Abrir menu principal

Wikipédia β

100 Fotografias que Mudaram o Mundo

Life: 100 Fotografias que Mudaram o Mundo (no original intitulado Life: 100 Photographs that Changed The World) é uma coleção de um livro de fotografias bem conhecida que engloba 100 fotografias recolhidas pelos editores da revista Life em 2003, que se acredita ter causado mudanças na sociedade.

100 Photographs that
Changed the World
100 Fotografias que Mudaram o Mundo
100 Photographs That Changed the World front cover.jpg
Capa
Autor(es) Editores da Life
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Editora Time Home Entertainment, Inc
Editor Robert Sullivan
Barbara Baker Burrows
Lançamento 1 de agosto de 2003 (Time Inc.)
ISBN 1-931933-84-7

A ideia foi lançada no mesmo ano quando o site da revista publicou uma pergunta: "As fotografias podem criar o mesmo efeito histórico que a literatura?", que teve em circulação durante várias semanas para que os leitores a pudessem responder. Entre as fotografias, encontra-se a de Anne Frank,[1] o bombardeio nuclear sobre Nagasaki, a Guerra da Crimeia,[2] o Nascer da Terra,[3] o Primeiro raio X humano,[4] e a Mãe Migrante.[5]

Índice

HistóriaEditar

O projeto começou com uma pergunta online publicada no site da Life e da revista The Digital Journalist em 2003: "As fotografias podem criar o mesmo efeito histórico que a literatura?" A pergunta permaneceu no website para que os visitantes a respondesse abertamente por diversas semanas. A maioria das respostas foram favoráveis à ideia, com exceção a do fotógrafo documentarista Joshua Haruni que disse: "as fotografias podem definitivamente nos inspirar, mas a palavra escrita tem a capacidade de despertar a imaginação para maiores profundidades do que qualquer fotografia, cujo conteúdo é limitado apenas ao que está no quadro."[6]

A Life descreveu que "uma coleção de imagens que 'mudaram o mundo' é uma coisa que vale a pena contemplar, ainda que seja apenas para chegar a alguma conclusão sobre a natureza influente da fotografia e se ela é limitada, vasta ou intermediária." As imagens indicadas pelo público foram revisadas por editores que, em seguida, selecionaram 100 fotografias que consideravam que retratavam as conquistas tecnológicas da fotografia, eventos e realizações históricos documentados que alcançaram um status icônico cultural e simbólico. O livro foi editado por Robert Sullivan juntamente com a editora de imagens Barbara Baker Burrows, e publicado pela Time Inc. Home Entertainment.[6] Uma edição atualizada do livro foi publicada em 9 de agosto de 2011.[7]

SeçõesEditar

A publicação foi dividida em quatro capítulos principais e três subseções anexas. Os principais capítulos são:[8]

  • Arts (arte) - (concentrou-se na evolução da fotografia ao longo do século XIX e sua posterior aplicação à exploração cultural);
  • Society (sociedade) - (documentou imagens que capturaram momentos que se desintegrou o conhecimento público com questões políticas, sociais, culturais e ambientais);
  • War (guerra) - (momentos cruciais de conflito e/ou violência associada); e
  • Science and Nature (Ciência e Natureza) - (capturou triunfos tecnológicos, derrotas e horrores [de guerra]).

As três subseções são:

FotografiasEditar

 
David Kirby, um ativista anti-AIDS, fotografado por Therese Frare com sua família em seu leito de morte. A imagem foi capa da revista, além de ter sido usada numa controversa campanha da Benetton.

Algumas das fotos incluídas são identificadas como de "eventos maiores", tais como a fotografia de um bebê sobrevivente de um ataque japonês a uma estação ferroviária de Xangai durante a Batalha, que ficou conhecida como Sábado sangrento.[9] Outras fotografias foram tiradas de eventos maiores, como as documentações inovadoras de Roger Fenton e Alexander Gardner sobre a Guerra da Crimeia e a Guerra Civil Americana.[10]

O livro traz também o trabalho de uma famosa campanha publicitária de Oliviero Toscani, a fotografia de Therese Frare do ativista gay estadunidense David Kirby enquanto ele morria em um leito de hospital em decorrência da Síndrome da imunodeficiência adquirida, rodeado por seus familiares, registrada em abril de 1990. A foto se tornou a imagem "mais fortemente identificada com a epidemia de HIV/AIDS."[11] A imagem exibida na própria revista, foi a vencedora do World Press Photo e adquiriu notoriedade mundial depois de ter sido usada em uma campanha publicitária da United Colors of Benetton, em 1992.[12][13] A fotografia tem sido controversa por sua semelhança com o tema Pietà, surgindo críticas de que usar essa imagem para publicidade para as vendas de roupas, aparentemente está usando o sacrifício humano, embora a família Kirby tenha afirmado que autorizou o uso e que ajudou a aumentar a conscientização sobre a doença.[14]

GaleriaEditar

Thích Quảng Đức durante a auto-imolação. A imagem, uma das mais icônicas do século XX, foi feita pelo fotógrafo da Associated Press Malcolm Browne
A sombra do vale da morte - o Cerco de Sebastopol, Guerra da Crimeia. 
Vista da janela em Le Gras, a primeira fotografia da história. 
Nuvem de cogumelo sobre a cidade de Nagasaki
The Falling Man - um homem salta do World Trade Center para a morte, durante os ataques de 11 de setembro de 2001

Referências

  1. «What Is It About Anne Frank? | Everyday Jewish Living | OU Life». OU Life (em inglês). 22 de março de 2016 
  2. «Photos that changed the world: Time magazine's most influential images». Mail Online 
  3. «This Photo Marks the First Time Humanity Could See Its Place in the Universe». 100 Photographs | The Most Influential Images of All Time. Consultado em 26 de março de 2017 
  4. «See The Story Behind The First Ever X-Ray Image». 100 Photographs | The Most Influential Images of All Time. Consultado em 26 de março de 2017 
  5. «As 100 fotografias que mudaram o mundo». Recanto das Palavras. 29 de dezembro de 2008. Consultado em 26 de março de 2017 
  6. a b «DailyGood: 100 Photographs That Changed The World». www.dailygood.org. Consultado em 26 de março de 2017 
  7. Noble, Barnes &. «LIFE 100 Photographs that Changed the World: An Updated Edition of LIFE's Classic Book». Barnes & Noble (em inglês). Consultado em 25 de março de 2017 
  8. «Nonfiction Book Review: 100 Photographs That Changed the World by Life Magazine, Author, Gordon Parks, Jr., Author, Life Magazine, Editor Life $24.95 (176p) ISBN 978-1-931933-84-1». PublishersWeekly.com (em inglês) 
  9. Doherty, Thomas Patrick (1 de janeiro de 1999). Projections of War: Hollywood, American Culture, and World War II (em inglês). [S.l.]: Columbia University Press. ISBN 9780231116350 
  10. «Ten photographs that changed the world». Telegraph.co.uk (em inglês) 
  11. «A História da Foto Que Mostrou a AIDS Para o Mundo — Los Pantones — Los diseñadores de la Época NEGÓCIOS». colunas.revistaepocanegocios.globo.com. Consultado em 25 de março de 2017 
  12. «The Photo That Changed the Face of AIDS». Time. Consultado em 25 de março de 2017 
  13. «Frare Davis Photography | Seattle, WA; (206) 850-9408 | Books». fraredavis.com. Consultado em 25 de março de 2017 
  14. «The Photo That Changed the Face of AIDS». Time. Consultado em 25 de março de 2017 

Ligações externasEditar