Alain Fresnot

Alain Fresnot
Nascimento 6 de junho de 1951 (69 anos)
Paris
Ocupação diretor de cinema

Alain Fresnot (Paris, França, 6 de junho de 1951)[1] é um cineasta francês radicado no Brasil.[2]

BiografiaEditar

Em 1997 dirigiu o filme Ed Mort tendo Paulo Betti como protagonista, com roteiro de José Rubens Chachá baseado no personagem do escritor Luis Fernando Verissimo, adaptado para os quadrinhos por Miguel Paiva.

Em 2003 dirigiu Desmundo, uma adaptação do livro Desmundo, de Ana Miranda. A direção de fotografia é de Pedro Farkas, a trilha sonora, de John Neschling. Todo o elenco teve que aprender o português arcaico, tanto que o filme é apresentado com legendas para ajudar na compreensão[3].

FilmografiaEditar

Filmes dirigidos por Alain Fresnot:[4]

Referências

  1. Nagib, Lúcia; Rosa, Almir (2002). O cinema da retomada: depoimentos de 90 cineastas dos anos 90. [S.l.]: Editora 34. p. 201. 978-8-573-26254-4 
  2. IMDb
  3. «Filme reconstitui Brasil do século 16 com saga pessoal». Folha de S.Paulo. 25 de outubro de 2002. Consultado em 24 de março de 2016 
  4. Nagib, Lúcia; Rosa, Almir (2002). O cinema da retomada: depoimentos de 90 cineastas dos anos 90. [S.l.]: Editora 34. p. 208. 978-8-573-26254-4 
  5. «'Ed Mort' estréia na sexta-feira em São Paulo». UOL. 5 de junho de 1997. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  6. Dorf, Mona (30 de setembro de 2011). «"Família vende tudo", novo filme de Alain Fresnot é pura diversão». Internet Group. Consultado em 19 de julho de 2013 

Ligações externasEditar