Abrir menu principal

Alexandre Meireles do Canto e Castro

Alexandre Meireles do Canto e Castro
Nascimento 10 de março de 1827
Angra do Heroísmo
Morte 11 de novembro de 1896 (69 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Alma mater Universidade de Coimbra
Ocupação jornalista, escritor

Alexandre Bento de Meireles de Távora do Canto e Castro (Angra do Heroísmo, 10 de Março de 1827Lisboa, 11 de Novembro de 1896), mais conhecido por Alexandre Meireles de Távora, foi um magistrado judicial, jornalista e escritor que se distinguiu como magistrado na administração colonial portuguesa.

Índice

BiografiaEditar

Foi filho de Luís de Meireles do Canto e Castro e de Francisca Paula Merens de Noronha e Távora, casal proprietário de uma grande casa vincular, incluindo dezenas de morgadios, pertencente à mais importante aristocracia da ilha Terceira, e irmão de André Francisco de Meireles de Távora do Canto e Castro. O pai foi apoiante do miguelismo, tendo feito parte do Governo Provisório que se formou em Angra após o contra-golpe absolutista de 1823[1].

Faleceu juiz de segunda instância na Relação de Lisboa.

Obra publicadaEditar

  • Alexandre Meyrelles de TAVORA, A Liga Açoriana, Loanda, Typographya Lusa-Africana, 1892.

ReferênciasEditar

  • Alfredo Luís Campos, Memória da Visita Régia à Ilha Terceira, Imprensa Municipal, Angra do Heroísmo, 1903.
  • H. Carvalho, "O Dr. Alexandre Meyrelles de Tavora do Canto e Castro (juiz da Relação de Goa)". As Colónias Portuguesas, Lisboa, 1 de Setembro de 1883: 98-99.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. António Ornelas Mendes e Jorge Forjaz, Genealogias da Ilha Terceira, vol. V, p. 754. Lisboa: Dislivro Histórica, 2007 (ISBN 978-972-8876-98-2).