Calendário islâmico

O calendário islâmico, calendário muçulmano ou calendário hegírico é um calendário lunar composto por doze meses de 29 ou 30 dias ao longo de um ano com 354 ou 355 dias. A contagem do tempo deste calendário começa com a Hégira - a fuga de Maomé de Meca para Medina, em 16 de julho de 622. O mês começa quando primeiro crescente visível da Lua aparece pela primeira vez após o pôr-do-sol. Tem cerca de 11 dias a menos que o calendário solar.[1]

Este calendário baseado no ano lunar não corresponde aos calendários do ano solar. Os meses islâmicos retrocedem a cada ano que passa em relação aos calendários baseados no ano solar, como o Calendário Gregoriano, por exemplo. Uma vez que o calendário islâmico é cerca de 11 dias mais curto que o calendário solar, os feriados muçulmanos acabam por circular por todas as estações.

O atual ano islâmico é 1442 (correspondente, pelo calendário gregoriano, ao período de 20 de agosto de 2020 a 9 de agosto de 2021[2][3]. Normalmente, a notação utilizada é 1442 AH, do latim Anno Hegirae ("Ano da Hégira"), copiando à notação cristã AD.

AnosEditar

Os 12 meses do ano se alternam em durações de 29 e 30 dias. Dentro de um ciclo de 30 anos, 11 deles, os 1º, 5º, 7º, 10º, 13º, 16º, 18º, 21º, 24º, 26º e 29º, recebem um dia a mais (30 dias no último mês). (o sétimo dia da semana islâmica), 16 de julho de 622 d.C. do Calendário Juliano, o dia da fuga Hégira de Maomé de Meca para Medina.

Meses IslâmicosEditar

Dias da SemanaEditar

  • - Yaum as-Sabt
  • - Yaum al-Ahad
  • - Yaum al-Ithnayn
  • - Yaum ath-Thalatha
  • - Yaum al-Arba'a
  • - Yaum al-Khamis
  • - Yaum al-Jum'a

Datas importantesEditar

De acordo com o Islã, só há dois feriados sagrados: o Eid ul-Fitr e o Eid ul-Adha. Eid significa "algo cíclico", pois os dois Eids acontecem todo ano. As outras datas que se encontram abaixo não fazem parte do Islão e são «inovações»  de acordo com a Sunnah do Profeta Muhammad. As datas são:

  • 1º de muharram - Ano novo islâmico (É considerado proibido a comemoração dessa data, porque é uma inovação na religião islâmica)
  • 10 de muharram - Dia de Ashurah (Não há festa, mas um jejum especial nesse dia)
  • 27 de rajab - Isra e Miraj (É considerado proibido a comemoração dessa data, porque é uma inovação na religião islâmica)
  • 1º de ramadan - Primeiro dia de jejum (Não há festa)
  • 1º de shawwal - Eid ul-Fitr (Festa do fim do jejum de RamaDHaan)
  • 10 de dhu al-hija - Eid ul-Adha (Festa do Sacrifício - no fim da Peregrinação)

Referências

  1. Watt, W. Montgomery. «Hidjra». In: P.J. Bearman, Th. Bianquis, C.E. Bosworth, E. van Donzel and W.P. Heinrichs. Enciclopédia do Islam Online. Brill Academic Publishers. ISSN 1573-3912 
  2. Al-Habib: Islamic (Hijri) Calendar Year 2020 CE Based on Global Crescent Moon Sighting Probability Acesso em 08 de setembro de 2020.
  3. Al-Habib: Islamic (Hijri) Calendar Year 2021 CE Based on Global Crescent Moon Sighting Probability Acesso em 08 de setembro de 2020.

Ligações externasEditar