Abrir menu principal

Piedade (bairro do Rio de Janeiro)

bairro do Rio de Janeiro

Piedade é um bairro da Zona Norte do município do Rio de Janeiro.

Piedade
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Piedade.svg
Área 388,71 ha (em 2003)
Fundação 23 de julho de 1981
IDH 0,850[1](em 2000)
Habitantes 43 378 (em 2010)[2]
Domicílios 16 274 (em 2010)
Limites Quintino Bocaiúva, Cavalcante, Pilares,
Tomás Coelho, Abolição, Encantado,
Água Santa e Freguesia[3]
Distrito Rio de Janeiro
Subprefeitura Zona Norte
Região Administrativa Méier

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,850, o 54º melhor do município do Rio de Janeiro.[1]

Índice

HistóriaEditar

Nasceu no ponto onde hoje fica a Igreja de Nossa Senhora da Piedade. Do alto, é possível ter uma boa visão de como a região cresceu. Entre Madureira e Méier, Piedade começou a ser ocupada em meados do século XVIII. O bairro faz divisa com os bairros de Quintino Bocaiúva, Cavalcante, Pilares, Tomás Coelho, Abolição, Encantado, Água Santa e Freguesia.[3]

Com a chegada do trem, vieram o progresso, mais moradores e um problema: o lugar ficou conhecido pelo nome da estação, Gambá. O nome foi dado por dom Pedro II, durante uma viagem. "No momento de expansão ferroviária do Império em direção à Zona Norte do município do Rio, o imperador resolveu fazer uma parada em uma região onde havia vários gambás. Por conta disso, o lugar ficou conhecido como Parada Gambá ou Estação Gambá", explica o historiador André Nunes.

Como o nome Parada Gambá não agradava muita gente, uma moradora do bairro decidiu escrever uma carta para o diretor da Estrada de Ferro Central do Brasil, no fim do século XIX. O texto era o seguinte: "Por piedade, doutor, troque o nome da nossa estaçãozinha". O apelo acabou dando certo. "O diretor respondeu: ‘Minha senhora, será feito. E o nome do bairro será Piedade’. Ela gostou, e o bairro ficou assim", diz o historiador.

Já com novo nome, o bairro ganhou ao longo dos anos quatro elementos marcantes:

  • o River Futebol Clube, fundado em 1914, dirigido pelo Ministro Gama Filho e primeiro clube do jogador Zico;
  • a igreja gótica do Divino Salvador (localizada na 'R. Divino Salvador', em Piedade) é de 1910 e tem no altar uma pintura em estilo modernista;
  • uma importante refinaria de açúcar, de 1927, hoje não funciona mais.
  • a primeira Universidade do subúrbio carioca, a Universidade Gama Filho, foi fundada em 1939 (naquela época, Colégio Piedade) pelo Ministro Luiz Gama Filho. A UGF foi fechada em 2014.
  • Em Piedade, há alguns moradores ilustres, como: Karen Hurtado (estudante), e Bruno Hurtado (Pug).

Foi o primeiro bairro do subúrbio carioca a ter energia elétrica [carece de fontes?].

Tragédia da PiedadeEditar

Em toda sua história, o acontecimento mais emblemático certamente foi Tragédia da Piedade, a 15 de agosto de 1909, crime passional que envolveu o escritor Euclides da Cunha, autor de Os Sertões, assassinado pelo amante de sua esposa, o militar Dilermando de Assis, em sua residência na Estrada Real de Santa Cruz (atual Avenida Dom Hélder Câmara, mas ainda chamada de Suburbana).

LocalizaçãoEditar

O bairro de Piedade faz parte da região administrativa de Méier. Os bairros integrantes da região administrativa são: Abolição, Água Santa, Cachambi, Encantado, Engenho de Dentro, Engenho Novo, Jacaré, Lins de Vasconcelos, Méier, Piedade, Pilares, Riachuelo, Rocha, Sampaio, São Francisco Xavier e Todos os Santos.

Ligações externasEditar

Referências