Abrir menu principal

Amikeca Reto ("Rede de Amizade", em Esperanto) era uma lista de pessoas que pretendiam colaborar e trocar ideias com outras pessoas ao redor do mundo por intermédio do Esperanto. Similar ao atual Pasporta Servo, diferenciava-se por uma maior ênfase nos valores culturais e educacionais dos visitantes. Os anfitriões apresentavam clubes, associações e locais de trabalho para seus hóspedes, além de introduzir alguns aspectos de sua própria rotina.

Esperanto flag
Tópico sobre Esperanto
Esse artigo faz parte da série em desenvolvimento Esperanto
Gramática
Esperanto | Gramática | Alfabeto | Ortografia | Vocabulário | Correlativos | Preposições | Advérbios | Conjunções | Afixos | Pronomes | Signuno
História
História | Zamenhof | "Unua Libro" | Declaração de Boulogne | "Fundamento" | Manifesto de Praga | Discursos de Zamenhof
Cultura
Cultura | Esperantistas | Esperantujo | Cinema | Internacia Televido | La Espero | Bibliotecas | Literatura | Falantes nativos | Cultura pop | Publicações | Símbolos | Dia de Zamenhof
Organizações e serviços
Amikeca Reto | Academia de Esperanto | Kurso de Esperanto | Pasporta Servo | TEJO | UEA
Críticas
Esperantido | Valor propedêutico | Reformas | Iĉismo | Esperanto X Ido | Interlingua | Novial
Wikimedia
Portal | Vikipedio | Vikivortaro | Vikicitaro | Vikifonto | Vikilibroj | Vikikomunejo | Vikispecoj
editar

A rede foi criada em 1987, durante o 60º Congresso da Sennacieca Asocio Tutmonda (SAT), na cidade francesa de Boulogne-sur-Mer. Era uma organização sem fins lucrativos sob a organização da SAT, e que publicava semestralmente um livro contendo a lista dos participantes da rede.[1] Sua última edição foi lançada em 2002, e continha 400 endereços em 40 países diferentes. O livro também era usado para permitir o encontro de pessoas interessadas em trocar correspondências ou em serviços profissionais diversos, e também para intercâmbio cultural.

Depois de 2002Editar

Depois do ano de 2002, foram paralisadas as publicações da Amikeca Reto e nenhuma nova edição foi lançada, até que em 2008, a SAT voltou a discutir sua renovação e mudanças para um novo sistema similar de relacionamento entre esperantistas.[2]

Referências

  1. «Diversaj» (em esperanto). Consultado em 15 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  2. «Disparition du fondateur de SERVAS» (pdf) (em francês). La Sago. Abril de 2008  [ligação inativa]

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar