Ad5-nCoV

vacina para o covid-19

Ad5-nCoV, de nome comercial Convidecia ou PakVak,[1] é uma vacina contra COVID-19 de dose única desenvolvida pela chinesa CanSino Biologics que utiliza o adenovírus tipo 5 (Ad5) como vetor viral não replicante. Possui rota de administração intramuscular e, possivelmente, nasal,[2] podendo ser armazenada em refrigeradores comuns.[3] Devido a algumas dessas características, é uma vacina que muito se assemelha a Ad26.COV2.S da Janssen-Cilag.[4]

Frasco multidose da vacina Convidecia (AD5-nCOV) de CanSino Biologics engarrafado no México.

O imunizante vem sendo testado em estudos de fase III em 40 000 voluntários espelhados pela Arábia Saudita, Argentina, Chile, México, Paquistão e Rússia.[5] Em fevereiro de 2021, uma análise interina global da pesquisa de fase III envolvendo 101 casos demonstrou que a vacina possui uma eficácia de 66% na prevenção de sintomas moderados e 90.98% na prevenção de sintomas graves.[6] Mostrando-se eficaz, a China produzirá até 500 milhões de doses da Convidecia.[7]

Pesquisa clínicaEditar

Fases I e IIEditar

Desde o final de janeiro de 2020, o biomédico Chen Wei liderou um time formado pelo Instituto de Biotecnologia, a Academia de Ciências Médicas Militares e a CanSino Biologics no desenvolvimento da Ad5-nCoV. De acordo com a mídia estatal chinesa, o time registrou uma vacina experimental contra COVID-19 para testes de fase I no dia 17 de março de 2020 para checar sua segurança. O estudo foi conduzido em 108 adultos saudáveis com idades entre 18 e 60 anos na cidade de Wuhan.[8]

Em abril, a Convidecia se tornou a primeira candidata a vacina contra COVID-19 no mundo a começar a fase II de testes. Os resultados dos testes desta fase foram publicados na The Lancet no dia 20 de julho de 2020 e foram obtidos da resposta de 508 voluntários à vacina, que se mostrou segura e capaz de induzir seroconversão de anticorpos neutralizantes em 47% e 59% dos participantes, dependendo da dosagem que receberam, 28 dias após serem inoculados.[9] Em 24 de setembro, testes de fase IIb se inciaram em 481 participantes com idades entre 6 e 17 anos e idosos.[10] Testes de fase II também ocorreriam no Canadá ainda no primeiro semestre, mas foram cancelados em agosto após a alfândega chinesa recusar o envio de doses necessárias para o estudo ao país da América do Norte.[11]

Testes de um spray nasalEditar

Em setembro, a CanSino começou testes de fase I na China envolvendo 144 voluntários adultos para determinar a segurança e imunogenicidade da vacina administrada por via nasal.[2]

Fase IIIEditar

ÁsiaEditar

Em agosto, a Arábia Saudita confirmou que começaria testes de fase III do imunizante em 5 000 participantes.[12] Em setembro, a farmacêutica Petrovax da Rússia iniciou os testes envolvendo 500 participantes,[13] número pequeno que depois veio a subir para 8 000 voluntários.[14] No mesmo mês, o Paquistão começou o estudo de fase III, contando em dezembro com algo em torno de 13 000 voluntários.[15]

América LatinaEditar

Em outubro, o México recebeu a primeira partida de vacinas para começar os testes envolvendo de 10 000 a 15 000 voluntários,[16] que começaram a ser inoculados na primeira semana do mês seguinte.[17] Em novembro, o Chile começou o estudo com 5 200 voluntários e, em dezembro, a Argentina também iniciou os testes do imunizante.[18][19]

ProduçãoEditar

Em fevereiro de 2021, Chen Wei (líder do desenvolvimento da Ad5-nCoV) disse que a produção anual do imunizante na China poderia alcançar 500 milhões de doses.[7] A farmacêutica Petrovax disse em setembro que, caso o imunizante seja aprovado na Rússia, poderia produzir 10 milhões de doses da vacina por mês em 2021.[20]

Comercialização e distribuiçãoEditar

ÁsiaEditar

Em junho de 2020, a China aprovou a Convidecia para uso limitado pelo exército.[21] Em fevereiro de 2021, a vacina foi aprovada para uso geral no país.[22]

Em setembro, a companhia Solution Biologics da Malásia assinou um acordo para o registro e comercialização do imunizante no país.[23] No começo de fevereiro de 2021, a companhia se comprometeu a fornecer 3.5 milhões de doses ao governo.[24] Em janeiro de 2021, a CanSino ofereceu 20 milhões de doses ao Paquistão, que acabou por aprovar o uso emergencial da Ad5-nCoV em 12 de fevereiro.[25][26]

América LatinaEditar

Em dezembro, o Ministro das Relações Exteriores do México assinou um acordo com a CanSino para 35 milhões de doses da vacina.[27] Em 10 de fevereiro, a agência reguladora do país aprovou a Convidecia para uso emergencial.[28] Ainda no mesmo mês, o México recebeu o IFA, Insumo Farmacêutico Ativo, para a produção de 2 milhões de doses e, até março, deve receber um total de 8 milhões de doses.[29]

Veja tambémEditar

Referências

  1. Shahzad, Asif (4 de junho de 2021). «Pakistan produces Chinese CanSinoBio COVID vaccine, brands it PakVac» (em inglês). Reuters. Consultado em 11 de março de 2022 
  2. a b «A Clinical Trial of a Recombinant Adenovirus 5 Vectored COVID-19 Vaccine (Ad5-nCoV) With Two Doses in Healthy Adults». ClinicalTrials.gov (em inglês). 7 de dezembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021. Cópia arquivada em 5 de março de 2021 
  3. «China's first 1-dose COVID-19 vaccine rolls out; 500m people can be inoculated a year» (em inglês). 27 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  4. «Coronavirus Vaccine Tracker» (em inglês). Consultado em 5 de Março de 2021 
  5. «Phase III Trial of A COVID-19 Vaccine of Adenovirus Vector in Adults 18 Years Old and Above». ClinicalTrials.gov (em inglês). 22 de janeiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021. Cópia arquivada em 13 de fevereiro de 2021 
  6. «CanSinoBIO's COVID-19 vaccine 65.7% effective in global trials, Pakistan official says» (em inglês). 8 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  7. a b «China can hit 500-mln-dose annual capacity of CanSinoBIO COVID-19 vaccine this year-state media» (em inglês). 27 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  8. «Human vaccine trial gets underway» (em inglês). 23 de março de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2020 
  9. Zhu, Feng-Cai; Guan, Xu-Hua; Li, Yu-Hua; Huang, Jian-Ying; Jiang, Tao; Hou, Li-Hua; Li, Jing-Xin; Yang, Bei-Fang; Wang, Ling; Wang, Wen-Juan; Wu, Shi-Po; Wang, Zhao; Wu, Xiao-Hong; Xu, Jun-Jie; Zhang, Zhe; Jia, Si-Yue; Wang, Bu-Sen; Hu, Yi; Liu, Jing-Jing; Zhang, Jun; Qian, Xiao-Ai; Li, Qiong; Pan, Hong-Xing; Jiang, Hu-Dachuan; Deng, Peng; Gou, Jin-Bo; Wang, Xue-Wen; Wang, Xing-Huan; Chen, Wei (20 de julho de 2020). «Immunogenicity and safety of a recombinant adenovirus type-5-vectored COVID-19 vaccine in healthy adults aged 18 years or older: a randomised, double-blind, placebo-controlled, phase 2 trial». The Lancet (em inglês). 396 (10249). PMID 32702299. doi:10.1016/S0140-6736(20)31605-6 
  10. «A Clinical Trial of A COVID-19 Vaccine Named Recombinant Novel Coronavirus Vaccine (Adenovirus Type 5 Vector)». ClinicalTrials.gov. 27 de novembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021. Cópia arquivada em 2 de fevereiro de 2021 
  11. «Canadian COVID-19 clinical trial scrapped after China wouldn't ship potential vaccine» (em inglês). 26 de agosto de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  12. «CanSino to start Phase III trial of COVID-19 vaccine in Saudi» (em inglês). 9 de agosto de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  13. «Clinical Trial of Recombinant Novel Coronavirus Vaccine (Adenovirus Type 5 Vector) Against COVID-19». ClinicalTrials.gov (em inglês). 16 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  14. «Russia approves clinical trials for Chinese COVID-19 vaccine Ad5-Ncov: Ifax» (em inglês). 7 de dezembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  15. «Defying fears and skepticism, thousands in Pakistan volunteer for Chinese vaccine trials» (em inglês). 1 de janeiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  16. «México recibe el primer lote de la vacuna candidata de CanSino Biologics; alistan pruebas» (em espanhol). 3 de novembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  17. «Chinese Covid vaccine trials to be expanded to five more states» (em inglês). 10 de novembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  18. «Así funcionan las cuatro vacunas que se probarán en Chile» (em espanhol). 15 de novembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  19. «Comenzará en la Argentina un nuevo estudio de vacuna recombinante contra el SARS-CoV-2» (em espanhol). 14 de dezembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  20. «Russian Recruits Show 'No Side Effects' in Chinese Coronavirus Vaccine Trials» (em inglês). 21 de setembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  21. «CanSino's COVID-19 vaccine candidate approved for military use in China» (em inglês). 29 de junho de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  22. «China approves two more domestic COVID-19 vaccines for public use» (em inglês). 25 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  23. «Solution Group unit inks deal with CanSino for vaccine distribution» (em inglês). 24 de julho de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  24. «Malaysia's Solution Group to supply 3.5 million doses of CanSino vaccine to government» (em inglês). 4 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  25. «China Vaccine Maker CanSino to Offer Pakistan 20 Million Doses» (em inglês). 22 de janeiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  26. «Pakistan approves Chinese CanSinoBIO COVID vaccine for emergency use» (em inglês). 12 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  27. «Mexico agrees to buy 35 million doses of Cansino COVID vaccine» (em inglês). 10 de dezembro de 2020. Consultado em 5 de Março de 2021 
  28. «Mexico approves China's CanSino and Sinovac COVID-19 vaccines» (em inglês). 10 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  29. «'Our gratitude always': From China's CanSino, Mexico welcomes one of its biggest vaccine shipments yet» (em inglês). 11 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de Março de 2021 
  Este artigo sobre a pandemia de COVID-19 é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.