Abrir menu principal
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013).
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Alcides Nobrega Sial
Nascimento 14 de dezembro de 1942
Recife,  Brasil
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação geólogo, professor

Alcides Nobrega Sial (Recife, 14 de dezembro de 1942) é um geólogo brasileiro, professor titular no Departamento de Geologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Índice

Formação acadêmicaEditar

Geólogo formado em 1966, na UFPE, alcançou o grau de Ph.D na Universidade da Califórnia, Davis, EUA (1974).

Realizou pós-doutorados nos EUA (Austin, Texas, 09/1977-09/1978; Athens, Geórgia, 01/1983-12/1983; Athens, Geórgia, 01/1988 a 12/1988) e estágio pós-doutoral na Universidade de Wisconsin, Madison (01-03/2001). Realizou estágios em Lisboa, Portugal (6 meses, 1970), no U.S. Geological Survey, EUA (2 semanas, 1973), na Memorial University of Newfoundland, Canadá (06-08/1983), no Geological Survey of Japan, Tsukuba (1 mês, 1988), Universidade da Geórgia (1 mês, 1991), em East Kilbride, Escócia (2 semanas, 1996).

Orientações e publicaçõesEditar

Orientou 25 estudantes de iniciação científica, orientou/co-orientou 35 mestres e 18 doutores, além de sete pós-doutores. Participou de cerca de 150 bancas examinadoras. Publicou 238 artigos em periódicos científicos, 216 trabalhos completos em Anais de Congresso, quatro livros, organizou doze "special issues" (periódicos científicos), vinte e seis capítulos de livros e cerca de 300 resumos nas áreas de Petrologia Ígnea e geoquímica de Isótopos Estáveis.

PesquisasEditar

Um dos pioneiros no Brasil na utilização da sistemática de terras raras no "sistema granito" e na utilização de isótopos de oxigênio na petrologia ígnea.

Fundou o Laboratório de Isótopos Estaveis (LABISE) na UFPE onde foi implantado um laboratório de extração de oxigênio a laser de CO2, pioneiro na América do Sul neste gênero. Um dos primeiros no país na utilização da quimioestratigrafia isotópica na resolução de problemas estratigráficos (Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Colombia).

PalestrasEditar

Proferiu palestras na Universidade do Texas (1978), Verbania al Collegio, Itália (1988), Universidade Nacional de San Juan, Argentina (2002), em Athens, Geórgia, Montevidéu, Uruguai (2016) e em universidades brasileiras (UnB, UFPA, USP, UFRJ, UFRGS, UFRN, dentre outras). Ministrou cursos de curta duração na UnB, UFPA, UFRGS, UFBA, UFMG, UFRJ, PETROBRAS, Universidade do Chile, em Santiago, e em Medellin, Colombia (2011).

Tem atuado como assessor ad hoc de diversas Agências: NSF (EUA), NSERC (Canadá), Israel Sci. Foundation, Swiss Nat. Sci. Foundation, CONCYTEC (Peru), FONDECYT (Chile), CNPq, FINEP, CAPES, diversas FAP´s.

Premiações e participação em entidades científicasEditar

É membro-titular da Academia Brasileira de Ciências (membro da diretoria: 1991-1993), membro-correspondente da Academia de Ciências de Lisboa e Fellow do Geological Society of America. Recebeu prêmios e distinções, entre os quais os de Comendador(1996) e Grã-cruz (2006) da Ordem Nacional do Mérito Científico (MCT, Brasil), a Medalha do Centenário da Engenharia da UFPE (1995) e o Martelo de Prata da Sociedade Brasileira de Geologia (1975), Medalha de Ouro José Bonifácio da Sociedade Brasileira de Geologia (2016), Professor Emérito da Universidade Federal de Pernambuco (2016). Membro do Conselho Deliberativo do CNPq (1991-93), Comissão Coordenadora do PRONEX (1996-98), Comissão Superiora da FACEPE (1991-93), do Geology Editorial Board (1997-2000), Gondwana Research (2003-05) e é membro da Comissão Editorial dos Anais da Academia Brasileira de Ciências (2003-presente). Interagiu com mais de 200 pesquisadores (Brasil e exterior) em co-autorias de trabalhos científicos.

Obras publicadasEditar

SIAL, A. N. & McREATH, I., 1984. Petrologia Ígnea.Volume 1. SBG/Bureau Gráfica Editora/CNPq, 181 p., Salvador, Bahia, Brasil.
Gaucher, C., Sial, A.N., Halverson, G.P. and Frimmel, H., 2010. Neoproterozoic-Cambrian Tectonics, Global Change and Evolution: A focus on Southwestern Gondwana. Developments in Precambrian Geology 16, Elsevier, ISBN 978-0-444-52869-8, 498 p.
Sial, A. N., Bettencourt, J. S., De Campos, C. P. & Ferreira, V. P. (eds), 2011. Granite-Related Ore Deposits. Geological Society, London, Special Publications, 350. DOI: 10.1144/SP350.1 0305-8719/11.
Sial, A.N., Gaucher, C., Ramkumar, M., Ferreira, V.P., 2019. Chemostratigraphy Across Major Chronological boundaries. AGU/John Wiley & Sons, Inc., Geophysical Monograph Series 240, 291 pages; ISBN 9781119382485.
Fontes
1 http//Lattes.cnpq.br/7239767187507584
2 Marquis Who´s Wo in the World, 2011, p. 2411
3 https://valentelab.com.br/abc/index.php/academico/alcides-nobrega-sial/