Aeroporto Internacional Princesa Juliana

Aeroporto Internacional Princesa Juliana
Aeroporto
Saint Maarten International Airport
IATA: SXM - ICAO: TNCM
Características
Tipo Público
Administração Princess Juliana Int'l Airport Holding Company N.V.
Serve São Martinho
Inauguração 1942
Coordenadas 18° 2' 27" N 63° 6' 34" O
Altitude 4 m (13 ft)
Movimento de 2005
Passageiros 1,663,226
Principais companhias
Website oficial Página oficial
Mapa
SXM está localizado em: América Central
SXM
Localização do aeroporto na América Central
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
10/28 2 300  m (7 546 ft) Asfalto / Concreto
Notas
Dados de: airnav.com[1]
Boeing 757-200 da Continental Airlines se aproximando do Aeroporto Internacional Princesa Juliana.

O Aeroporto Internacional Princesa Juliana localiza-se na ilha tropical de São Martinho, nas Antilhas Neerlandesas e é o segundo aeroporto com maior movimento no Caribe. Recebeu este nome em homenagem à então princesa herdeira Juliana dos Países Baixos.

É considerada uma das aproximações mais difíceis de todo o mundo, onde os aviões passam por cima da Praia Maho a 10 metros dos banhistas para o procedimento de pouso. No momento das decolagens feitas pela cabeceira 10, os banhistas são "lançados" para o mar com muita força, especialmente pelos aviões de grande porte (Boeing 747 e Airbus A340). Contudo, mesmo com o tráfego diário destes aviões, apenas há registo de 2 acidentes, nos anos de 1970 e 1972. O aeroporto recebe diariamente aviões 'jumbo' como os B747 da KLM vindos de Amsterdã ou os A340 da Air France, de Paris.

Em outubro de 2016, o boeing 747 deixou de realizar aterragens no aeroporto.

No dia 12 de julho de 2017 uma turista neozelandesa de 57 anos morreu na Praia de Maho em Saint Maarten após ser atingida por uma forte rajada de vento de um avião. A tragédia aconteceu nesse famoso Aeroporto Internacional, que fica a poucos metros da praia de Maho. De acordo com a polícia, a vítima estava pendurada numa cerca que permite a observação de pousos e decolagens quando foi derrubada pelo vento, causada pela força dos motores de um Boeing 737 que a arremessaram para uma parede de concreto; ela foi socorrida, mas faleceu em seguida.[2]

No dia 5 de setembro do mesmo ano o aeroporto foi destruído pelo Furacão Irma, o mais forte a atingir a ilha. A pista ficou coberta de areia e resíduos, as pontes telescópicas e equipamentos, incluindo veículos, foram levados pelos fortes ventos, além disso, todo o teto foi derrubado. O terminal está sendo reconstruído, e uma parte da obra foi entregue no ano seguinte.

Destinos de Voos por CompanhiaEditar

Companhias Destinos
  AeroLogic Dominica, Pointe-à-Pitre, San Juan
  Air Canada Toronto (Pearson) (sazonal).
  Air France Paris (CDG)
  Air Caraïbes Les Abymes, Paris (ORY), Pointe-à-Pitre, Santo Domingo, Saint-Jean
  Air Sunshine Beef Island, Dominica, Saint-Jean, San Juan, Saint Thomas
  American Airlines Charlotte, Miami, Philadelphia, Nova Iorque (sazonal).
  Arkefly Willemstad
  Caribbean Airlines Kingston, Port of Spain
United Airlines Newark, Chicago (sazonal).
  Copa Airlines Cidade do Panamá
  Delta Airlines Atlanta, Nova York(JFK)
  Dutch Antilles Express Oranjestad
  Fly All Ways (Em breve) Cartagena, Punta Cana, St. John's - (Inicia entre 2015 e 2016)
  InselAir Aruba, Port-au-Prince, Santo Domingo, Willemstad
  JetBlue Airways Boston, New York (JFK), Fort Lauderdale
  KLM Amsterdã
  LIAT Antigua, Basseterre, Beef Island, St. Croix
  MyAir Santo Domingo
  PAWA Dominicana Antigua
  Seaborne Airlines San Juan
  Spirit Airlines Fort Lauderdale
St. Barth Commuter Saint-Jean-de-Luz
  WestJet Toronto
  Winair Basseterre, Beef Island, Nevis, Roseau, Saba, Saint Eustatius, Saint-Jean-de-Luz,
  Zambian Airways The Valley

Companhias que já operaramEditar

GaleriaEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto Internacional Princesa Juliana

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um aeroporto, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.