguia alcançar uma velocidade máxima acima de 22 nós.[3]

Yamashiro
Yamashiro reconstruction trial.jpg
Carreira  Japão
Operador Marinha Imperial Japonesa
Fabricante Arsenal Naval de Yokosuka
Homônimo Província de Yamashiro
Batimento de quilha 20 de novembro de 1913
Lançamento 3 de novembro de 1915
Comissionamento 31 de março de 1917
Destino Afundado na Batalha do Estreito
de Surigao
, 25 de outubro de 1944
Características gerais (como construído)
Tipo de navio Couraçado
Classe Fusō
Deslocamento 36 500 t (carregado)
Maquinário 2 turbinas a vapor
24 caldeiras
Comprimento 202,7 m
Boca 28,7 m
Calado 8,7 m
Propulsão 4 hélices
- 40 000 cv (29 400 kW)
Velocidade 22,5 nós (41,7 km/h)
Autonomia 8 000 milhas náuticas a 14 nós
(15 000 km a 26 km/h)
Armamento 12 canhões de 356 mm
16 canhões de 152 mm
6 tubos de torpedo de 533 mm
Blindagem Cinturão: 229 a 305 mm
Convés: 32 a 51 mm
Torres de artilharia: 229 a 279 mm
Barbetas: 203 a 305 mm
Torre de comando: 351 mm
Tripulação 1 198
Características gerais (1944)
Deslocamento 39 782 t (carregado)
Maquinário 4 turbinas a vapor
6 caldeiras
Comprimento 212,75 m
Boca 33,1 m
Calado 9,7 m
Propulsão 4 hélices
- 75 000 cv (55 200 kW)
Velocidade 24,5 nós (45,4 km/h)
Autonomia 11 800 milhas náuticas a 16 nós
(21 900 km a 30 km/h)
Armamento 12 canhões de 356 mm
14 canhões de 152 mm
8 canhões de 127 mm
92 canhões de 25 mm
Blindagem Convés: 51 a 152 mm
Aeronaves 3 hidroaviões
Tripulação c. 1 900

O navio entrou em serviço no meio da Primeira Guerra Mundial, porém não tomou parte do conflito, em vez disso patrulhou águas perto da China.[4] Ele ajudou a socorrer os sobrevivente do Grande Sismo de Kantō em 1923, porém passou a maior parte da década entrando e saindo da reserva. O Yamashiro começou a passar por vários processos de modernização a partir de 1930, em que seus maquinários internos foram substituídos, seus armamentos aprimorados e incrementados, sua superestrutura reconstruída, sua blindagem reforçada, entre outras modificações.[1]

O Yamashiro retornou para o serviço ativo pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial.[1] Ele deu suporte para as operações japonesas da Batalha de Midway em maio de 1942, porém não entrou em combate.[5] A Marinha Imperial considerou transformá-lo em um híbrido couraçado-porta-aviões após Midway, porém ele brevemente foi colocado para atuar como um navio de treinamento.[1] O couraçado fez parte da força japonesa presente na Batalha do Golfo de Leyte, sendo afundado na madrugada de 25 de outubro de 1944 durante a Batalha do Estreito de Surigao.[6]

Referências

  1. a b c d Hackett, Bob; Kingsepp, Sander (2020). «IJN Battleship YAMASHIRO: Tabular Record of Movement». Combined Fleet. Consultado em 1 de outubro de 2020 
  2. Skulski 1998, p. 18
  3. Jentschura, Jung & Mickel 1977, pp. 25–26
  4. Preston 1972, p. 199
  5. Rohwer 2005, pp. 168–169
  6. Tully 2009, pp. 216–217

BibliografiaEditar

  • Jentschura, Hansgeorg; Jung, Dieter; Peter, Mickel (1977). Warships of the Imperial Japanese Navy, 1869–1945. Annapolis: United States Naval Institute. ISBN 0-87021-893-X 
  • Preston, Antony (1972). Battleships of World War I: An Illustrated Encyclopedia of the Battleships of All Nations 1914–1918. Nova Iorque: Galahad Books. ISBN 0-88365-300-1 
  • Rohwer, Jürgen (2005). Chronology of the War at Sea, 1939–1945: The Naval History of World War Two 3ª ed. Annapolis: Naval Institute Press. ISBN 1-59114-119-2 
  • Skulski, Janusz (1998). The Battleship Fuso. Col: Anatomy of the Ship. Londres: Conway Maritime Press. ISBN 0-85177-665-5 
  • Tully, Anthony P. (2009). Battle of Surigao Strait. Bloomington: Indiana University Press. ISBN 978-0-253-35242-2 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.