Abrir menu principal

Afonso de Oliveira Lima

bispo católico brasileiro
Afonso de Oliveira Lima, SDS
Bispo da Igreja Católica
1.º Bispo de Brejo
Atividade Eclesiástica
Congregação Sociedade do Divino Salvador
Diocese Diocese de Brejo
Sucessor Valter Carrijo, SDS
Mandato 9 de abril de 1972
até 25 de setembro de 1991
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 8 de dezembro de 1940
Cidade de São Paulo
por José Gaspar de Affonseca e Silva
Nomeação episcopal 29 de novembro de 1971
Ordenação episcopal 9 de abril de 1972
Brejo, Maranhão
por José de Medeiros Delgado
Dados pessoais
Nascimento Limoeiro do Norte, Ceará
28 de agosto de 1916
Morte Cidade do Rio de Janeiro
31 de agosto de 1994 (78 anos)
Progenitores Mãe: Clotilde Loureiro de Oliveira
Pai: Melquíades de Oliveira Lima
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Afonso de Oliveira Lima SDS (Limoeiro do Norte, 28 de agosto de 1916Rio de Janeiro, 31 de agosto de 1994) foi um bispo católico brasileiro.[1]

Era filho de Melquíades e Oliveira Lima e de dona Dona Clotilde Loureiro de Oliveira. Pelo lado paterno, era primo do pedagogo Lauro de Oliveira Lima, do sociólogo Eduardo Diatahy Bezerra de Menezes e do também religioso e filósofo Manfredo Araújo de Oliveira.

A 5 de dezembro de 1929, entrou para o seminário menor salvatoriano de Jundiaí, no estado de São Paulo. Vestiu o hábito salvatoriano com mais cinco companheiros: Antônio Nunes Gurgel, Luís Gonzaga Callou, Carlos Marques Vieira, Bernardo Campos e Boaventura Cantarelli, a 1 de fevereiro de 1935, em Indianópolis, em São Paulo, onde pronunciou os primeiros votos a 2 de fevereiro de 1936. No Seminário Maior de Indianópolis cursou a filosofia e a teologia. Foi ordenado sacerdote em 8 de dezembro de 1940,[1] pelo então arcebispo de São Paulo Dom José Gaspar de Affonseca e Silva, na catedral provisória de Santa Efigênia.

Como sacerdote exerceu seu ministério como professor nos seminários de Jundiaí e Parangaba; foi também vigário em Parangaba e Barbalha, no Ceará; posteriormente desempenhou o mesmo cargo em Piedade, no Rio de Janeiro, e em Indianópolis (SP) e, por último, em Patos, na Paraíba.

Ultimamente era capelão das irmãs salvatorianas do parque São José, em Parangaba, e era constante colaborador do bispo auxiliar de Fortaleza, dom Miguel Fenelon Câmara Filho.

Aos 7 de dezembro de 1971 foi nomeado pelo Papa Paulo VI para ser o primeiro bispo de Brejo, no Maranhão.

Sua ordenação episcopal realizou-se em Brejo aos 9 de abril de 1972.[1] Nessa mesma data foi canonicamente instalada a nova Diocese de Brejo, tornando-se ele o primeiro bispo de Brejo.Ao lado do Monsenhor Pedro Santos desenvolveu grande trabalho pastoral na Diocese.[1][2]

Estando havia quase vinte anos à frente daquela diocese, Dom Afonso renunciou ao múnus episcopal por atingir a idade recomendada pelo direito canônico. Sua renúncia foi acolhida pelo Vaticano em 25 de setembro de 1991, quando foi escolhido seu sucessor, o confrade Valter Carrijo. Depois, Dom Afonso foi residir no Rio de Janeiro.

Em 31 de agosto de 1994, Dom Afons foi colhido por um ônibus da União Turismo num cruzamento do bairro da Piedade. Ele morreu horas depois, à noite, de traumatismo craniano, no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Ele tinha 78 anos de idade.[3]

Referências