1968 na política

O ano de 1968 é conhecido como "O ano que não terminou", e entrou para a história como um ano extremamente movimentado e cheio de acontecimentos importantes, como o assassinato de Martin Luther King e de Robert Kennedy, a Guerra do Vietnã, além de inúmeras manifestações, sobretudo estudantis, contra a Guerra do Vietnã, contra a Guerra Fria e contra os regimes autoritários vigentes em diversos países do mundo, sobretudo na América Latina e no Leste Europeu. No Brasil, o ano foi marcado pela instituição do AI-5 pelo então Presidente Costa e Silva.

Ano: 1968
Arte
Carnaval
Ciência
Cinema
Desastres
Desporto
Divisões administrativas
Informática
Jornalismo
Literatura
Música
Política
Rádio
Teatro
Televisão

EventosEditar

JaneiroEditar

FevereiroEditar

MarçoEditar

  • 7 de Março - Guerra do Vietnã: Primeira batalha em Saigon começa.
  • 12 de Março - Declarada a independência das Ilhas Maurício.
  • 16 de Março
    • Robert F. Kennedy entra na disputa da presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata.
    • Guerra do Vietnã: Tropas americanas matam vários civis (Matança de My Lai).
  • 17 de março - Estudantes atacam a embaixada americana em Londres.
  • 28 de Março- morre no Rio de Janeiro o estudante Edson Luís durante o choque da Policia Militar e estudantes do Restaurante Calabouço.

AbrilEditar

MaioEditar

  • 2 de Maio - Inicio do "Maio de 1968". Estudantes se manifestam contra o "status quo". Barricadas são levantadas nas ruas e ocorrem confrontos com a polícia.
  • 3 de Maio A Universidade de Paris (Sorbonne) é fechada pelas autoridades. A UNEF (Union nationale des étudiants de France) organiza passeatas que são dissolvidas com violência cada vez maior pela polícia.
  • 5 de Maio - Estudantes enfrentam a polícia em uma tentativa de ocupar a Sorbonne. 487 feridos no conflito.
  • 10 de Maio A "noite das barricadas". Os estudantes ganham a simpatia de bancários, comerciantes, funcionários públicos, jornaleiros, professores e sindicalistas que aderem à causa estudantil. O protesto estudantil contra o autoritarismo e anacronismo das academias, com a adesão dos operários, transforma-se numa contestação política ao regime de Charles de Gaulle, então presidente francês.
  • 30 de Maio
    • De Gaulle recusa-se a renunciar e lança sua contra-ofensiva, dissolvendo a Assembléia Nacional e convocando eleições para o mês de junho.
    • O partido comunista retira o apoio às manifestações. Os sindicatos passam a negociar o fim de suas greves.

junhoEditar

  • 17 de Junho- A noite que o CCC (Comando de Caça aos Comunistas) invadiu o Teatro Galpão, em São Paulo, e esperou o público se retirar para destruir os cenários e espancar os atores nos camarins
  • 21 de Junho- Acontece episódio conhecido como "Sexta Feira Sangrenta" movimento estudantil junto com populares enfrentam a policia militar nas ruas do Rio de Janeiro . Número de mortos e feridos desconhecido.
  • 26 de Junho - É realizada, na Av. Rio Branco, centro do Rio de Janeiro, Brasil, a Passeata dos Cem Mil.

JulhoEditar

  • 1 de Julho - 137 países assinam acordo de não proliferação nuclear.

AgostoEditar

SetembroEditar

OutubroEditar

  • 2 de Outubro - Massacre de Tlatelolco: massacre de estudantes na praça das Três Culturas: o exército mata 48 pessoas durante manifestação estudantil no México.
  • 2 e 3 de Outubro - O general peruano Juan Velasco Alvarado dirige um golpe de estado, iniciando o regime militar que durou até 1980 no Peru.
  • 3 de Outubro- Confronto ideológico conhecido como "Batalha da Maria Antônia" ocorre entre estudantes Universitários da USP e Mackenzie na Rua Maria Antônia em São Paulo . Causando um morto e dezenas de feridos.
  • 12 de Outubro - Declarada a independência da Guiné Equatorial.
  • 14 de Outubro - O Departamento de Defesa dos Estados Unidos anuncia que enviará 24.000 soldados para a Guerra do Vietnã.
  • 15 de outubro- Prisão de líderes estudantis no 30º Congresso da UNE, realizado em Ibiúna (São Paulo - Brasil): mais de 700 delegados eleitos nas universidades foram presos pelas forças policiais.

NovembroEditar

DezembroEditar

NascimentosEditar

Data Nome Profissão Nacionalidade Observações Ref
30 de janeiro Filipe VI Rei da Espanha   Espanha
19 de abril Mswati III Rei da Suazilândia   Essuatíni
23 de abril Timothy McVeigh terrorista   Estados Unidos m. 2001
24 de abril Hashim Thaçi primeiro-ministro do Kosovo   República Socialista da Sérvia (Kosovo)
26 de maio Príncipe Frederico herdeiro do trono dinamarquês   Dinamarca
5 de agosto Marine Le Pen advogada e política   França
1 de setembro Mohamed Atta terrorista   Egito
18 de novembro Luizianne Lins prefeita de Fortaleza   Brasil

FalecimentosEditar

Data Nome Profissão Nacionalidade Observações Ref
12 de abril Afonso Pena Júnior advogado, professor, político e ensaísta   Brasil n. 1879
6 de Junho Robert F. Kennedy Senador   Estados Unidos n. 1925
27 de agosto Princesa Marina, Duquesa de Kent membro da família real britânica   Grécia n. 1906
1 de novembro Francisco Campos jurista e político   Brasil n. 1891
30 de dezembro Trygve Lie político e secretário-geral das Nações Unidas   Noruega n. 1896

Ligações externasEditar

Referências